A partir dos 50, exame de PSA e toque retal é uma vez por ano

Para quem tem casos de câncer de próstata na família, recomendação para os exames de rotina cai para 45 anos. No Rio, serão oferecidos 700 exames gratuitos esta semana

O toque retal e a dosagem de PSA nem são os principais exames para detectar doenças da próstata, mas nem sempre são conclusivos (Foto: Divulgação)

No Brasil, o câncer de próstata é responsável por 13,6 mortes para cada 100 mil homens anualmente, e a estimativa do Instituto Nacional de Câncer do Ministério da Saúde (Inca) é que mais de 65 mil brasileiros recebam o diagnóstico da doença a cada ano, no triênio 2020-2022.

Para reverter esses números, a orientação da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) é que todos os homens a partir dos 50 anos realizem o exame de PSA e o toque retal uma vez ao ano, mesmo sem sintomas, e para quem tem casos da doença na família, a recomendação para os exames de rotina cai para 45 anos.

Quando o câncer de próstata é diagnosticado em sua fase inicial ele é tratável e curável. Por conta disso, os homens devem ir sim ao médico, de preferência ao urologista a partir dos 50 anos, ou aos 45 anos caso tenham histórico de câncer de próstata na família. O alerta é de João Antônio, médico urologista e professor do curso de Medicina do Idomed/ Estácio.

Para o urologista, a maioria dos pacientes que apresenta câncer de próstata não desenvolve  sintomas e, quando estes surgem (sangue na urina e dor nas costas, por exemplo), já indicam que a doença está em fase avançada. “Quanto mais cedo se descobre a doença, melhor será para o paciente, pois as chances de cura são sem bem expressivas”, explica o especialista.

E não basta apenas fazer os exames, ir às consultas médicas regularmente deve ser uma rotina. Na visão dele, é importante o acompanhamento médico regular, pois alguns tipos desta doença na próstata podem crescer de forma bem lenta. Contudo, outros casos podem ser mais agressivos e, com isso, o tratamento tem que ser imediato.

O urologista enfatiza ainda que manter uma boa alimentação, realizar atividade física de forma moderada e dormir bem são ações capazes de reduzir significativamente o risco. Abandonar a ingestão de bebida alcóolica e o hábito de fumar também são boas medidas preventivas.  

Diagnóstico precoce eleva para 90% as chances de cura

No caso do câncer de próstata, as chances de cura chegam a 90% quando detectado em sua fase inicial. “Mas precisamos ter muita atenção para essa doença, pois ela costuma ter uma evolução silenciosa, como a maioria dos tipos de câncer. Por isso, torna-se mais evidente ainda a importância de realizar exames e o cumprimento de uma agenda de consultas médicas anuais”, destaca a gerente médica da Assim Saúde, Eliane Guimarães.

Ao longo do mês, o Programa de Medicina Preventiva (Special Life) da operadora segue com a sua ação de sensibilização por telefone, entrando em contato um a um com cerca de 2.200 beneficiários pertencentes ao programa. Mais de 100 contatos têm sido feitos todos os dias pelos agentes de saúde para reforçar a importância da realização de exames diagnósticos e orientar sobre os cuidados preventivos à saúde.

Para Eliane, essas ações de prevenção e promoção da saúde masculina são fundamentais para incentivar os homens a cuidarem da própria saúde e para quebrar preconceitos que possam ser presentes ainda nos dias de hoje.

“Quando o assunto é prevenção, não podemos esperar aparecer os sintomas para procurarmos ajuda médica. Temos que criar uma consciência coletiva para a mudança de comportamento nesse sentido, buscando atendimento assistencial para o diagnóstico inicial, especialmente, quando se tem um histórico de casos de câncer na família”.

Eliane Guimarães destaca que muitas doenças podem ser evitadas com a manutenção de hábitos saudáveis ao longo da vida, que incluem a prática regular de atividades físicas, alimentação balanceada, não fumar e não fazer uso abusivo de álcool”.

Leia mais – Especial Novembro Azul 2021:

Diabetes não tratada pode levar ao câncer de próstata

Planos de saúde oferecem exames de toque retal e PSA

Novembro Azul incentiva mais cuidados entre os homens

5 alimentos e 3 receitas que ajudam a prevenir o câncer

‘Semana da Saúde’ na Baixada destaca o Novembro Azul

Queda de cabelo precoce pode ser alerta para câncer de próstata?

Alerta no Novembro Azul: câncer de mama não é só ‘coisa de mulher’

Homens cuidam menos da saúde bucal que as mulheres

Novembro Azul: chegou a hora de acabar com o preconceito

Cuide do que é seu: campanha lança o ‘0800 do Homem’

Câncer de próstata: brasileiro tem mais medo de ficar impotente

Novembro Azul: não é só só sobre câncer de próstata

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais