Como a ansiedade pode atrapalhar (e sabotar) a nossa rotina

‘Diário de uma ansiosa’ traz relatos de quadrinista e ilustradora contando sua própria história de superação. Muitos vão se identificar

Cristina Sant´Anna

A coluna ‘Ler faz bem’ abraça a campanha “Dê livros de presente”, acrescentando um “sempre”: Dê SEMPRE livros de presente. Livros no Natal, no aniversário, livros no carnaval (conhecer as histórias do samba e do carnaval sempre valem a pena), na Páscoa (não engordam), no Dia das Mães (elas também são pra sempre). Dar livros sem razão.

E, já que um ano está no fim e outro prestes a começar, ‘Ler faz bem’ acha que vai cair bem falar de ansiedade, esse mal do século que ataca pessoas de todas as idades e costuma aumentar nessa época do ano, com tanta correria para compras, reunir a família, decorar a casa… Enfim. “Diário de Ansiosa ou como parei de me sabotar”, de Beth Evans, também pode ser uma boa pedida tanto para presentear a nós mesmos ou algum amigo, parente, colega. A escolha fica por conta de cada um.

Não sei vocês, mas o livro cai como uma luva para mim. Não sou ansiosa de comer minhas unhas até o sabugo, ficar enrolando o cabelo sem parar, mas tenho momentos de ansiedade pura, sacudo as pernas e cruzo e descruzo as pernas sem parar. Aviso logo que não se trata de um manual de cura, mas de uma conversa séria sobre ansiedade e de como pode atrapalhar nossa rotina.

Disse conversa porque é isso mesmo que Beth faz. Quadrinista e ilustradora, a autora vai entabulando uma conversa com o leitor para falar com humor de seus pontos fracos e tratar com coragem sua história de vida.  Amor-próprio (ou falta de), ansiedade (claro), medos (como o de entrar em um banheiro público) são alguns dos temas do bate-papo.

“Lido com o transtorno obsessivo-compulsivo desde criança. As coisas realmente começaram a ficar complicadas no segundo ano do ensino fundamental. A gente tinha começado a estudar doenças na escola, e fiquei obcecada por germes. De repente, tudo parecia contaminado. Ficava insone por horas e horas, preocupada”, escreve ela. Beth nos conta que seus ataques de ansiedade eram como cair do topo de um prédio. Faziam-na vomitar e chorar convulsivamente.

Ilustrado lindamente, o livro de Beth de Evans  vai nos apresentando a suas experiências de vida difíceis e como ela vai conseguindo, aos poucos, bem devagarinho —  não superar —  mas aprender a conviver com alguma serenidade com ela mesma, dando-nos dicas de como chegou lá.

Uma leitura bastante inspiradora para os tempos que estão a chegar, vocês não acham?

SERVIÇO:

Livro: Diário de uma ansiosa ou como parei de me sabotar

Autora:  Beth Evans

Editora: Galera Record

Preço sugerido: R$ 32,11

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.