Dá para prevenir um acidente vascular cerebral?

Médica aponta principais estratégias para prevenir acidente vascular cerebral. Youtube lista 6 vídeos com informações confiáveis sobre o tema

O Acidente Vascular Cerebral (AVC), popularmente conhecido como “derrame”, é a segunda maior causa de mortes no mundo e a principal causa de incapacidade no mundo, podendo acometer uma a cada quatro pessoas em idade adulta durante a vida. Os dados são da Organização Mundial da Saúde (OMS), que alerta principalmente para a prevenção sobre os sintomas e tratamentos da doença.

Segundo a OMS, a cada 6 segundos alguém é acometido por um AVC no mundo, o que representa cerca de 17 milhões de pessoas por ano, que podem ficar com diferentes sequelas ou até mesmo ir a óbito. A Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares que aproximadamente 70% das pessoas não retornam ao trabalho após um AVC devido às sequelas, e 50% ficam dependentes de outras pessoas no dia a dia.

As consequências mais graves do quadro podem ser evitadas com tratamento imediato, a fim de reduzir o potencial de sequelas e preservar ao máximo a saúde dos pacientes. Na semana em que é celebrado o Dia Mundial de Combate ao AVC (sexta-feira, 29),Unidade de Pronto Atendimento 24h (UPA) Zona Leste, localizada em Santos (SP), alerta para os principais sintomas da doença e os cuidados de prevenção.

“O AVC pode afetar diferentes áreas do cérebro e trazer sequelas motoras, como paralisação dos movimentos ou dificuldades para andar e falar, por exemplo. Além disso, pode impactar na compreensão e reconhecimento, prejudicando inclusive a memória”, explica Gisele Abud Nicolau, médica e diretora Técnica da UPA Zona Leste.

A médica destaca que existem diferentes tipos de AVC e diversas possibilidades de tratamento. “A maioria dos casos são do AVC do tipo isquêmico, quando acontece a obstrução ou entupimento de uma ou mais veias no cérebro”, explica. A especialista alerta ainda que o tempo é essencial nos casos da doença “é importante identificar o mais rápido possível os sintomas, pois após a realização dos exames o fluxo da área isquêmica pode ser restabelecido e as sequelas minimizadas”, diz.

Conheça as medidas de prevenção ao AVC

Importantes atitudes que contribuem para a prevenção do derrame cerebral. Entre as estratégias de prevenção, Gisele ressalta os cuidados com os fatores de risco, como controle de pressão e diabetes, combate ao sedentarismo, sobrepeso, tabagismo e consumo de álcool, além da má alimentação.

· Mantenha uma alimentação equilibrada: Reduza o consumo de açúcar, gorduras, sal e bebidas alcoólicas. Modere o consumo de sódio (para pressão alta);

· Atenção com o colesterol: É importante reduzir a quantidade de alimentos ricos em LDL (conhecida como colesterol ruim, e que se deposita nos vasos sanguíneos);

. Controle pressão arterial e glicemia: Um adequado controle tanto da hipertensão arterial, assim como do diabetes diminui o risco do AVC;

. Controle do peso corporal: Mantenha o peso saudável para a sua idade e altura, evite o acúmulo de excesso de gordura no corpo. Consulte um médico para saber qual é o seu peso ideal;

· Evite fumar e cuidado com as drogas: Estudos mostram que o tabaco favorece consideravelmente as chances de um AVC. As drogas ilícitas, como a cocaína, alteram drasticamente o fluxo sanguíneo no organismo, podendo provocar a doença;

· Pratique exercícios: O exercício contribui para o controle da pressão arterial, melhora as taxas de colesterol e glicose, além de melhorar a qualidade do sono e reduzir o estresse. A prática regular de exercícios aeróbicos, está diretamente ligada à redução do risco de ter AVC.

. Cuide do seu coração: se você possui problemas cardíacos (arritmia) deverá fazer acompanhamento regularmente para diminuir o risco de AVC.

Além da prevenção, saber identificar os primeiros sinais de um AVC pode contribuir para evitar mortes e reduzir a possibilidade de sequelas. “É importante que todos possam reconhecer os principais sinais do AVC, que pode ser feito com quatro medidas simples, que seguem a abreviação S.A.M.U. Esses passos podem salvar muitas vidas e evitar sequelas profundas” – veja aqui.

Mais conhecimento e informações sobre  AVC

Para reforçar a importância da prevenção e do tratamento da doença, na semana dedicada ao Dia Mundial do AVC o YouTube listou seis vídeos de criadores presentes na plataforma – entre médicos e instituições de saúde renomadas – para conscientizar a população sobre o problema. Os vídeos abordam as causas, os fatores de risco, sintomas e a urgência da busca por atendimento. 

O AVC é um tema amplamente abordado pelas sociedades médicas e instituições de saúde na imprensa e nas plataformas digitais. Dados do Google Trends apontam que as buscas pelo termo “AVC” tiveram um crescimento de 277% na semana seguinte ao Dia Mundial do AVC em 2020, entre 1 e 7 de novembro, com a repercussão da morte de Tom Veiga – que interpretava o Louro José – atribuída à doença. 

Abaixo, alguns vídeos da plataforma que destrincham os principais pontos sobre o assunto:

1. Conscientização sobre AVC | Ao Vivão #25

Live do canal do Dr. Drauzio Varella, um dos maiores sobre saúde na plataforma, com participação de Sheila Martins, presidente da Organização Mundial do AVC.

2. AVC ou Derrame Cerebral: Sintomas? O que fazer? Como prevenir?

Nesta semana, outro grande canal de saúde da plataforma, o Doutor Ajuda, fez uma live sobre o tema com o neurologista Eli Faria Evaristo, Doutor em ciências pela Faculdade de Medicina da USP.

3. AVC | Mitos e verdades

O HCor, uma das instituições médicas mais creditadas do país, também tem um vídeo em formato de mitos e verdades sobre o AVC em seu canal institucional.

4. AVC – O que é e qual o tratamento?

O canal do Hospital Albert Einstein também tem um vídeo rápido e educativo explicando o que é o AVC e como é conduzido o tratamento. Quem apresenta o tema é um dos especialistas da instituição, o neurologista Thiago Abud.

5. AVC – Causas, sintomas e tratamento | Sua Saúde na Rede

Oferecendo um panorama geral sobre o AVC, esse vídeo do Sua Saúde na Rede explora causas, sintomas e tratamento do derrame. 

Conheça, curta, compartilhe e se inscreva também em nosso canal no Youtube!

Com Assessorias

Por Favor, Compartilhe!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais