Aplicativo sustentável estimula doações de tudo o que é útil

De alimentos a instrumentos musicais, tudo pode ser doado pelo Partake the Bread. Veja outros destaques no roteiro de Boas Ações da semana

Redação

partake the bread

Inédito, consciente e sustentável, o aplicativo Partake the Bread –“repartir o pão” na tradução literal – já está disponível em iOS e Android. O app possibilita o compartilhamento de doações entre usuários de todo o país, em qualquer categoria, desde alimentos até instrumentos musicais. “Para quem quiser se desfazer de alguma coisa que não gosta mais ou receber outra que precisa, esse é o lugar perfeito”, ressalta seu criador, o publicitário José Rodrigues Júnior.

Um importante diferencial desse aplicativo é a geolocalização, que permite que os usuários vejam doações disponíveis próximas à sua localização atual. Mais que informações como nome, e-mail e telefone, o app permite uma comunicação entre os participantes por meio de um chat, o que possibilita a doação de jeito fácil, e de combinar um local de entrega.

Segundo Júnior, o aplicativo alcança, além da questão da partilha, questões ambientais, sociais e sustentáveis, aproveitando o ciclo do consumo e evitando desperdícios. “O objetivo não é só atender pessoas, mas também ONGs e instituições de caridade. É gratuito, prático e pode mudar o dia ou até a vida de alguém com um simples ato”, explica.

O projeto surgiu como uma maneira que pode ajudar milhões de pessoas por todo o país. “Foi na inocência das palavras da minha sobrinha que surgiu a ideia. Um dia, ela me ofereceu uma colher de iogurte dizendo: ‘Pega, tio. Tudo é de todo mundo’. Aquilo me acendeu uma luz de esperança”, relembra. “Doar é ter empatia e valorizar a vida dos outros. Esse aplicativo veio para mudar hábitos e mostrar um caminho rápido e acessível para fazer tudo isso”, conclui Junior.

Doação de óleo de cozinha usado em supermercados cariocas

A Cargill, com endosso da marca Liza, oferece novos pontos de coleta de óleo de cozinha usado para os moradores do Rio de Janeiro. A fim de conscientizar os consumidores para a separação do resíduo, os clientes da Rede Zona Sul de Supermercados poderão doar seus litros de óleo usado nos displays localizados em seis unidades da rede (consulte os endereços no www.zonasul.com.br). O material arrecadado será recolhido por empresa especializada e transformado em produtos sustentáveis.

A iniciativa faz parte do “Programa Ação Renove o Meio Ambiente” que oferece uma alternativa prática e sustentável para o descarte ambientalmente correto do óleo de cozinha usado, tornando-o matéria prima para novas finalidades, como biodiesel, produtos sanitários, entre outros. Desde sua implantação, a Ação Renove já arrecadou mais de 2,8 milhões de litros de óleo residual.

Criado em 2010, com o objetivo de oferecer ao consumidor uma alternativa prática e sustentável para o descarte ambientalmente correto do óleo de cozinha usado, o programa articula parcerias com redes de supermercados, empresas e ONGs para implantação de mais de 1000 pontos de coleta de óleo residual em dez estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Bahia e Pará).

Peixe Solidário: doações para o Instituto Reação

De 28 de novembro a 21 de dezembro, a cada produto vendido da marca Frescatto no Zona Sul (33 lojas físicas e e-commerce), a empresa, junto com a rede de supermercados, vai doar 1 real para o Instituto Reação, criado pelo medalhista olímpico Flávio Canto, seu técnico Geraldo Bernardes e amigos em 2003.

O Instituto Reação é uma organização não governamental que promove o desenvolvimento humano e a inclusão social por meio do esporte e da educação, fomentando o judô desde a iniciação esportiva até o alto rendimento. A proposta é utilizar o esporte como instrumento educacional e de transformação social, formando faixas pretas dentro e fora do tatame.

Mais de 1.300 crianças, adolescentes e jovens a partir de quatro anos são beneficiados em seis polos – Rocinha, Cidade de Deus – Jacarepaguá, Cidade de Deus – Polo de Iniciação, Tubiacanga, Pequena Cruzada e Deodoro.

Amigo de Valor espera arrecadar R$ 18 milhões

O maior programa de mobilização de recursos incentivados do Brasil, o Amigo de Valor, chega a sua 17ª edição com a expectativa de atingir a maior arrecadação de sua história. O programa espera angariar R$ 18 milhões por meio da contribuição de seus funcionários e clientes, ante R$ 12 milhões na campanha de 2017. A verba beneficiará 67 projetos – como o Caruaru (foto ao lado) –  que beneficiarão 8,5 mil crianças, adolescentes e famílias em situação de vulnerabilidade social.

O programa direciona recursos do Imposto de Renda devido de pessoas física e empresas aos Fundos Municipais dos Direitos das Crianças e Adolescentes, que investem no desenvolvimento de projetos voltados para menores em situação de risco social.

Pessoas físicas que declaram pelo formulário completo podem destinar até 6% do Imposto de Renda devido. No caso de empresas tributadas pelo lucro real, é possível direcionar até 1%. Embora implique doação, não há custos para o doador, visto que o recurso é dedutível para fins fiscais na declaração de imposto de renda.  Também é permitido fazer doações não dedutíveis. Os clientes que fazem declaração simplificada têm a opção de fazer uma doação de qualquer valor a partir de R$10.

A primeira onda de participação foi realizada internamente, com os funcionários do Santander e coligadas. Até o dia 14 de dezembro, clientes do banco serão convidados a se engajarem nesse esforço, que neste ano será facilitado por uma ferramenta tecnológica. Além de simplificar o processo de doação, a plataforma apresentará aos doadores todos os projetos apoiados pelo programa de forma detalhada, com imagens, descrição, quantidade de crianças atendidas, meta de arrecadação, entre outras informações.

Os projetos incluídos na plataforma atuam em linha com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), e tratam de questões como: acolhimento institucional, medida socioeducativa, educação, maus tratos, álcool e drogas, criança e adolescente com deficiência e projetos sócio-assistenciais. Além da destinação dos recursos, o Santander investiu aproximadamente R$ 20 milhões na seleção e acompanhamento das iniciativas, de forma a garantir a qualidade do programa ao longo desses 16 anos.

Mais informações: www.santander.com.br/amigodevalor

Operação Sorriso tem plataforma para divulgar campanha nas redes

Maior organização médica voluntária do mundo, a Operação Sorriso conta, desde 2016, com a doação da plataforma de mensageria omnichannel para ajudaar a ONG na comunicação com as famílias que aguardam cirurgias gratuitas para as crianças que nasceram com lábio leporino e fenda palatina.

Desde que a ong começou a utilizar a plataforma da Infobip para envio de SMS e mensagem de voz, o comparecimento dos pacientes aumentou em aproximadamente 30%. Todos os pacientes que participam da Operação Sorriso precisam comparecer em um dia de triagem, no qual passam por consultas médicas, e depois da missão, têm consultas pós-operatórias de uma semana, seis meses e um ano.

O projeto é desenvolvido pela Infobip, empresa que opera uma das maiores plataformas próprias de mensageria omnichannel do mundo. A empresa croata, que já opera no Brasil há mais de uma década oferecendo soluções inteligentes em comunicação, é a responsável pela plataforma que integra os canais como SMS e mensagem de voz para comunicar a data, o horário e confirmação das famílias no comparecimento das cirurgias. O SMS é o principal meio para comunicação A2P, pois é acessível a qualquer pessoa que tenha um celular com chip ativo.

Pesquisa sobre branqueamento de corais é destaque

Uma das principais concessionárias de ecoturismo do país, o Grupo Cataratas recebeu no último dia 22 o Prêmio Exame de Sustentabilidade na categoria Hotelaria e Turismo, como empresa mais sustentável do setor.  Dos quatro quesitos do prêmio, que avalia o impacto social, econômico, ambiental e geral na atuação das companhias, o grupo teve desempenho acima da média em todas as categorias.

Entre as 26 pesquisas de iniciação científica ao pós-doutorado que financia na área ambiental, está uma sobre o uso de probióticos para deter o processo de branqueamento dos corais, feita por meio de parceria entre o Instituto de Microbiologia da UFRJ e o Aquário Marinho do Rio. O problema do branqueamento hoje é mundial e ameaça a biodiversidade dos oceanos.

Criada em 1999 para operar a gestão de visitação no Parque Nacional do Iguaçu, a concessionária viu o número de visitantes das Cataratas do Iguaçu saltar de 600 mil para 1,8 milhão, recorde que deve ser batido agora em 2018. O Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha também seguiu o mesmo crescimento, subindo de 60 mil visitantes em 2011 para 90 mil esse ano.

No Rio de Janeiro, a companhia é responsável pela gestão de visitação no Parque Nacional da Tijuca, Aquário Marinho do Rio (AquaRio) e Zoológico do Rio, que atualmente passa por uma grande reforma para se transformar em um bio-parque a partir de 2019.

Laço Rosa recebe arrecadação dos Ovos Solidários

Nesta sexta-feira (30), a Fundação Laço Rosa irá promover seu encontro de final de ano com mulheres que venceram o câncer e atualmente são voluntárias da instituição. Na ocasião, a Ovos Mantiqueira fará a entrega do cheque de arrecadação dos Ovos Solidários do Outubro Rosa, edição limitada que teve parte da arrecadação das vendas revertida em prol da instituição.

Da Redação, com Assessorias

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.