50 benefícios da meditação, uma prática agora também no SUS

meditacao

Dizem que a meditação faz bem para a alma e o corpo físico. A prática, muito empregada no budismo e na ioga, é uma poderosa arma contra o estresse. Mas, afinal, isso é comprovado cientificamente? Especialistas garantem que sim.  Estudos sérios afastam as dúvidas sobre a prática e mostram que ela é extremamente eficaz no tratamento do estresse e da insônia, pode diminuir o risco de sofrer ataque cardíaco e até melhorar a reação do organismo aos tratamentos contra o câncer. Tanto que o Ministério da Saúde acaba de divulgar que a meditação está incluída entre as práticas agora disponíveis também no Sistema Único de Saúde (SUS).

“A ciência está descobrindo que os benefícios da meditação são muitos, e vão além do simples relaxamento. As grandes religiões orientais já sabem disso há 2.500 anos. Mas só recentemente a medicina ocidental começou a se dedicar a entender o impacto que meditar provoca em todo o organismo. E os resultados são impressionantes”, afirma Judson A. Brewer, professor de psiquiatria da Universidade Yale.

Nos últimos anos, os pesquisadores ocidentais começaram a entender por que, afinal, meditar funciona tão bem, e para tantos problemas de saúde diferente”. “Com a ressonância magnética e a tomografia, percebemos que a meditação muda o funcionamento de algumas áreas do cérebro, e isso influencia o equilíbrio do organismo como um todo”, diz o psicólogo Michael Posner, da Universidade de Oregon.

Ele explica que na prática, a meditação aumenta a atividade do córtex cingulado anterior (área ligada à atenção e à concentração), do córtex pré-frontal (ligado à coordenação motora) e do hipocampo (que armazena a memória). Também estimula a amígdala, que regula as emoções e, quando acionada, acelera o funcionamento do hipotálamo, responsável pela sensação de relaxamento.

“Não se trata de encarar a meditação como uma panaceia universal, os estudos mostram também que ela tem aplicações bem específicas. Mas, ao contrário de outras terapias que carecem de comprovação científica, a meditação ganha cada vez mais respaldo de pesquisas realizadas por grandes instituições”, destaca.

Confira os principais benefícios que a prática regular da meditação pode lhe trazer, segundo a associação Arte e Vida:

1. Traz profunda paz interior.

2. Proporciona maior sensação de bem-estar.

3. Melhora a atividade cerebral.

4. Eleva a espiritualidade.

5. Desenvolve a compaixão pelos outros.

6. Possibilita uma visão mais positiva da vida.

7. Desenvolve uma maior compreensão emocional..

8. Aumenta o nível atual de consciência.

9. Relaxa profundamente o corpo e a mente..

10. Aumenta seu nível de inteligência.

11. Melhora seus níveis de energia.

12. Amplia a sua concentração.

13. Aumenta a sua motivação interna.

14. Ajuda a construir um sistema imunológico mais forte.

15. “Desperta” a sua mente.

16. Diminui os níveis dos hormônios destrutivos do estresse.

17. aumenta sua felicidade externa e interna.

18. Melhora o fluxo sanguíneo no cérebro.

19. Constrói novas conexões neurais no cérebro.

20. Ajuda a manifestar seus verdadeiros desejos.

21. Diminui a dor crônica.

22. Funciona como uma alternativa rápida para um descanso profundo.

23. Cura traumas passados.

24. Melhora a sua memória.

25. Melhora a sua capacidade de visualizar.

26. Desenvolve uma maior empatia.

27. Conecta você com Deus ou a Fonte..

28. Desenvolve uma mente mais criativa.

29. Desenvolve o crescimento pessoal.

30. Contribui para criar mais paz na Terra.

31. Faz você passar mais tempo consigo mesmo.

32. Melhora os padrões de comportamento negativos.

33. Melhora a clareza e a qualidade dos pensamentos.

34. Melhora os relacionamentos e a vida social.

35. Faz você se sentir à vontade em qualquer ambiente.

36. É a técnica de relaxamento mais eficaz.

37. Reduz e supera a insônia.

38. Ajuda a largar o vício das drogas e do álcool.

39. Auxilia a abandonar um hábito viciante.

40. Melhora a vida sexual e a libido.

41. Diminui a pressão arterial..

42. Substitui sofrimento por compreensão.

43. Desenvolve um estado de desapego.

44. Auxilia na produção de neurotransmissores vitais.

45. Aumenta a produção de hormônios saudáveis.

46. Retarda a deterioração física e o processo de envelhecimento.

47. Ajuda a superar antigos e limitantes padrões.

48. Aumenta a produtividade no trabalho.

49. Limpa seus centros de energia.

50. Ajuda a conter a raiva (e outras emoções negativas).

Como recorrer ao serviço no SUS

Além da meditação, outros seis tratamentos  classificados como práticas integrativas já estão disponíveis neste mês de janeiro na rede pública de saúde. São eles: sessão de arteterapia, sessão de musicoterapia, tratamento naturopático, sessão de tratamento osteopático, sessão de tratamento quiroprático e sessão de Reiki. Os sete serviços foram incluídos no âmbito da Política Nacional de Práticas Integrativas do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com isso, a partir de agora, o Ministério da Saúde passa a repassar recursos federais para o custeio desses procedimentos. No entanto, cabe aos gestores locais decidirem pela oferta dos novos procedimentos. Atualmente, vários municípios brasileiros já oferecem esses tratamentos, segundo dados do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica (PMAQ-AB). Com as inclusões, as gestões locais poderão financiar os procedimentos com recursos do Piso da Atenção Básica.

Em 2016, mais de 2 milhões de atendimentos utilizando praticas integrativas e complementares foram realizados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), destes mais de 770 mil foram de Medicina Tradicional Chinesa, que inclui a acupuntura;  85 mil foram de fitoterapia e  13 mil de homeopatia. Mais de 926 mil foram de outras práticas integrativas que, até então, não tinham um código próprio para registro e passam a ter agora, com a publicação da portaria esta semana.

Onde meditar no Rio

O Centro Budista Kadampa Compaixão, que passou a se chamar Centro de Meditação Kadampa Rio de Janeiro, permite que 120 pessoas  possa, meditar ao mesmo tempo. O lugar conta ainda com videolink para transmissão de ensinamentos em tempo real e uma loja de loja de artigos budistas (livros, malas, cd´s de meditação).

Segundo o Monge Drime, que fica à frente do Centro, desde 2010 o número de frequentadores vem crescendo 30% ao ano, mas em 2016, o aumento já foi de 50%, por isso, a necessidade de ir para um espaço maior. Na antiga sede, a capacidade era de 40 pessoas. As aulas de meditação acontecem de segunda a sexta-feira.

O novo espaço, com projeto da Kube Arquitetura, tem dois gompas (salas de meditação). O que fica no primeiro andar tem capacidade para 40 pessoas, e na sala principal, no segundo andar, para 80 pessoas.

Fonte: Arte de Viver, Ministério da Saúde e Medita Rio

 

 

In the news
Leia Mais