87% dos brasileiros fazem mais sexo no verão

É o que mostra levantamento de rede social para adultos. Autora de best seller sobre erotismo lista os principais benefícios do sexo para a saúde

Redação

Verão deixa sempre todo mundo mais empolgado para sair, curtir com os amigos e, para muitos,  é também sinônimo de “pegação”. Uma pesquisa da rede social Sexlog – uma espécie de Tinder mais voltado para encontros casuais –  sobre o comportamento dos brasileiros nessa estação do ano mostrou que, dentre os 8.567 respondentes, 87% deles afirmaram que fazem mais sexo no verão.

Em primeiro lugar estão os usuários do Paraná, com 90% das respostas, São Paulo com 87% e Rio de Janeiro, com 88%. A pesquisa revelou ainda que 58% dos brasileiros passam a ter de um a três parceiros sexuais nessa época do ano. Entre os lugares e programas preferidos para facilitar um encontro casual durante o verão, a opção praia lidera com 57% das respostas, churrasco com amigos com 49% e piscina com 36%.

Não tem nada de errado nisso, desde que sempre com proteção. Afinal, sexo com faz bem e isso está comprovado pela Medicina. Mas nem sempre conseguimos desligar a cabeça dos problemas ou estar no clima está propício. A leitura surge como grande aliada de relacionamentos e eventualmente da sua saúde. “A literatura erótica ajuda a despertar a imaginação e aguçar o desejo”, afirma a autora best-seller, Lani Queiroz.

Poucas horas após o  lançamento na Amazon,  A Dívida, nova obra da coleção “Turbulência”  já figurava em primeiro lugar na lista de mais vendidos da plataforma, mantendo-se assim por mais de 20 dias consecutivos.  Autora de séries como Príncipes Di Castellani e Rock I’m Rio, a professora maranhense garante que suas fãs costumam estar sempre bem e muito bem dispostas!

Ela mostra quais benefícios o sexo traz para sua saúde:

Melhora do sono

O orgasmo traz ao corpo um relaxamento que contribui para que se durma melhor, e não apenas nos dias que há relações sexuais. Já que a reação tem um efeito prolongado, devido à ação dos neurotransmissores que passam a agir no organismo de forma mais regular e numa quantidade maior.

Alivia as cólicas menstruais

Não é regra, mas os movimentos realizados durante o sexo estimulam órgãos internos, deixando-os mais relaxados, assim pode acontecer a diminuição nas dores.

Aumenta a imunidade

Um estudo feito pela norte americana Wilkes University, mostrou que uma vida sexual ativa aumenta os níveis de um anticorpo conhecido como IgA, responsável pela proteção do organismo de infecções, gripes e resfriados.

Estresse

Fazer sexo não é a cura para o estresse é claro, mas alivia muito e pode ajudar quem se sente sobrecarregado com as tarefas do dia a dia.

Alivio nas crises de enxaqueca

O orgasmo libera substâncias que atuam no sistema nervoso, diminuindo a sensibilidade à dor, relaxando a musculatura e melhorando o humor.

Preferência por gordinhos e não sarados

Ainda de acordo com os dados da pesquisa da Sexlog, 75% dos entrevistados não se importam com “padrões de beleza” na hora do sexo. Inclusive, 12% dos homens entrevistados afirmam gostar mais de corpos gordinhos do que corpos sarados.

A mesma pesquisa também mostrou que 19% das mulheres  não se sentem à vontade com trajes de praia e o mesmo acontece com 12% dos homens. Além disso, para 85% dos respondentes, as pessoas estão mais propícias a criticarem o corpo umas das outras no verão.

Pernambuco é o estado onde as pessoas mais disseram que se sentem desconfortáveis com trajes de praia (14%, entre homens e mulheres) e também é o estado que mais deu importância para corpos dentro do padrão de beleza estético, com 32% das respostas. Foram ouvidas 8.587 pessoas.

Da Redação, com Assessorias

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.