10 razões para fazer cirurgia plástica no inverno

Rosayne Macedo
Adriana, após a lipoescultura e o implante mamário (Foto: Álbum de Família)
Adriana, após a lipoescultura e o implante mamário (Foto: Álbum de Família)

 

A brasileira Adriana Petersen, de 37 anos, atualmente vive na Noruega com o marido, mas deixou o verão europeu para fazer lipoescultura e implante mamário no inverno brasileiro. “Achei mais confortável o uso da cinta e da meia de compressão neste mês, quando a temperatura está mais baixa. Em uma semana, o inchaço reduziu muito e a recuperação tem sido bem tranquila”, diz ela.

A estação mais fria do ano é também a melhor época para fazer uma cirurgia plástica. Os meses de julho e agosto estão entre os mais procurados pelos pacientes que querem desfrutar do verão, sem se preocupar com as gordurinhas a mais. Esta, porém, não é a única razão para o aumento de até 50% na quantidade de procedimentos estéticos no inverno, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

São muitas as vantagens para quem enfrenta o bisturi durante o frio, como explica o cirurgião plástico José Carlos Pereira Pinto, membro especialista da SBCP. “Neste período, os pacientes se expõem menos ao sol. Isso evita o surgimento de manchas na pele e o escurecimento das cicatrizes. O frio também provoca uma contração dos vasos sanguíneos, que reduz o inchaço, especialmente naquelas pessoas que já têm uma tendência natural a reter líquidos”, afirma.

Na avaliação do cirurgião plástico, com a queda nos termômetros fica menos incômodo usar cintas modeladoras, indicadas em algumas cirurgias como a lipoaspiração. “No inverno, as pessoas vestem roupas mais largas que cobrem o corpo e disfarçam os curativos, as cintas e os sutiãs necessários no pós-operatório”, explica o especialista.

Adriana, no verão da Noruega, antes da cirurgia plástica no Brasil (Foto: Álbum de Família)
Adriana, no verão da Noruega, antes da cirurgia plástica no Brasil (Foto: Álbum de Família)

Além da queda nos termômetros, as férias escolares no mês de julho facilitam a  recuperação pós-cirúrgica dos pacientes, que diminuem os compromissos e acabam passando mais tempo em casa.  Os procedimentos mais procurados no inverno são implante mamário, mamoplastia redutora, lipoaspiração, lipoescultura e abdominoplastia. Estas duas últimas podem ser combinadas.

Na maior parte das cirurgias, a recuperação ocorre em 30 dias. Mas para curtir o verão, mergulhar ou tomar sol é preciso repousar durante três meses. Sempre lembrando que como todo procedimento cirúrgico, o importante é verificar no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (www.sbcp.org.br) se o cirurgião é um especialista, fazer todos os exames de risco cirúrgico e seguir as recomendações médicas.

Confira as vantagens de operar nesta época do ano

1. O clima mais ameno facilita o uso de cintas modeladoras que incomodam muito nos meses mais quentes do ano;
2. Os pacientes sofrem menos edema (inchaço) no frio, especialmente quando a pessoa já tem uma tendência natural para reter líquidos;
3. O friozinho é um convite ao repouso, facilitando a recuperação no pós-operatório;
4. A cicatrização é mais rápida, pois há menos exposição ao sol;
5. Durante as férias, os pacientes terão o período necessário para se recuperar a tempo de retornarem ao trabalho;
6. Operando no inverno, o paciente terá pela frente quase seis meses para desfilar a nova silhueta no verão;
7. Recém-operados se expõem menos ao sol, diminuindo o risco de manchas na pele.
8. O paciente poderá contar com a ajuda de amigos ou parentes que também tiraram férias;
9. Com o clima mais ameno, os curativos são facilmente disfarçados sob as roupas largas e casacos usados no inverno.
10. Dá para aproveitar o período e tomar chá verde e de limão, antioxidantes naturais que auxiliam na circulação sanguínea e no metabolismo, favorecendo a recuperação.

Serviço:

José Carlos Pereira Pinto – Cirurgião plástico

Consultório: Rua Dois de Dezembro 78 sala 415, Flamengo – Rio de Janeiro/RJ
Whatsapp: 021-99603-0643

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.