Após suspender vacinação por falta de doses, prefeito do Rio anuncia novo calendário

Nos três primeiros dias de março serão vacinadas pessoas a partir dos 79 anos. Tia Surica, baluarte da Portela, foi vacinada neste sábado: “não é hora de relaxar”, diz ela

Redação

Depois de anunciar que suspenderia a vacinação de idosos a partir de segunda-feira (1/3), por conta da falta de doses, como publicamos ontem, a Prefeitura do Rio voltou atrás e anunciou que realizará a imunização de segunda a quarta-feira para pessoas a partir de 79 anos.

O anúncio foi feito pelo prefeito Eduardo Paes na manhã deste sábado (27), em seu perfil nas redes sociais, porém, não foi confirmado pela assessoria da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) à Redação do Portal ViDA & Ação. Mais tarde, o aviso foi publicado no site da prefeitura, mas não chegou a ser divulgado para a imprensa.

Semana que vem serão 3 dias de vacinação já confirmados. 3 dias para as pessoas de 79 anos. Chegando mais doses da vacina vamos anunciando novo cronograma”, escreveu Paes nas redes sociais.

Ainda segundo ele, o calendário não havia sido confirmado até sexta-feira porque dependia de confirmação do Ministério da Saúde, que só vem de última hora, o que confirma a já conhecida falta de planejamento da pasta para a campanha nacional de imunização contra a Covid-19.

Na semana passada, a prefeitura teve que suspender a vacinação por três dias, também por falta de vacinas, o que gerou enormes filas em alguns postos de saúde e até mesmo aglomerações. Agora, com o anúncio de somente três dias de vacinação, com risco de faltar novamente imunizante, gera uma situação de tensão.

Fui ao posto próximo da minha casa na semana passada, mas não consegui me vacinar porque não tinha vacina e não pude voltar. Vou tentar voltar esta semana”, disse Maria das Graças, de 80 anos, uma moradora do bairro da Tijjuca,

 

De acordo com o calendário divulgado pelo prefeito, na segunda-feira (1º), a vacinação vai do meio-dia às 17h, enquanto que na terça-feira (2) e na quarta-feira (3), será no horário normal de funcionamento dos postos de saúde e clínicas da família – das 8h às 17h.

Também serão vacinados profissionais de saúde com 60 anos ou mais e os acima de 80 que perderam seu dia de vacinação. Segundo o prefeito, conforme as doses de vacina forem chegando à cidade, ele vai anunciando o cronograma.

Tia Surica: ainda não é hora de relaxar

Logo depois de publicar o cronograma da vacinação para a próxima semana, o prefeito Eduardo Paes foi até o Parque Madureira, na Zona Norte, acompanhar a vacinação realizada lá. No local, ele se encontrou com Iranette Ferreira Barcellos,  conhecida como Tia Surica, matriarca integrante da Velha Guarda da Portela. Aos 80 anos, ela deixou o isolamento rigoroso para receber a primeira dose da vacina.

Eu como amo a vida, estou isolada, estou me preservando. Eu não roubei, não matei nem assaltei, mas estou como se estivesse em Bangu I. Estou muito emocionada. Mas isso não quer dizer que nós estamos liberados. A gente ainda precisa se resguardar”, disse Tia Surica.

Ela recebeu o imunizante exatamente no ponto do braço que carrega uma tatuagem de uma águia, símbolo da Portela. Tia Surica ainda fez um apelo para que a população não se aglomere.

Estou emocionada. Temos que nos resguardar, evitar tumulto. Gente, pelo amor de Deus, todo mundo se vacine e se preserve. Essa nova geração tem que se cuidar para não passar (a doença) para os familiares. A coisa está feia. Estou me preservando, porque não quero morrer agora”, declarou.

Tia Surica escolheu o Parque Madureira, no bairro que é o berço de sua escola do coração, para tomar sua primeira dose da vacina. “Aqui é a minha terra”, ressaltou. O também portelense Eduardo Paes comemorou: “Que bom que chegou a vez dela, espero que chegue de todos nós. Ela é um símbolo do Rio e da cultura carioca”.

Mais de 300 mil já foram imunizados na cidade

O município do Rio encerra o mês de fevereiro com todas as faixas de idade acima dos 80 anos vacinadas com pelo menos uma dose da CoronaVac ou da Oxford/AstraZeneca. O prazo para a segunda dose depende de qual das duas vacinas foi utilizada. Para saber quando retornar ao posto de vacinação para tomar a segunda dose, a pessoa precisa conferir a data anotada a lápis em sua caderneta ou comprovante de vacinação. Para os idosos acamados que pediram a aplicação da vacina em casa, as unidades de saúde seguem o cronograma de visitas e todos serão atendidos dentro de até 30 dias da solicitação.

Até a sexta-feira (26), mais de 300 mil pessoas já haviam tomado a primeira dose da vacina contra o coronavírus. Oitenta mil já receberam também a segunda dose, entre eles profissionais de saúde da linha de frente do atendimento a pacientes com covid-19. Com as 105 mil doses que chegaram esta semana, a Secretaria Municipal de Saúde retomou o calendário para vacinar idosos entre 82 e 80 anos, terminando fevereiro com todas as faixas de idade acima de 80 anos cobertas..

A cidade do Rio de Janeiro é a primeira Capital a chegar a 5% da população vacinadas. Completamos hoje todo o grupo acima de 80 anos e a partir da semana que vem a gente já inicia a faixa dos 70, vacinando na segunda, terça e quarta as pessoas com 79 anos, que já podem procurar uma unidade de saúde para se vacinar. A recomendação da secretaria é para as pessoas irem se vacinar no período da tarde, evitar a manhã, que é quando as unidades costumam ficar mais cheias. O tempo médio de espera pela vacinação não excede 15 minutos – disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

 

Com G1 e Prefeitura do Rio

In the news
Leia Mais