Escolas de São Gonçalo terão programa de alimentação consciente

Menos carne e derivados de origem animal na merenda escolar de 45 mil refeições diárias servidas nas escolas municipais de São Gonçalo. A partir de agosto, os alunos da rede pública terão a oportunidade de experimentar, de forma semanal, opções mais saudáveis no cardápio. A cidade da Região Metropolitana do Rio de Janeiro é uma das primeiras no Brasil ao anunciar a adoção de uma nova política de alimentação, que segue recomendações de algumas das maiores autoridades mundiais em assuntos relacionados ao meio ambiente e saúde, como a Organização das Nações Unidas e a American Heart Association, que sugerem medidas de redução do consumo de carnes e derivados de origem animal.

O programa visa criar um sistema de alimentação saudável e sustentável por meio do incentivo ao consumo de alimentos de origem vegetal, e consequente redução do consumo de carnes e outros derivados de origem animal. Além de combater e prevenir doenças, estas medidas são recomendadas, pois ajudam a frear o desmatamento e diminuir o consumo excessivo de importantes recursos como a água. A iniciativa é fruto de parceria com a Alimentação Consciente Brasil, organização sem fins lucrativos.

A iniciativa foi anunciada na quarta-feira, 4 de julho, pelo secretário de Educação da cidade, Diego São Paio (Rede Sustentabilidade). “Educação e saúde são prioridades da nossa gestão. Esta parceria valoriza nossos estudantes, colaboradores, e o nosso município como um todo, ao mesmo tempo em que traz avanços concretos na área da sustentabilidade e promove uma alimentação saudável, diversificada e nutritiva para as nossas crianças. É importante destacar que não haverá queda de qualidade”, enfatizou o secretário.

Para Renata Scarellis, coordenadora do Alimentação Consciente Brasil, a cidade “lidera uma importante iniciativa para atuar direta e efetivamente em questões críticas da sociedade nos âmbitos de saúde pública e sustentabilidade. São Gonçalo será um importante exemplo para que outras cidades no estado do Rio de Janeiro também adotem essa iniciativa, que já vem sendo implementada em diversos países na Europa e em cidades nos Estados Unidos’’.

“Com o bem-estar dos estudantes e do meio ambiente em mente, o município de São Gonçalo já está dando passos concretos rumo a um futuro saudável e sustentável”, destaca Alan Darer, diretor global do programa, que espera que a iniciativa sirva de exemplo e incentivo para que outras cidades do Brasil adotem as mesmas medidas em breve. Com esse anúncio, São Gonçalo passa a seguir as diretrizes já adotadas pelas Secretarias de Educação de municípios como Cuiabá e São Paulo, que assumiram o compromisso de promover a saúde e a sustentabilidade em seus programas de alimentação.

O programa Alimentação Consciente é um movimento global que encoraja instituições e indivíduos a reduzirem o consumo de carne e outros derivados de origem animal, com o objetivo de promover saúde e sustentabilidade. Saiba mais em: www.alimentacaoconsciente.org

Por Favor, Compartilhe!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais