‘Amores Confinados: histórias românticas em tempos virulentos’

Livro escrito por 26 autores, que narra encontros e desencontros em tempos de reclusão, é uma dica para a semana dos namorados

Março de 2020. Um vírus perigoso toma conta do planeta e deixamos de acreditar em boas histórias. Confinados, precisávamos enfrentar nossos fantasmas e encarar nossos relacionamentos, ou a falta deles. Amores interrompidos, incompletos, inventados. Redes sociais, sexo virtual, nudes. Todas as formas de amar rendem histórias. E nós nunca precisamos tanto delas.

Isoladas dentro de suas casas, duas amigas conversam horas pelo telefone, todos os dias. O assunto principal é o amor, a solidão, os relacionamentos, a falta deles ou a exaustão da vida a dois durante a quarentena. Então, elas cansam de conversar uma com a outra. E decidem dividir suas angústias com outros amigos. Convidam um grupo de jornalistas e roteiristas para escreverem um livro de contos sobre o amor em tempos de exílio forçado.

Assim nasce “Amores Confinados – Histórias românticas em tempos virulentos”, uma boa dica de leitura para a semana dedicada ao Dia dos Namorados (12 de junho). Editado pela Bloco Narrativo, de Bruno Drummond, com prefácio de Arthur Dapieve, o livro reúne histórias distópicas, hilárias, bizarras e emocionantes.

“As pessoas estavam precisando falar sobre o amor. Transformar aquela dor no peito em algo produtivo”, conta a jornalista Marcela Esteves, organizadora do livro, junto com Luciana Neiva, também jornalista. “Chamamos nossos amigos e ficamos surpresas com a rápida adesão de todos. E o mais bacana é que as histórias são bem diferentes umas das outras”, completa Luciana.

As histórias são escritas por um time de peso de 26 escritores, jornalistas e roteiristas, que narram encontros e desencontros em tempos de reclusão. Afinal, não é para isso que o amor existe? Para nos tirar do lugar mesmo quando não podemos nos mover!

O livro é um retrato histórico dessa época. Uma obra que vamos visitar no futuro e entender como se deu um episódio tão marcante no mundo e que atingiu em cheio as relações amorosas. Muita gente se separou, muitos namorados aceleraram casamentos para poderem se ver, bichos foram adotados para aplacar a carência afetiva e por aí vai”, diz Luciana.

Pré-venda viraliza nas redes

O processo de criação também foi em ritmo de pandemia: por whatsapp, em um mês, todos escreveram e trocaram ideias. A literatura e o amor alimentando e salvando os confinados. Para viabilizar o projeto, foi lançada uma campanha de crowdfunding. A pré-venda e outras recompensas ocorreram na plataforma Catarse, tendo superado a meta inicial de R$ 16,5 mil: ao todo, 279 apoiadores investiram R$ 18.725.

Além de ganhar um marcador de página exclusivo, quem ajudou a financiar a produção do livro teve o nome impresso nos agradecimentos. Quando ficou pronto, cada apoiador recebia o livro em primeira mão, pelo Correio, e registravam a chegada. A campanha acabou inundando as redes sociais de fotos com a obra, numa boa sacada de marketing viral.

OS AUTORES

André Gabeh, Arnaldo Bloch, Aziz Filho, Bárbara Pereira, Daniel Belmonte, Daniela Kresch, Fernanda Mello Gentil, Gilberto Scofield Jr, Gustavo Annecchini, João Pimentel, José Guilherme Verez, Laïs Mendes Pimentel, Luciana Neiva, Estevão Ribeiro, Luís Pimentel, Marcela Esteves, Marcelo Varzea, Maria Clara Mattos, Maria Elisa Coelho, Martha Mendonça, Nelito Fernandes, Renata Andrade, Rita Fernandes, Sidney Garambone, Silvio Essinger, Thais Pontes e Toninho Nascimento.

O livro agora está à venda nas livrarias Blooks e Janela, por R$ 45.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais