Copo ecológico marca presença no Carnaval

camaroterio0

Paixão nacional, o Carnaval gera um impacto tremendo ao meio ambiente. Você tem ideia da quantidade de lixo gerada durante a folia? Somente no Rio de Janeiro, entre sexta-feira e terça-feira (dias 9 a 13 de fevereiro), 631 toneladas de resíduos foram deixadas para trás nos blocos, bailes e festas de rua, incluindo o lixo produzido nos desfiles do Sambódromo, da Intendente Magalhães e entornos. Somente nos 246 blocos que inundaram as ruas da cidade foram 379 toneladas de lixo, quantidade 30% maior do que a recolhida em 2017 pela Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb).

Uma iniciativa que chega ao Rio de Janeiro e São Paulo neste Carnaval promete reduzir esse impacto, ao menos na Sapucaí, em camarotes e escolas de samba, e nos blocos de rua. São os copos reutilizáveis da Meu Copo Eco que servem também como uma ferramenta de conscientização, gerando uma relação de co-responsabilidade através do conceito caução. Funciona assim: cada copo é vendido por 5 reais e depois de usá-lo, você ainda tem a opção de devolvê-lo e pegar seu dinheiro de volta ou pode ficar como lembrança para reutilizar no seu dia a dia.

Segundo a Meu Copo Eco, esta é uma “solução 25x mais ecológica, 100% reciclável e livre de BPA”. E calcula: ao utilizar recipientes de grandes volumes como garrafas e barris e servindo todas as bebidas nos copos reutilizáveis, a produção de lixo é reduzida em até 80%. Então imagina transformar aqueles 112 caminhões lotados de lixo do Carnaval do Rio em apenas 22? Em Brasília, a ação esteve presente no Carnaval no Parque, o maior evento da cidade; Casa Skol em Salvador; Camarote do Galo e Amigos do Urubu em Recife, entre outros no Brasil.

equipe sapucaíIdealizada pelos sócios Larissa Kroeff, Joris Fillatre e Martin Joufflineau, a Meu Copo Ecose inspirou em um modelo de sucesso utilizado na Europa há mais de 30 anos para eliminar os descartáveis substituindo-os por copos reutilizáveis em grandes eventos. A proposta  é levar a consciência socioambiental para dentro dos eventos de forma simples e eficaz. Há seis anos a empresa trabalha na missão de eliminar os copos descartáveis e criar uma nova cultura de consumo acessível a todos.

“Provamos que ser sustentável é simples, basta repensarmos alguns hábitos do dia a dia. O meu copo eco é acessível pra todos. É para pular carnaval, levar na bolsa e aderir à cultura de sustentabilidade. Queremos despertar o consumo consciente a partir dos copos reutilizáveis”, ressalta Larissa.

Xixi e lixo na rua gera multa

O bloco que mais gerou lixo foi o da Favorita, em Copacabana, com 35 toneladas. Em segundo lugar, o Cordão do Bola Preta, no Centro, gerou 27,6 toneladas de lixo. Em 2017 no Rio de Janeiro, por exemplo, foram recolhidas 785 toneladas de resíduos. O que equivale a 112 caminhões lotados de lixo. Mais de 650 foliões também foram multados por urinar em via pública durante o carnaval no Rio. Equipes do Programa Lixo Zero, da Comlurb, aplicaram, de sexta (9) até terça (13), 755 multas, sendo 655 por urinar em vias públicas e 100 por descarte irregular de pequenos resíduos, como copos, latas, guardanapo e guimba de cigarro.

Um total de 210 agentes de fiscalização e 114 guardas municipais atuaram durante o carnaval carioca. A multa para quem foi pego em flagrante urinando em via pública pelas equipes de fiscalização é de R$ 563,30, conforme o Artigo 103-A da Lei de Limpeza Urbana. Para descarte irregular de pequenos resíduos, o valor da multa é de R$ 205,60.

A operação de limpeza da Comlurb se encerra no domingo (18), com a limpeza durante o desfile do Monobloco. Ainda serão mais de 60 blocos até domingo e o desfile das Campeãs no Sambódromo. O sistema de limpeza contou com até 2.000 garis que se revezaram durante os dias de folia, com apoio de cerca de 2.100 mil contêineres, 100 sopradores, 20 vaporizadores, além de 50 veículos entre caminhões compactadores, caminhões-pipas, carros lava a jato, caminhões basculantes, mini varredeiras, varredeiras mecânicas e mini basculantes.

Fonte: Meu Copo Eco e Comlurb, com Redação

In the news
Leia Mais