10 dicas para começar hoje mesmo a adotar hábitos mais saudáveis

Neste Dia Mundial da Saúde, listamos as principais dicas para garantir uma vida mais saudável, sustentável e natural e conquistar mais longevidade

Beber água em boa quantidade é uma das formas de garantir a saúde em dia (Foto: Divulgação)

Em 1946, a Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu a saúde como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social”. Para os profissionais, existem quatro pilares que atuam na qualidade da saúde de uma pessoa, sendo eles, a biologia humana, o ambiente em que vive, o estilo de vida e a assistência médica. O Dia Mundial da Saúde, comemorado todos os anos em 7 de abril desde 1950, pretende  conscientizar as pessoas sobre a importância de cuidar da saúde mental e física e do bem-estar para a garantia de mais qualidade de vida.

A melhor forma de cuidar da saúde é seguindo todos esses pilares com um estilo de vida saudável para prevenir doenças e manter a qualidade de vida. A prevenção de doenças ajuda a garantir um tratamento mais eficaz e mais qualidade de vida. Por esse motivo, deve ser nossa prioridade no dia a dia e fazer parte da nossa rotina.

Algumas ações no dia a dia podem ajudar, entre elas, seguir uma alimentação natural e equilibrada, beber bastante água todos os dias, reduzir ou evitar o consumo de bebidas alcoólicas e o uso do cigarro, fazer exercícios físicos regulares, dormir pelo menos 8h por dia, fazer exames preventivos e consultar sempre o seu médico, sem esquecer de sempre dedicar tempo para fazer o que gosta e garantir o seu bem-estar.

“O grande desafio neste tema é sair do senso comum, considerando que é de amplo conhecimento da população que práticas como parar de fumar, reduzir o consumo de álcool, se exercitar e se alimentar de forma saudável são essenciais”, destaca Fernando Paragó, diretor corporativo Médico da Pró-Saúde, uma das maiores entidades filantrópicas de gestão hospitalar do país.

Por isso, para a campanha, que se concentra nas redes sociais da entidade (@prosaudeoficial), o ponto central é sugerir ações que todos possam incluir com facilidade na rotina, considerando a realidade e os desafios enfrentados no cotidiano.

“Sabemos que o caminho para a desconstrução de hábitos negativos pode ser difícil. Muitas vezes, a rotina cansativa, o conforto do fast-food ou até mesmo o estresse podem desestimular a mudança”, enfatiza o médico.

E a lista de costumes que podem ser nocivos à saúde é grande, incluindo o sedentarismo, consumo excessivo açúcar, sal e alimentos ultraprocessados, ausência de autocuidado e sono de má qualidade.

“São hábitos que têm um fator em comum: o desenvolvimento de problemas de saúde, como obesidade, diabetes, hipertensão, acidente vascular cerebral, câncer e depressão“, lembra.

Considerando os hábitos e estilo de vida da população, atualmente, o Brasil é a 188ª nação no ranking de países saudáveis, segundo o Índice de Saúde Global. De acordo com o estudo, as escolhas alimentares, somadas ao estilo de vida adotado pela população, definem a saúde do país no ranking, que tem como primeiro colocado a Espanha.   

Confira as dicas e comece hoje mesmo a adotar hábitos mais saudáveis!

1. Crie oportunidades para se exercitar: indo para o trabalho, ou voltando para casa, dê preferência às escadas e desça dois pontos antes do comum para caminhar até seu destino. Essas movimentações são exemplos de atividades aeróbicas, que também favorecem a perda de peso.

2. Seja constante em suas atividades: fazer alongamentos, praticar yoga e pilates com frequência são alternativas à malhação. Muitas vezes, a continuidade do exercício é mais importante do que sua intensidade.

3. Faça o seu fast-food: os alimentos ultraprocessados possuem alta adição de açúcar, gordura e sal, produtos que favorecem a obesidade, hipertensão e diabetes. Uma opção é fazer seu próprio hamburguer em casa, com alimentos frescos e opções mais leves.

4. Beba água ao acordar: se hidratar ainda em jejum traz diversos benefícios ao corpo. Além de repor o líquido perdido durante a noite, esse consumo é capaz de eliminar toxinas, promover limpeza do intestino e ajudar no processo de emagrecimento.

5. Acompanhamento periódico das condições de saúde: Visitar regularmente o médico é de suma importância para avaliação do estado de saúde e prevenção de doenças.

6. Cuidado com o café: o consumo excessivo de café pode levar à ingestão exagerada de açúcar para adoçá-lo. Por isso, dê preferência a adoçantes naturais. Quanto à quantidade recomendada, não beba mais de três xícaras de café por dia.

7. De olho no açúcar: a substituição do açúcar refinado por outros tipos que não passam pelo processo químico é uma boa opção para evitar doenças. Por ter seus nutrientes preservados, o açúcar de coco e do tipo demerara são mais saudáveis.

8. Refrigerante natural: a substituição do refrigerante industrial por alternativas naturais é saudável e nem um pouco difícil. Faça você mesmo: água natural e gaseificada, suco natural de fruta, limão, açúcar demerara (opcional), gelo e está pronto!

9. Conheça a si mesmo: a prática do autoconhecimento ajuda a alcançar o bem-estar, uma vez que permite o entendimento sobre os próprios defeitos, qualidades, ambições e rejeições. Terapia gratuitas, psicanálise e hobbies são formas de desenvolver esse conhecimento.

10. Priorize seu sono: procure ingerir alimentos leves durante o período noturno, mantenha o quarto escuro e silencioso e evite alimentos estimulantes, como café, canela, pimenta e açúcar. O sono de qualidade evita o desenvolvimento de doenças e possibilita a redução de estresse, melhora do humor, concentração e sociabilidade.

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais