Como aproveitar as férias gastando pouco

Rosayne Macedo

O

De férias da Redação um mês inteiro (quase um privilégio para quem não sabe o que é isso há séculos), mas como tantos brasileiros temerosos com a crise, não cheguei a planejar uma viagem, nem estou com muita grana para gastar. Então, já tinha decidido com a Clarinha que passaríamos uma parte desse período (ela só entra de férias escolares no dia 15) aqui mesmo no Rio de Janeiro, a cidade mais linda do mundo, apesar de tão maltratada e, mais recentemente, tão humilhada pela escalada de violência que toma as ruas. E então recebi essas dicas preciosas, que têm tudo a ver com atitude mais sustentável e consciente, e resolvi compartilhar porque certamente serão de utilidade para muitas famílias também.

São oito orientações para se divertir gastando pouco, válidas especialmente para famílias que não pouparam dinheiro com antecedência para as férias. “Neste período, o mais importante é descansar e aproveitar sem comprometer as finanças. Quem não for viajar não deve ‘compensar’ com compras e passeios caros na própria região. Pelo contrário, deve procurar formas alternativas de diversão que caibam no bolso – e há muitas”, indica Reinaldo Domingos, doutor em Educação Financeira e presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin). Vale criar uma breve programação para as férias, considerando os desejos de todos da família, incluindo crianças e jovens.

Confira suas orientações abaixo:

1- Procure pontos de sua cidade que ofereçam entretenimento barato ou gratuito, como parques, praças, museus e pontos turísticos;

2- Se for ao cinema ou teatro, procure saber os dias e horários em que os preços são mais em conta;

3- Conheça seu padrão de vida e situação financeira e procure fazer os pagamentos à vista, dentro de suas condições atuais;

4- Em casa, com as crianças, promova semanas temáticas de filmes ou músicas. Assim todos interagem em uma iniciativa cultural;

5- Resgate brincadeiras como jogos de tabuleiro, esconde-esconde, pega-pega, corre cutia, rouba bandeira, vivo ou morto, bolinhas de sabão e pular corda;

6- Envolva os membros da família no preparo de um alimento especial ou refeição completa – tende a ser mais barato e divertido do que ir a um restaurante;

7- Converse com as crianças e jovens sobre suas expectativas para as férias, assim poderá planejar melhor esta e também a próxima, poupando dinheiro com antecedência;

8- Se decidir fazer uma viagem de última hora, pesquise as opções que cabem no bolso em regiões próximas e também promoções em sites de compras coletivas, por exemplo.

– Veja outras orientações no Guia de Férias 2017: Diversão com sustentabilidade financeira.

Fonte: DSOP Educação Financeira

 

In the news
Leia Mais