Fim de ano sem Covid: conheça 23 vídeos impactantes sobre a pandemia

Na contramão do governo federal, estados apostam em campanhas criativas para falar de prevenção. Veja a seleção feita por ViDA & Ação

Rosayne Macedo
Modelo do Ceará encena campanha emocionante em que fala da morte do pai por Covid-19, após ser infectado por ela (Reprodução de internet)

Como todos sabemos, o presidente Jair Bolsonaro optou desde o começo por dar mau exemplo em negar a pandemia, desdenhar das mortes e confundir a população, incentivando aglomerações, ignorando o uso de máscaras e propagando falsas promessas de cura. Se o governo federal até hoje não fez o seu papel na maior crise sanitária deste século, deixando de investir em campanhas educativas sérias para convencer a população da gravidade do momento, em nome de uma suposta preocupação em resguardar empregos, os governos estaduais estão caprichando em ações de conscientização sobre a pandemia para este fim de ano.

A partir de uma análise dos canais oficiais dos governos estaduais no Youtube (não foram avaliadas outras redes), ViDA & Ação selecionou as melhores campanhas para reforçar as principais medidas de proteção contra o coronavírus (confira abaixo). Em destaque, estão os estados do Ceará e Bahia, que criaram vídeos emocionantes para retratar o contágio de pais pelos próprios filhos, um fenômeno que tem aumentado muito nos últimos meses, por conta da flexibilização do isolamento social. As campanhas viralizaram nas redes.

1 – Amigo secreto: Governo do Ceará emociona com filha que perdeu o pai para a Covid-19

A ótima campanha do Governo do Ceará traz uma jovem atriz interpretando uma filha que homenageia o pai como se fosse em um tradicional amigo oculto de fim de ano. Após relembrar bons momentos com ele, revela ter sido ela a infectá-lo com coronavírus. O vídeo causou polêmica no estado junto a aliados do ex-partido de Bolsonaro, o PSL, que propagandearam que Stella Menegucci estaria protagonizando uma fake news em favor do governo do PT para “aterrorizar” o povo cearense a não fazer aglomerações. Stella, que perdeu o pai num acidente em 1994, é conhecida modelo no estado e certamente o povo sabe que era uma peça de ficção, mas que, infelizmente, condiz que a realidade que muitas famílias têm vivido.

2 – Balada fatal: Governo da Bahia mostra jovem que contaminou a mãe após Réveillon

Na mesma linha, o Governo da Bahia mostra uma jovem que aproveitou a balada com amigos numa noite de Réveillon, sem seguir as medidas de prevenção. Foi infectada e, sem querer, acabou contaminando a mãe, que acaba internada em um leito de UTI. Certamente um presente que nenhum filho quer levar para seus pais. então, por que não refletir antes de aglomerar? Só não não diga que não sabia…

3. Entre o luto e a prevenção – Em respeito aos mortos, Rondônia divulga festas conscientes

Na mesma pegada, o vídeo produzido pelo Governo de Rondônia mostra uma festa de família consciente no fim de ano, enquanto um idoso chora a dor da perda da mulher, vítima da Covid-19. A estratégia de apelar para o tradicional espírito natalino e a união das famílias parece muito bem sucedida.

4. Máscara, mãos, distanciamento Governo do Paraná mostra que não é tão difícil assim

Diante do aumento no número de casos e mortes, os governos do Paraná, Rondônia e Amazonas apostam no reforço das três principais medidas de proteção: uso de máscara, higiene das mãos e distanciamento social. Para isso, usam imagens fortes, como hospitais lotados, pacientes sendo intubados e outras medidas capazes de sensibilizar a população. Mato Grosso do Sul segue a mesma linha, apontando comportamentos de risco.

5. Cuidados em dia – Governo de Rondônia mostra hospitais lotados e pacientes intubados

6. Exame de consciência – Governo do Amazonas esclarece sobre testes e cobra conscientização

7. A pandemia não acabou: Mato Grosso do Sul chama atenção para risco da segunda onda

HUMOR APÓS O CAOS

8 a 15. Depois de tragédia humana, Amazonas apela para o humor com personagens locais

No Amazonas – estado que viveu um dos piores quadros da pandemia no país, com corpos de vítimas da Covid-19 espalhados pelas ruas -, o governo apelou para o humor para conscientizar a população. E deu certo. O estado tem uma das campanhas publicitárias mais criativas desta pandemia, na série “Faça sempre certo”, lançada em novembro. O primeiro dos oito vídeos da série mostra personagens sendo seguidos pelos “sombras”, mostrando bons e maus exemplos de prevenção nas ruas.

Te cuida, parente! Para se aproximar ainda mais da população em geral, em todas as camadas sociais, o Amazonas apostou também em personagens humorísticos regionais. Na mesma série ‘Faça sempre o certo‘, a dupla de humoristas Maria e Raimundo esclarece sobre o uso correto de máscaras e outros cuidados no ponto de ônibus, no mercado ou na hilária tentativa de fuga para o forró clandestino. Vale conferir!

Covid e Covidados – Prosseguindo a série, é a vez de o humorista Márcio Braga encarnar quatro personagens negacionistas e politicamente incorretos no talk show ‘Covid e Covidados’. O primeiro deles é o Imortal, que faz o tipo atlético conquistador (qualquer semelhança com o presidente com perfil de atleta pode não ser mera coincidência).

O segundo persoangem é o Clandestino, aquele que se esconde com vergonha de assumir que está solto nas ruas, correndo atrás de uma festa irregular e espera que ninguém descubra. O tipo só se esquece que o coronavírus não se esconde e continua circulando em qualquer lugar.

Tem ainda o Desmascarado, que – como o nome já sugere – é mestre na arte de usar a máscara para proteger o queixo. Pra piorar, o ‘maninho’ já teve Covid e acha que não vai se contaminar novamente. Acaba presenteado com uma caixa de máscaras e um curso intensivo de como usá-las corretamente.

A última convidada do talk show “Covid e Covidados” é a Beth Chiclete Coronete. Ela que não perde a oportunidade de desrespeitar o distanciamento social e adora ficar “grudada” nos amigos. O apresentador toma banho de álcool em gel e repete o bordão ‘Te cuida, maninho‘, evocando expressão típica do vocabulário amazonense.

MENSAGENS POSITIVAS

16. Cada um fazendo a sua parte – Governo de Pernambuco mostra engajamento da população

Já outros estados apostam em valorizar atitudes positivas da população. É o caso de Pernambuco, que mostra pessoas em diferentes situações, sempre usando máscaras e mantendo o distanciamento social.

17 – Com que cor eu vou? Governo da Paraíba destaca cores de máscaras para a virada

Em sua campanha, o Governo da Paraíba mantém o astral elevado e brinca com a combinação de cores de máscaras para o Réveillon, enfatizando sempre que, independentemente do desejo por trás de cada cor, está a importância da saúde.

18 – Acessório obrigatório Governo do Maranhão ensina como usar corretamente a máscara

Já o Governo do Maranhão criou um vídeo simples, mas que pode funcionar, especialmente para aqueles que, mesmo depois de 10 meses de pandemia, ainda não aprenderam a usar a máscara.

ECONOMIA x SAÚDE

19. São e salvo: Com vacina a caminho, Governo de São Paulo aposta no turismo

Faturando a opinião pública com as bem-sucedidas estratégias adotadas até aqui, que culminaram no avanço das pesquisas clínicas para a produção da vacina chinesa Coronavac pelo Instituto Butantã, o Governo de São Paulo produziu um vídeo mostrando seu interesse em resgatar urgentemente a força de sua economia.

A campanha mostra imagens de cidades com forte potencial turístico – inclusive a capital, considerada a meca do turismo de negócios no país – e ainda ‘tira onda’ com a chegada da vacina, despertando a cobiça de outros estados. Não fosse as belezas naturais incontestáveis da Cidade Maravilhosa, dava pra dizer até que tem a pretensão de tirar do Rio de Janeiro – mergulhado nos escândalos de seus governantes municipais e estaduais – o título de principal destino do turismo internacional no Brasil.

20. Opção pela economia – Rio defende retomada econômica, mas com medidas de proteção

Enquanto faz sua contagem regressiva para a chegada da vacina, São Paulo quer garantir o turismo responsável, meta também perseguida pelo Rio de Janeiro, que amarga o saldo negativo da desastrosa política de enfrentamento à pandemia. A crise iniciada a partir de denúncias que afastaram o governador eleito Wilson Witzel, suspeito de envolvimento num esquema de fraudes em compras da Saúde, culminou no fechamento de hospitais de campanha.

A campanha publicitária do Rio sobre a Covid, lançada em dezembro, passa a mensagem subliminar de que “a economia não pode parar”, desde que resguardadas as medidas básicas de proteção – que, na verdade, muitos não cumprem e ninguém fiscaliza. Um discurso muito próprio do presidente Bolsonaro até aqui e, pelo visto, seguido à risca por seu atual aliado no Palácio Guanabara – o governador em exercício Claudio Castro.

O problema é que esse tipo de propaganda pode ser um tiro no pé, incentivando a volta à “normalidade” enquanto o estado – e principalmente a capital – vive uma situação dramática. Hoje o Rio vê saltar o número de casos e mortes e as taxas de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 batem em mais de 90%.

21. Turismo consciente: Rio tenta atrair turistas, com respeito às medidas de prevenção

Em campanha anterior, com foco claro na economia, o Governo do Rio de Janeiro explora as belas paisagens do estado (capital e interior) para garantir a retomada do turismo, um importante setor que sofreu diretamente os impactos da pandemia. A campanha veiculada na TV mostra atores passeando em alguns pontos turísticos com uso de máscaras, respeitando o distanciamento e usando álcool em geral ou lavando as mãos. Mas será que na prática é assim mesmo que os turistas estão se comportando?

22. Verão Seguro: Com foco no turismo, Governo de Santa Catarina valoriza a vida

Santa Catarina também aposta no turismo consciente para garantir os visitantes em seu belo litoral nas férias de verão. A campanha é bonita de se ver e tem muito bom gosto. Embora não faça menção direta às necessárias medidas de prevenção, enfatiza a valorização da vida, mas sem perder de vista os dividendos econômicos.

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

23. Isolamento na cadeia – Governo de Goiás aposta em união de forças contra violência à mulher

Já o Governo de Goiás não promoveu até o momento uma campanha específica para o fim de ano em seu canal do Youtube, mas logo no início de dezembro, nos ’16 dias de ativismo contra a violência às mulheres’, lançou um vídeo de impacto que prega cadeia para agressores durante o isolamento social – vale o registro.

OUTRO LADO

Estados que parecem desconhecer a pandemia

Apesar dos bons exemplos impactantes, seja pelo riso, seja pela emoção, em rápida análise nos canais oficiais dos estados no Youtube, se tem a impressão de que, em muitos, apesar da escalada de casos e mortes em quase todo o país, nem parece existir uma epidemia da proporção que vivemos, com mais de 190 mil mortos.

Nos muitos vídeos de ações e discursos políticos sobre diversos temas, com ênfase quase sempre na economia, há personagens que sequer usam máscaras ou mantêm distanciamento. Coincidência ou não, são estados governados por políticos alinhados ao governo federal – ou seja, seguem a mesma linha negacionista de Bolsonaro, valorizando a economia em detrimento do mais importante que são as vidas humanas. Certamente um exemplo a não ser seguido neste restinho de ano e nem no ano que se aproxima.

Quer saber se o seu estado está promovendo alguma campanha bacana de conscientização sobre a Covid-19? Dê uma olhada no canal oficial do governo estadual no Youtube e confira o que estão divulgando sobre prevenção. E cobre dos governantes campanhas educativas de esclarecimento à população não só sobre medidas de prevenção, mas também sobre testes, vacinas etc.

Ainda mais agora que se aproxima a tão esperada chegada da vacina e precisamos conscientizar as pessoas sobre a importância da imunização em massa – pelo menos 75% da população – para que possamos voltar a viver em paz e sem medo. Um feliz e consciente 2021 e que a vacina chegue logo e democraticamente para todos o quanto antes!

In the news
Leia Mais