Eventos gratuitos debatem tratamentos para conter epidemia de obesidade

Na semana em que se lembra o Dia Mundial da Obesidade (4 de março), empresas e instituições promovem atividades para discutir os riscos causados pelo problema

Redação
Além da pandemia do coronavírus, o mundo todo  -inclusive o Brasil – vive uma outra pandemia crônica, a da obesidade, que prejudica a qualidade de vida e mata milhares de pessoas todos os anos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a quantidade de pessoas diagnosticadas com obesidade no mundo até 2025 será de 700 milhões de pessoas.
 
A Pesquisa Nacional de Saúde, divulgada no final de 2020 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), aponta que 60,3% dos brasileiros com 18 anos ou mais — o que corresponde a 96 milhões de pessoas—, estavam acima do peso em 2019. Dentro desse grupo, 41,2 milhões (25,9% da população) estavam obesos, ou seja, um entre cada quatro brasileiros!
 
Entre 2003 e 2019, os resultados de duas pesquisas do IBGE mostraram que a proporção de obesos na população com 20 anos ou mais de idade do país saltou de 12,2% para 26,8%. O IBGE revelou ainda que 19,4% dos adolescentes entre 15 e 17 anos estão acima do peso, sendo que 6,7% estão obesos. Já a proporção de pessoas com excesso de peso subiu de 43,3% para 61,7%.

Esses dados alarmantes demonstram a necessidade de toda a sociedade – e não somente os profissionais de saúde – debaterem o tema mais profundamente. Como forma de alertar a população para os riscos provocados pela condição, foi instituído o Dia Mundial da Obesidade, em 11 de outubro. Em 2020, a Federação Internacional da Obesidade alterou a data para 4 de março, data em que estudiosos do mundo todo se mobilizam pela conscientização contra a doença. 

Vemos a data (World Obesity Day) como uma oportunidade para chamar a atenção para a doença, além de promover a mudança no enfoque do tratamento dado aos obesos. Enquanto o foco principal for a perda de peso, o quadro de saúde da população tende a piorar. A saúde é um conceito que engloba o bem estar físico, mental e social da pessoa e sua qualidade de vida, não somente o seu peso”, explica a nutricionista Sophie Deram.

Em dezembro de 2020, Sophie falou sobre o tema em live do Portal ViDA & Ação no projeto #PapodePandemia (veja aqui).. Convidamos agora você a acompanhar algumas das atividades que marcam a semana, como destaque da Agenda Positiva dedicada ao Dia Mundial da Obesidade. Confira!

Manifesto para Um Novo Olhar sobre a Obesidade

Como forma de ajudar no combate à obesidade, a PHD em nutrição Sophie Deram, autora do best-seller “O Peso das Dietas”, disponibilizará para o público em geral oito vídeos gratuitos do evento online “Manifesto para o novo olhar sobre a obesidade”, realizado em novembro de 2020. O conteúdo poderá ser acessado pelo site do Manifesto, de forma 100% gratuita, entre os dias 4 e 6 de março.
 
O evento visa despertar a reflexão sobre como lidar de forma mais atualizada e humana com o tratamento da obesidade. Foram apresentadas alternativas para enfrentar a condição, que afeta 19,8% da população brasileira, segundo o Ministério da Saúde. Os convidados também apresentaram estudos científicos que apontam possíveis caminhos para tratar o obeso sem recorrer a dietas restritivas.

Além da idealizadora, o manifesto contou com as participações de palestrantes renomados: o sociólogo e antropologista francês Claude Fischler; o coordenador da Assistência Clínica do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP), o psiquiatra Táki Cordás; a médica Paula Teixeira, fundadora do centro brasileiro de Mindful Eating; e os pesquisadores e também nutricionistas Dennys Cintra e Maria Carolina Mendes, da Unicamp.

“Com o ‘Manifesto’, vamos na contramão do discurso tradicional e do posicionamento da maioria dos profissionais da saúde, e pretendemos chamar a atenção das autoridades para o novo olhar sobre a obesidade. É necessário rever a abordagem com urgência, adotando um olhar novo e mais empático”, defende Sophie. O encontro não teve fins lucrativos nem conflito de interesses com as indústrias alimentícia e farmacêutica. 
 

Evento online e gratuito vai debater obesidade no Brasil

A obesidade não está relacionada à falta de força de vontade, falha de caráter ou algo facilmente controlável. Mas é preciso promover a conscientização dessa doença multifatorial e crônica caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal e associação com outras doenças, como hipertensão, diabetes e câncer.

Em apoio ao Dia Mundial da Obesidade, o Instituto Obesidade Brasil – uma organização sem fins lucrativos voltada para a pessoa com obesidade – realizará no dia 6 de março o projeto Obesidade em pauta: menos estigma, mais acolhimento, uma iniciativa 100% online e gratuito para conscientização da obesidade como doença crônica e diminuição do preconceito.

O evento acontecerá das 8h às 18h com uma programação especial durante todo o dia. A transmissão acontecerá nas redes sociais do Instituto Obesidade Brasil – Youtube, Instagram e Facebook. A abertura e encerramento serão feitos pelo ator Rodrigo Santoro, que já participou da campanha Sinta-se abraçado, também realizada pela ONG Obesidade Brasil.

Entre os temas abordados no período da manhã estão a obesidade como doença crônica, os preconceitos contra a pessoa com obesidade, estética e saúde e as doenças associadas ao problema. Os profissionais abordarão ainda questões como a dieta no tratamento de obesidade, exercícios físicos e perda de peso, remédios para emagrecer, além de informações sobre cirurgia bariátrica e metabólica e balão intra-gástrico.

À tarde, será explicada a importância de um acompanhamento psicológico, além de questões como ansiedade e depressão. Os profissionais também abordarão tratamentos clínicos e cirúrgicos oferecidos pelo SUS. Ao final das apresentações,  haverá mesas redondas de discussão dos temas abordados e respostas às perguntas da audiência. Depoimentos ao final do evento mostram casos reais de quem lida com o problema. As inscrições para o evento podem ser feitas pelo site www.diainternacionaldaobesidade.com.

Simpósio atualiza profissionais de saúde sobre o tema

A excelência e os novos tratamentos disponíveis hoje podem ajudar a diminuir os números alarmantes da obesidade no Brasil e seus impactos. Para discutir essas novidades, entre os dias 1 e 4 de março, acontece o 3º Simpósio de Atualização no Tratamento da Obesidade, voltado aos profissionais de saúde e aberto a pacientes no dia 2, com transmissão pelo Youtube.da Dasa.

O evento será 100% digital, gratuito e abordará conteúdos exclusivos com os principais expoentes sobre o tema como convidados nacionais e internacionais. São eles:Ted Kyle, farmacêutico e profissional de inovação em saúde; Samer Mattar, professor e chefe da Divisão de Cirurgia Bariátrica e Metabólica da Dasa;  Bruno Halpern e Denis Pajecki, do Hospital 9 de Julho; Luiz Fernando Córdova, do Hospital Brasília, e Luciana El-Kadre, do Hospital São Lucas (RJ).

A terceira do simpósio abordará importantes vertentes da doença, como Obesidade e Covid-19; Perspectivas da aplicação da genética no diagnóstico e tratamento da diabetes tipo 2; Inovação na cirurgia bariátrica; transtornos alimentares, entre outros. A iniciativa faz parte do Programa da Dasa.Educa, Conexões Científicas que promove o compartilhamento de conhecimento médico. Mais informações no canal.

OUTRAS INICIATIVAS

Curso gratuito para cuidadores de idosos

Destinado a cuidadores e familiares residentes no Estado do Rio de Janeiro, o Curso de Atualização sobre o Cuidado Domiciliar de Pessoas Idosas na Pandemia de Covid-19 está com inscrições abertas até o dia 7 de março. Com 350 vagas, a formação será gratuita e oferecida por ensino remoto – inscrições aqui.

A proposta é que o curso possa fomentar a qualificação, a informação, a reflexão e o debate entre as pessoas cuidadoras de idosos, em relação aos desafios trazidos pela pandemia, visando à promoção da saúde, proteção da vida e direitos sociais de quem cuida e daqueles que são cuidados. Dentre alguns dos principais materiais didáticos estarão as cartilhas e vídeos produzidos anteriormente pelo projeto Cuidando de quem cuida.

Ao todo, serão 32 horas de carga horária, distribuídas ao longo de oito semanas. Entre os principais temas abordados estão: Informações sobre a pandemia de Covid-19; Cuidados com a pessoa idosa durante a pandemia; Proteção à saúde das pessoas cuidadoras; Promoção do bem-estar de idosos e cuidadores na pandemia; Direitos de quem cuida; Prevenção à violência doméstica e Desafios para o cuidado no pós-pandemia. 

O projeto Cuidando de quem cuida é coordenado por Daniel Groisman, professor-pesquisador da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz), dentro do Programa Inova da Fiocruz, em parceria com a Escola de Serviço Social (ESS) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

 

Evento digital discute evolução da saúde

 
Nos últimos anos, o setor de saúde tem investido intensamente na evolução de seus sistemas com a adoção de inovações científicas e tecnológicas, bem como pelo aperfeiçoamento da gestão administrativa e operacional, para atender às mudanças culturais dos pacientes e da sociedade. As transformações do cenário atual e seus aprendizados serão discutidas na Digital Health Conferece , evento latino-americano, totalmente on-line, promovido pela everis, consultoria de negócios e TI, e a NTT Data.


A primeira conferência digital da everis dedicada especificamente ao setor de saúde reunirá representantes de instituições e empresas que são referências no mercado nacional, como Anvisa, Universidade de São Paulo (USP), Rede D’Or, Sharecare, entre outras, bem como internacionais, como Ministério da Saúde de Córdoba, Hospital Universitário Virgen del Rocio e Hospital Geral Universitário de Elda. O evento acontece de 2 a 4 de março e as inscrições estão abertas até 1º de março neste link.

Inscrições abertas para Pré-Enem gratuito no Rio

Para contribuir para a formação de jovens e ampliar suas possibilidades de acesso às concorridas vagas nos cursos superiores, que são conquistadas por meio da nota no Exame Nacional do Ensino Médio, a Firjan Sesi está com 2.970 oportunidades gratuitas para o curso Pré-Enem em todo o Estado do Rio.

Só na Região Metropolitana são 1.470 oportunidades nas unidades – capital, Firjan SESI Maracanã (500 vagas), Tijuca (250 vagas) e Jacarepaguá (200 vagas); Leste Fluminense, Firjan SENAI São Gonçalo (200 vagas); e Baixada Fluminense, Firjan SESI Nova Iguaçu (120 vagas) e Duque de Caxias (200 vagas).

Os interessados, que devem ter idade mínima de 15 anos, têm que estar matriculados em uma turma do 2º ou 3º ano do Ensino Médio (da Educação Regular ou da Educação de Jovens e Adultos) em qualquer escola da rede pública ou já terem concluído o Ensino Médio.

As inscrições foram prorrogadas até dia 14 de março e devem ser feitas exclusivamente pelo site, onde o candidato deve postar a documentação completa exigida no edital. O edital completo está disponível no site. Mais informações também podem ser obtidas pelo telefone 0800 0231 231.

Com Assessorias

 

 

 

In the news
Leia Mais