Amor e sexo entre pessoas com deficiência é tema de websérie

Programa aborda falta de acessibilidade em motéis e forma infantilizada como a questão da deficiência física é tratada

Rosayne Macedo
No quarto episódio da Websérie Todos Diferentes e Todos Iguais, entrevistados comentam como ideias pré-concebidas sobre o tema Amor & Sexo da Pessoa com Deficiência ainda prevalecem e ditam comportamentos na sociedade (Foto: Divulgação)
No quarto episódio da Websérie Todos Diferentes e Todos Iguais, entrevistados comentam como ideias pré-concebidas sobre o tema Amor & Sexo da Pessoa com Deficiência ainda prevalecem e ditam comportamentos na sociedade (Foto: Divulgação)
No quarto episódio da Websérie Todos Diferentes e Todos Iguais, entrevistados comentam como ideias pré-concebidas sobre o tema Amor & Sexo da Pessoa com Deficiência ainda prevalecem e ditam comportamentos na sociedade (Foto: Divulgação)

Se por um lado existe uma certa curiosidade sobre o tema, por outro, o tabu também prevalece, por meio de ideais pré-concebidas de que o cadeirante, por exemplo, não pode ter sexo casual ou só se relaciona com outro cadeirante. As observações da blogueira Ana Kelly, do atleta profissional de rugby em cadeira de rodas Lucas Junqueira, do humorista Paulo Fabião e do mágico ilusionista Vagner Molina, o Mágico Burke. Eles participam do quarto e último episódio  da Websérie Todos Diferentes e Todos Iguais, que trata do tema Amor & Sexo.

“A minha opinião é você conversar sobre isso, falar mesmo, buscar a informação de um especialista, né? Muitas pessoas não têm esse acesso e não sabem o que acontece com o corpo depois de uma lesão medular”, afirma Lucas Junqueira. “Um cara da mesa da frente está me paquerando, por exemplo. Se eu levanto e vou ao banheiro, ele vê que eu uso prótese, quando eu sentar de novo ele não vai olhar. Teoricamente, na visão das pessoas, deficientes não podem ter sexo casual, por exemplo”, comenta Ana Kelly. “Os cadeirantes são tratados de forma infantilizada. Então o sexo e a parte afetiva não são vistos como algo importante ainda para o deficiente. Mas é, como é para todo mundo”, lamenta Paulo Fabião.

O episódio já está no ar nesta quarta-feira, dia 18 de outubro, com objetivo de propor uma reflexão sobre questões como a falta de acessibilidade em motéis ou a forma infantilizada como a questão da deficiência física é tratada. A iniciativa da websérie é da Sompo Seguros S.A., empresa do Grupo Sompo Holdings que tem como objetivo trazer a público o debate sobre a relação da coletividade com a Pessoa com Deficiência (PcD). Os participantes comentam a percepção que muitas pessoas têm em relação à sexualidade da PcD.

 

Acessibilidade em motéis

Entre as questões apontadas pelos entrevistados, está a dificuldade para encontrar hotéis e motéis com quartos adaptados e que contemplem as normas de acessibilidade necessárias para atender à Pessoas com Deficiência. A LBI – Lei Brasileira de Inclusão (Lei nº 13.146/2015), conhecida também como Estatuto da Pessoa com Deficiência, que entrou em vigor em janeiro de 2016, determina em seu Art. 45., § 1º, que “os estabelecimentos já existentes deverão disponibilizar, pelo menos, 10% (dez por cento) de seus dormitórios acessíveis, garantida, no mínimo, 1 (uma) unidade acessível”. A demanda da população para esse quesito gera debate há anos e o assunto também conta com Projetos de Lei tramitando em casas legislativas de vários estados.

A NBR 9050:2015, norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) determina que os dormitórios acessíveis com banheiros não podem estar isolados dos demais, mas distribuídos por todos a edificação e deve contar com rota acessível. A norma também estabelece as dimensões dos dormitórios, da altura das camas, entre outras especificações, como sinal luminoso e controle de volume de som em telefones e interfones

 

Websérie Todos Diferentes e Todos Iguais

Amor & Sexo é o quarto episódio e marca o encerramento da Websérie Todos Diferentes e Todos Iguais, ação em quatro episódios da Sompo Seguros, produzida pela RMA Comunicação, que se vale das opiniões para apresentar, por meio de trechos de entrevistas intercalados, as percepções dos quatros convidados sobre diferentes temas. O resultado é a construção de uma narrativa que busca mostrar que a deficiência física é uma condição, mas não é o que determina quem a pessoa é enquanto indivíduo e cidadão ativo na sociedade.

A Websérie entrou em veiculação em 27 de setembro e os três episódios anteriores já superaram a audiência de mais de cinco milhões de pessoas. Os vídeos tratam dos temas Sociedade (http://bit.ly/TDTIguais), Lazer (http://bit.ly/TDTILazer) e Trabalho (http://bit.ly/TDTITrab).

Todos Diferentes e Todos Iguais é a terceira Websérie lançada pela Sompo Seguros. A companhia passou a trabalhar com novas ferramentas narrativas em seus canais de comunicação a fim de estabelecer um ciclo de comunicação com o consumidor, traduzindo o conceito da companhia “Você Sempre Bem” por meio de histórias de empoderamento, que estimulem atitudes positivas que mudam o mundo.

A primeira Websérie de oito episódios, lançados entre novembro e dezembro de 2015, apresentou histórias reais de seis pessoas que fazem a diferença na vida do próximo com atitudes simples, mas essenciais. Os seis personagens são pessoas comuns que decidiram realizar ações voluntárias em prol de uma causa. Estimulados por diferentes motivações, mas tendo em comum a ideia de que pequenas atitudes podem gerar grandes transformações, os personagens são exemplos de que uma pessoa com vontade e iniciativa para se dedicar parte de seu tempo em benefício do próximo pode influenciar seu entorno e contribuir com mudanças fundamentais na sociedade e na vida de outras pessoas.

Já a segunda Websérie, também apresentou em seis episódios veiculados entre 25 de janeiro e 1 de março deste ano, relatos de seis pessoas que superaram dificuldades, conquistaram objetivos que não só mudaram suas vidas, mas também os estimularam a fazer do próprio exemplo uma ferramenta de transformação. “A ideia é mostrar que somos todos agentes de transformação, que podemos contribuir com nossas atitudes com uma sociedade mais inclusiva, justa e que propicie o bem-estar das pessoas”, ressalta Gouw. Todos os episódios das Webséries podem ser conferidos no Canal do Youtube da Sompo Seguros.

Fonte: Sompo Seguros

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.