Como garantir um verão livre de fungos e bactérias

Rosayne Macedo

O verão já chegou e com ele as altas temperaturas e as chuvas. O clima abafado e úmido cria um cenário ideal para a proliferação de fungos e bactérias, agentes causadores de diversas doenças e contaminações. Para que você não tenha esses micro-organismos como hóspedes na sua casa durante a temporada mais quente do ano, algumas medidas são fundamentais. O biomédico e microbiologista Roberto Figueiredo, conhecido como Dr. Bactéria e embaixador da marca EsfreBom, dá dicas de como manter a casa limpa e livre de fungos e bactérias.

Evitando o mofo e o bolor

O primeiro passo para evitar que os ambientes e os armários mofem por conta do aumento da umidade é ventilar a casa. “Durante o verão, o percentual de umidade do ar fica entre 60% e 70%, o que favorece o aumento de ácaros, que podem causar asma, rinite, entre outros problemas respiratórios”, explica o especialista. O melhor horário para isso é pela manhã, pois o ar é mais puro e os mosquitos não entram em casa. Além de arejar diariamente os ambientes, principalmente os quartos, o Dr. Bactéria recomenda evitar usar o umidificador ambiental nesta época e higienizar colchões, tapetes, sofás e armários uma vez por semana.

Como fazer

– Colchões, tapetes e sofás: dilua meio copo de vinagre 6% ácido acético (verifique esta informação no rótulo do produto) em um recipiente contendo a mesma medida de água. Aplique a solução na esponja, aperte bem para retirar o excesso de líquido e passe o lado amarelo da Esponja nas superfícies.

– Armários: umedeça o lado amarelo da esponja a em vinagre 6% ácido acético e aplique no armário da cozinha, no guarda-roupa e demais móveis do quarto, sempre reservando uma esponja para cada ambiente da casa. Importante: antes de aplicar em todo o móvel, teste em um cantinho do armário para checar se não haverá descoloração da superfície.

– Banheiro e cozinha: para o banheiro, use a esponja, umedecendo-a em vinagre 6% ácido acético e aplicando nos azulejos e pia. Para a pia de inox e azulejo da cozinha, o procedimento é o mesmo, mas usando o lado amarelo da EsfreBom Esponja Multiuso com Íons de Prata. O especialista sugere a manutenção diária. Importante: não use vinagre em bancadas de mármore, granito ou pedras em geral, pois pode causar desgaste ou manchas no material.

Combatendo os hóspedes indesejados

Em ambientes com problema de umidade, quando o bolor já existe, é preciso retirá-lo e depois cuidar para que ele não reapareça.

Como fazer: aplique água sanitária na superfície embolorada e aguarde a mudança de coloração da mancha, que deve ir do verde escuro para um tom de amarelo queimado. Utilizando o lado verde da esponja, raspe com cuidado a área embolorada até eliminar todo o bolor. Para evitar a reincidência, o Dr. Bactéria sugere a manutenção diária: dilua um copo de água sanitária em um recipiente contendo a mesma medida de água. Usando a esponja, mergulhe a esponja na solução, retire o excesso do líquido e umedeça as paredes e azulejos alvos do bolor.

Outras recomendações

– Troque a esponja a cada sete dias: A vida útil da esponja doméstica é de uma semana. Portanto, após este período, a esponja deve ser descartada.

– Prefira esponjas com íons de prata: As esponjas que não têm íons de prata acabam sendo um condutor de bactérias, pois elas carregam os micro-organismos. Para que isso não aconteça, é preciso desinfetar a esponja diariamente. Segundo ele, os produtos com a tecnologia íons de prata da EsfreBom dispensam a necessidade de desinfecção diária, garantindo mais segurança e higiene na limpeza doméstica.

Fonte: Doutor Bactéria

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.