Cinco passos para melhorar hábitos de higiene das crianças

higiene

Ensinar hábitos corretor de higiene pessoal a crianças e supervisioná-las é sempre um desafio para pais e educadores. Em todo o mundo, mais de 3 milhões de crianças menores de 5 anos morrem de doenças infecciosas a cada ano, quase um milhão de crianças morrem de pneumonia e mais de 700 mil crianças, em consequência de diarreia. O alerta é do Conselho Global de Higiene (Global Hygiene Council, CGH), que lançou nesta quinta-feira (3) o relatório “Pequenos Passos para uma Grande Mudança (Small Steps for Big Change)”.

O objetivo é estudar o efeito alarmante das doenças infecciosas preveníveis em crianças do mundo inteiro.O órgão pede para famílias, comunidades e profissionais de saúde implementarem um plano simples de cinco passos para melhorar os hábitos diários de higiene e impedir que crianças morram devido a infecções preveníveis.

“É inaceitável que infecções facilmente preveníveis como a diarreia ainda sejam os maiores assassinos de crianças do mundo”, diz o professor John Oxford, um especialista em doenças infecciosas do Reino Unido e presidente do GHC. “Sabe-se que lavar as mãos com sabonete reduz o número de mortes por diarreia em 50%; e com a criação deste plano de 5 passos, queremos oferecer uma mensagem clara e consistente sobre como pequenas mudanças nos hábitos de higiene podem ter um grande impacto na saúde e no bem-estar das crianças do mundo inteiro”.

5passos

O plano de cinco passos foi criado por especialistas do GHC, que inclui pediatras, especialistas em doenças infecciosas e especialistas em saúde pública do Reino Unido, França, EUA, Nigéria e África do Sul. O foco das cinco etapas está em fazer pequenas mudanças, como melhorar a limpeza das mãos e impedir a propagação de infecções em casa. Entre as possíveis grandes mudanças que podem surgir estão a redução pela metade dos casos de diarreia e a redução dos efeitos das infecções comuns da infância como resfriados e gripe.

“A falta de higiene pessoal e hábitos de higiene em casa são amplamente reconhecidas como as principais causas de transmissão de infecção em casos de resfriado, gripe e diarreia”, disse o Professor de Oxford. “Famílias, comunidades e profissionais de saúde precisam reconhecer que a higiene melhorada é uma primeira linha de defesa eficaz, e que a adoção de hábitos de higiene melhores pode ter um impacto imenso e positivo na vida de crianças do mundo inteiro”.

Vídeo Cinco pequenos passo para melhorar os hábitos de higienehttps://www.youtube.com/watch?v=tN8Em-QYF50

Fonte: PR Newwire

 

 

In the news
Leia Mais