É de pequeno que se salvam vidas: conheça os ‘Doadores do Futuro’

Hospital Pedro Ernesto lança campanha para aumentar estoque de banco de sangue na Semana das Crianças

https://www.facebook.com/hupehospital/videos/659810384973611

Eles têm entre 4 e 12 anos.  Estão abaixo da idade mínima para ser doadores de sangue; mas estão além do seu tempo quando alertam para a importância da doação dando um recado em alto e bom tom: “Doe Sangue, Salve Vidas”. São os Doadores do Futuro. Este é o título da campanha que o Banco de Sangue Herbert de Souza, do Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe-UERJ) lança agora em outubro – veja no Facebook

A iniciativa, inspirada no mês que se dedica às crianças, transforma os pequenos em personagens desta iniciativa. Uma série de vídeos e fotos com eles incentivando a doação já está invadindo as redes sociais e murais do Hospital e do Banco de Sangue. “Doar sangue salva as pessoas”, resume de forma simples e direta um dos rostos da ação, a pequena Maria Eduarda Oliveira Gazolla, de apenas 5 anos.

A conscientização e a solidariedade são alguns dos valores que a equipe quer inspirar. A julgar pela opinião das crianças, o resultado é promissor. “Quando eu tiver 18 anos, com certeza serei um doador”, garante Mateus de Oliveira Costa, de 10 anos, também protagonista da campanha.

 Atualmente o Banco de Sangue está com os níveis de estoque baixos. Com a retomada das atividades clínicas de rotina e cirurgias, a demanda pelas bolsas de sangue voltou a crescer. Em contrapartida, a doação ficou em baixa. Por isso a necessidade urgente de ouvir os pequenos. Davi Dantas Ferreira, 11 anos, resume o recado dos Doadores do Futuro: “É muito, muito importante explicar para todo mundo que doar sangue garante o futuro de muita gente. Doe sangue! Salve Vidas!”.

O Banco de Sangue Herbert de Souza fica na Boulevard 28 de Setembro 109, ao lado do Hupe. O horário de funcionamento é das 8h às 15h e, durante a pandemia, a orientação é agendar a doação pelo telefone (21) 2868-8134.  

Doação de sangue no Hospital Lourenço Jorge

A Secretaria Municipal de Saúde também vai retomar a campanha de doação de sangue no Hospital Municipal Lourenço Jorge. A ação será realizada na própria unidade, na Barra da Tijuca, Zona Oeste, dia 14 de outubro, das 10h às 15h.

O Lourenço Jorge, que já recebeu o prêmio Hemorio, ano passado, como a Unidade Destaque em relação ao número de bolsas coletadas, está com os estoques baixos e há risco de desabastecimento, já que, por conta do novo coronavírus, não foi possível realizar a ação até agora.

A campanha de doação de sangue no Lourenço Jorge acontece três vezes ao ano e, em média, consegue 300 bolsas. Este ano, no entanto, a campanha prevista para maio precisou ser adiada como medida preventiva de combate à Covid-19. A meta da próxima ação é atingir pelo menos 100 bolsas. Todos os cuidados referentes ao combate ao coronavírus foram adotados.

Esta é a 21ª edição da campanha, que conta com a parceria do Hemorio. O objetivo de incentivar a doação é preencher o banco de sangue na rede de saúde pública. Importante destacar que cada doador pode salvar até quatro pessoas: cada bolsa coletada, gera quatro hemocomponentes. Com as 100 bolsas arrecadadas, até 360 pacientes podem ser beneficiados.

É importante destacar que doar sangue é seguro. Em 24 horas o organismo do doador começa a recompor algumas das substâncias que foram retiradas, e dentro de 8 semanas, para homens, e 12 para as mulheres, o sangue já está igual ao período anterior a doação.

Para doar sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos – menores de 18 anos devem estar com a autorização, ter mais de 50 kg. Pessoas que fizeram tatuagem ou colocaram piercings e mulheres em fase de amamentação deverão aguardar um ano para poder doar sangue. Já quem tem alguma doença transmissível não poderá participar. Para mais informações acesse aqui.

Com Assessorias

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais