Dia da Pizza: será que dá para tornar o prato mais leve, prático e saudável?

Conheça a história do prato que nasceu na Itália e conquistou os brasileiros. E aprenda a fazer pizzas mais light, sem glúten e com massa integral

10 de julho é Dia da Pizza, um prato democrático e muito apetitoso, que nasceu em Nápoles, Itália, e ganhou o mundo inteiro – inclusive o Brasil -, sendo considerado um Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco. A data foi criada nacionalmente em 1985 para homenagear uma das grandes paixões dos brasileiros. Por aqui, são produzidas cerca de 1,7 milhão de ‘redondas’ por dia no país, movimentando um mercado de R$ 22 bilhões por ano.

O Dia da Pizza é a oportunidade perfeita para saborear uma das receitas mais tradicionais e queridas ao redor do mundo. Com diversas opções de sabores, que vão das clássicas mussarela e calabresa aos mais inusitados, como estrogonofe e cachorro quente, o prato italiano é adorado pelos brasileiros, que muitas vezes reservam um momento da semana para consumi-lo como uma verdadeira celebração em família ou entre amigos.

Pensando nisso (e naqueles que querem fugir do tradicional delivery), a nutricionista Bettina Del Pino, da startup Dietbox, separou quatro receitas que prometem deixar o Dia da Pizza ainda mais especial: Pizza de Atum no Pão Árabe, Massa Integral para Pizza, Pizza com Massa de Couve-Flor e Pizza Vegetariana no Pão. Os preparos, além de saudáveis, são práticos e ideais para quem preza por uma alimentação afetiva, sem abrir mão do sabor.

A ideia de que carboidratos são inimigos de uma alimentação saudável caiu por terra há muito tempo. Equilíbrio é o que devemos procurar quando falamos sobre comer bem. Afinal, todos merecem saborear receitas como pizzas, ainda mais em datas especiais. A dica é comer sem culpa, mas também sem exageros”, comenta a profissional da Dietbox.

Entenda a origem da pizza

Apaixonado pelas redondas, Gino Contin Jr, maestro pizzaiolo e dono do Maverick, conquistou o selo da AVPN – Associação Verace Pizza Napoletana que certifica os chefs que fazem a Verdadeira Pizza Napolitana. Além de colocar a mão na massa, Gino é um pesquisador e aproveitou a data para contar um pouco da história dessa tradição em seu Instagram.

Segundo ele, o nome “Pizza”, deriva de “pinsa”, particípio passado do verbo latino “Pinsere” que significa moer, amassar, apertar, esmagar, triturar e reduzir em pasta. Segundo o chef, por convecção a pizza nasceu no Sul da Itália, mas Nápoles foi o seu berço. Por volta do ano 1.000 surgiu na região o termo ‘picea’, para descrever um disco de massa assada com ingredientes por cima.

A primeira pizza foi feita de massa para pão, assada no forno e temperada com alho, banha de porco e sal grosso, a schiacciata. Isso aconteceu no século VII, quando ainda não havia muçarela e nem tomate, que foi o grande responsável pela popularização dessa delícia.

Foi só em 1778 que apareceu o primeiro relato do molho de tomate feito com a planta importada da América. Entre 1840/1850 que surgiram os registros do uso da muçarela de búfala, mas, até esse momento, esses ingredientes não tinham sido apresentados.

O grande ano para a popularização da pizza foi 1889, quando diversas redondas foram oficialmente lançadas depois de décadas sendo cautelosamente feitas em Nápoles. Também é deste ano o relato da criação da pizza Marguerita, quando a Rainha Margherita de Sabóia e o Rei Umberto I provaram uma pizza pela primeira vez.

Segundo a história, o pizzaiolo Raffaele Esposito foi convocado para fazer a pizza para a Família Real e teve a ideia de usar as cores da bandeira da Itália para homenageá-los. Para montar sua criação ele colocou sobre a massa passata de tomate San Marzano, de cor vermelha, muçarela de búfala – para representar a cor branca – e folhas de manjericão, para trazer o verde da bandeira. O resultado foi um sucesso! Os reis adoraram a iguaria, que acabou recebendo o nome da Rainha Margherita e se tornou uma das pizzas mais famosas em todo o mundo.

Confira abaixo as receitas preparadas pela nutricionista:

Massa Integral para Pizza

Ingredientes:

• 200g de farinha de trigo

• 200g de farinha de trigo integral

• 2 colheres (chá) de açúcar

• 1 colher (chá) de fermento químico

• 3 colheres (chá) de sal refinado

• Água até dar o ponto

Modo de preparo:

Misture e amasse todos os ingredientes. Deixe crescer e depois abra com um rolo de massa duas pizzas do tamanho brotinho. Cubra com os recheios que preferir e leve ao forno.

Pizza de Atum no Pão Árabe

Ingredientes:

• 1 unidade de pão sírio integral

• 1 colher (sobremesa) de molho de tomate caseiro

• 2 colheres (sopa) de atum ralado

• 3 fatias de queijo mussarela

• Rodelas de cebola a gosto

Modo de preparo:

Coloque o pão árabe em uma forma de pizza e distribua o recheio. Primeiro o molho de tomate, em seguida o queijo, depois o atum e finalize com rodelas de cebola. Por cima, salpique orégano a gosto. Leve ao forno por aproximadamente 15 minutos.

Pizza Vegetariana no Pão

Ingredientes:

• 2 fatias de pão integral

• 3 fatias de ricota

• 3 colheres (sopa) de molho de tomate

• ½ cebola pequena

• 1 colher (sopa) de milho

• 1 colher (sopa) de ervilha

• Azeitonas a gosto

• 1 colher (sobremesa) de azeite de oliva

• 2 fatias de queijo mussarela

• Orégano a gosto

Modo de preparo:

Em uma frigideira, refogue a cebola e a ricota (esfarelada) no azeite de oliva. Quando já estiver bem refogada, adicione o molho de tomate, o milho, a ervilha e as azeitonas. Ajuste o sal se necessário. Coloque esse molho sobre os pães e disponha o queijo logo em seguida para derreter com o calor. Finalize com o orégano.

Pizza com Massa de Couve-Flor (sem glúten)

Ingredientes:

• 1 couve-flor

• 1 colher (sopa) de queijo parmesão ralado

• 1 ovo

• 1 colher (chá) de sal

Modo de preparo:

Triture a couve-flor em um processador e transfira para um pano de prato limpo e seco. Faça uma trouxinha e esprema até sair todo o líquido. Em um bowl, adicione a couve-flor, o sal, o queijo e o ovo. Misture bem. Espalhe a massa em uma forma de pizza e leve ao forno por 20 minutos. Após é só colocar o recheio da sua preferência. A receita também pode ser preparada com brócolis.

Como preparar a autêntica Pizza Margherita

Para quem quer reviver a história, o chef ensina a preparar a Pizza Marguerita, conforme as regras estabelecidas pela AVPN. Confira a receita e aproveite para colocar a mão na massa e preparar a autêntica Pizza Napolitana:

PIZZA MARGUERITA

Ingredientes:

  • 350 g de massa de longa fermentação para pizza napolitana
  • 100g de passata de tomate pelado
  • 100 g de muçarela de búfala
  • 8 folhas de manjericão

Modo de preparo:

Abra uma massa napolitana de 350g no formato redondo de 35 cm. Espalhe uma camada de passata de tomate sem subir na borda. Coloque as fatias de queijo muçarela sobre o molho e leve ao forno para assar por cerca de 15 minutos num forno caseiro a 250°C. Tire a pizza do forno e acrescente as folhas de manjericão. Dica: Use uma pedra refrataria na base do seu forno e asse a pizza sobre ela.

MASSA DE PIZZA DE LONGA FERMENTAÇÃO

Ingredientes:

  • 1kg de farinha de trigo, de preferência italiana
  • 600ml de água
  • 3g de fermento seco
  • 30g de sal
  • Semolina ou fubá para abrir a massa

Modo de preparo:

Massa: Separe um pouco da água para dissolver o sal. Coloque o restante da água numa tigela e acrescente os ingredientes secos aos poucos. Quando chegar na metade dos ingredientes, coloque a água com sal e depois o restante da farinha. Sove a massa e deixe descansar em recipiente fechado por 12h. Caso queira fazer longa fermentação, deixe por mais 12 horas na geladeira. Divida a massa fermentada em quatro partes e boleie. Polvilhe uma superfície com semolina ou fubá e abra uma das partes da massa com as mãos marcando a borda da pizza com os dedos. Coloque em uma forma de pizza e leve para assar em forno alto por 10 a 12 minutos.

Workshop de Pizzas

Para quem quer mudar de profissão e até abrir a própria pizzaria o maestro pizzaiolo Gino Contin vai ministrar uma edição especial do seu Workshop de Pizzas para Micro empreendedores nos dias 12 e 13 de julho no Espaço Gastronômico Le 5 Stagioni, na Moóca.

Voltado para pessoas que amam cozinhar e querem aprender a fazer pizzas de qualidade usando as técnicas italianas, esse curso é destinado tanto para iniciantes quanto profissionais, onde todos irão produzir pizzas de longa fermentação e outras massas incríveis.

Além dos segredos da verdadeira Pizza Napolitana, os alunos aprenderão a escolher a farinha ideal para cada tipo de pizza, técnicas para abrir e assar a massa, e, é claro, várias receitas do chef.

Com Assessorias

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais