Semana do Meio Ambiente tem várias ações online e presenciais: engaje-se!

Antigo Zoo, agora Bioparque do Rio, na Quinta da Boa Vista, distribui mudas nativas de Mata Atlântia a visitantes. Veja outras atividades

Jacarés no BioParque do Rio: antigo zoológico reabriu em abril e funciona das 12 às 19h na Quinta da Boa Vista (Foto: Beth Santos / Agência Brasil)

A Semana Mundial do Meio Ambiente está com uma série de atividades em todo o mundo e mais precisamente no Brasil e no Rio de Janeiro. Em 2021, a data marca o lançamento da Década das Nações Unidas da Restauração de Ecossistemas 2021-2030, movimento global liderado pela ONU, que ao longo dos próximos dez anos visa o combate às mudanças climáticas e a poluição, e o salvamento de 1 milhão de espécies ameaçadas de extinção, além de atender a agenda para o desenvolvimento sustentável.

No Rio de Janeiro, em sintonia com a agenda ambiental, o Grupo Cataratas, numa parceria com o Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA), promove diversas ações para engajar as pessoas a fazerem sua parte pelo bem do planeta e pelo resgate da biodiversidade.

Iniciadas no último fim de semana, as atividades vão até sábado, 12. A partir desta segunda, visitantes do BioParque do Rio ganharão mudas de espécies da Mata Atlântica, como parte do projeto “Plantando o Futuro”. Na terça, 8, Dia Mundial dos Oceanos, quem for ao AquaRio também levará uma muda nativa para casa e participar da restauração de ecossistemas.

Entre os dias 9 e 11, às 10h, voluntários do Programa de Sócio Anual do BioParque do Rio plantarão 500 mudas de espécies da Mata Atlântica no Parque Quinta da Boa Vista, com apoio da Secretaria de Meio Ambiente e da Cedae. Dia 10 de será lançado o minidocumentário “A Rainha da Mata Atlântica”, que aborda a onça-pintada, espécie símbolo da biodiversidade brasileira. Saiba como participar clicando aqui.

Antigo Zoológico do Rio, agora BioParque, distribui mudas a quem visitar o local na Semana Mundial do Ambiente (Foto: Divulgação Grupo Cataratas)

Todas as gerações pela restauração

A programação, liderada pelo PNUMA e pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), divulga a Década da Restauração, que visa prevenir, interromper e reverter a degradação dos ecossistemas em todos os continentes e oceanos. No site é possível conferir eventos ao redor do mundo e atividades organizadas em nível nacional pelo escritório do PNUMA no Brasil e seus parceiros, que se estenderão ao longo de todo o mês de junho.

Com o objetivo de trazer a juventude para o centro do debate da restauração e discutir o seu presente e o seu futuro, o PNUMA está articulado com organizações de juventude que irão promover os seus próprios eventos independentes e agenda de atividades – que incluem lives no Instagram, lançamento de playlists musicais e podcasts, ações de plantio de mudas em vários biomas, oficinas de *advocacy* e muito mais.

Além de jovens, a restauração dos ecossistemas é assunto para crianças. O Instituto Alana, por meio do TiNis (Tierra de Niñas, Niños y Jóvenes) e da Plant-for-the-Planet, desenvolve uma campanha ao longo do mês para fortalecer e estimular o contato e vínculo emocional das crianças com a natureza. Direcionada a famílias com crianças e educadoras e educadores, as TiNis estimulam a criação de espaços verdes para brincar, aprender e vivenciar.

PNUMA promove ações online

Na sexta 11, será lançado o primeiro e-book de uma série de 7 sobre temas socioambientais para pessoas que vivem em cidades, plantam e cuidam de árvores em seus quintais, contemplam a natureza urbana ou frequentam parques e praças públicas. De segunda a sexta, haverá cinco webinários sobre a restauração de ecossistemas nos diferentes biomas brasileiros.

  • Dia 7, segunda-feira: Amazônia. Em parceria com a CI-Brasil e Aliança pela Restauração na Amazônia
  • Dia 8, terça-feira: Oceanos. Em parceria com a Campanha Mares Limpos Dia 9, quarta-feira: Mata Atlântica. Em parceria com a TNC Brasil e Coalizão Brasil Clima, Floresta e Agricultura
  • Dia 10, quinta-feira: Cerrado. Em parceria com a WWF e Araticum
  • Dia 11, sexta-feira: Pampa, Pantanal e Caatinga. Em parceria com a Sociedade Brasileira de Restauração Ecológica (SOBRE).

Dois vídeos que reúnem diversas vozes da restauração no país também foram lançados para estimular todas as pessoas a aderirem ao movimento global da restauração de ecossistemas. Pessoas e organizações são convidadas a registrar seus eventos durante todo o mês de junho no site do PNUMA, dando visibilidade aos esforços conjuntos pela natureza a partir de uma mapa interativo. A campanha nas redes sociais usa as hashtags #GeraçãoRestauração e #DiaMundialdoMeioAmbiente

OUTROS EVENTOS

Live sobre moda sustentável e consumo consciente

Como a educação, empresas e outras iniciativas podem transformar a consciência coletiva? Para responder esta e muitas outras perguntas, o IBEU, com o apoio do Consulado Americano, promove a live “Ibeu Eco Fashion”, no dia 8 de junho, às 19h, uma homenagem ao mês em que celebramos Dia Mundial do Meio Ambiente e reforçando a importância da língua inglesa no mundo globalizado.

Moda sustentável, consumo consciente, economia circular e o propósito de transformação e conscientização das pessoas sobre isso serão alguns temas abordados por Bel Braga, fundadora e CEO do ClosetBoBags, plataforma de recommerce do Brasil. A mediação é de Bia Luz, mentora da Exchange 4 Change Brasil, organização estratégica que tem a missão de impulsionar a transição para a Economia Circular no país, com a participação de Vania Furtado, superintendente acadêmica do Ibeu.

A live ainda contará com a presença de Kaio Freitas, cofundador do Modaly, uma plataforma online e colaborativa para conectar e dar visibilidade a produtores, fornecedores, prestadores de serviços e marcas com foco em sustentabilidade de todo o Brasil. A transmissão será feita através do link do Ibeu no YouTube.

A data – Comemorado no dia 5 de junho, o Dia Mundial do Meio Ambiente foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) e tem como objetivo principal, chamar a atenção de todas as esferas da população para os problemas ambientais e para a importância da preservação dos recursos naturais, que até então eram considerados, inesgotáveis.

Com Assessorias

In the news
Leia Mais