Boas Ações: Furnas promove campanha de doação de sangue e medula

Shopping de Bangu faz sessão de cinema para crianças autistas. No Ilha Shopping, Loja Vazia recebe doações. Confira esta e outras iniciativas do bem no roteiro semanal de Boas Ações

De 2 a 5 de outubro, Furnas promoverá a 29ª Campanha de Doação de Sangue, na sede da empresa, no Rio de Janeiro, e chamará a atenção para o transplante de medula óssea. A ação será realizada pelo Hemorio, colaboradores voluntários da empresa e o NeoMedula, grupo criado para alertar sobre a importância da doação de medula. Outras instituições engajadas na conscientização, como a Associação DAVIDA Samaritanos e o Pró-Vita, também participarão do evento.

Cada funcionário poderá levar um amigo interessado em participar das atividades. Na ocasião, também haverá palestras educativas e serão atualizados os nomes cadastrados no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). “O objetivo é conscientizar para a importância do ato de doar. A doação voluntária é fundamental e pode salvar vidas. Toda pessoa em boas condições de saúde pode doar sangue sem qualquer risco ou prejuízo à sua saúde”, reforça Sérgio Ricardo Fernandes da Silva, gerente de Segurança do Trabalho e Saúde de Furnas.

Desde 2003 Furnas conscientiza os funcionários sobre a importância da doação de sangue. Com o apoio do Hemorio, que disponibiliza profissionais e a infraestrutura necessária para a coleta, a empresa contribui com cerca de 300 bolsas para o banco de sangue a cada ação. Já as ações para doação de medula óssea foram iniciadas em 2012, para estimular a inclusão de novos nomes no cadastro do Redome. Desde o início, a campanha já conseguiu reunir mais de 800 voluntários doadores de medula óssea. Desses, três funcionários foram identificados como compatíveis e fizeram a doação.

A chance de encontrar um doador compatível é de 25% entre irmãos de mesmo pai e mesma mãe. A compatibilidade entre não familiares é de 1 em 100 mil. No Brasil, devido à miscigenação, as chances são ainda menores. Durante as campanhas, Furnas e as instituições parceiras mobilizam funcionários e voluntários, oferecendo o suporte logístico e material para as ações. Por meio de palestras, as equipes orientam e esclarecem dúvidas sobre a doação.

Entre os voluntários identificados em Furnas está Leonardo José Pereira, eletricista de linhas de transmissão de Minas Gerais, que fez a doação em Belo Horizonte, em abril do ano passado. “Quando recebi o telefonema informando que minha medula era compatível, eu não hesitei em confirmar que seria o doador. Hoje, um ano após a doação, me sinto feliz por saber que contribuí para salvar uma vida e ajudar uma família inteira”, declara Leonardo.

Bolsas solidárias para doentes de câncer

SuperPrix e INCA Voluntário - Alimentos sendo doados - foto divulgação SuperPrix

INCAvoluntário, em parceria com o SuperPrix, aposta no programa Bolsas solidárias para aumentar as doações em prol do instituto neste mês dedicado à campanha Outubro Rosa. Os alimentos, distribuídos para os pacientes da organização, podem ser comprados pelos clientes pelo site www.superprix.com.br/variedades/bolsa-solidaria.  A compra conta com frete gratuito.

As bolsas são enviadas diretamente ao INCAvoluntário, para distribuição aos pacientes assistidos. O objetivo é possibilitar que eles mantenham uma alimentação equilibrada em sua residência durante o tratamento – como muitos precisam parar de trabalhar durante o processo de recuperação, a renda familiar é afetada e consequentemente a alimentação adequada. São quatro opções cujos valores variam de R$ 20 a R$ 85.

Cada uma abrange vários tipos de produtos, conforme as orientações do INCAvoluntário – como a Bolsa Alegria, a Bolsa Amor, a Bolsa Abraço e a Bolsa Sorriso – com produtos que vão de leite em pó integral a feijão e arroz. O projeto espera manter o ritmo não só no mês de outubro, mas em todos os outros já que são distribuídas 850 bolsas por mês para os pacientes do Instituto em condições socioeconômicas desfavoráveis.

Projeto Conexão Mata Atlântica habilita 165 projetos

Das 169 propostas submetidas ao primeiro edital de seleção pública do projeto Conexão Mata Atlântica no Estado do Rio de Janeiro, 165 foram habilitadas de acordo os critérios de priorização das áreas. O resultado, que superou as expectativas, foi divulgado no dia 25 de setembro, e beneficiará por meio do mecanismo de Pagamentos por Serviços Ambientais (PSA), proprietários e produtores rurais de seis microbacias das regiões hidrográficas do Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana e Médio Paraíba do Sul.

Serão investidos no estado mais de R$ 1 milhão, por ano, para o pagamento de produtores e proprietários rurais que adotam ações de conservação de floresta nativa, recuperam áreas degradadas e implementam práticas agrícolas sustentáveis, como os sistemas silvipastoril e agroflorestal. O projeto abrange seis municípios fluminenses: Italva (microbacia Córrego Coleginho/Olho D’água), Cambuci (microbacias Valão Grande, Córrego Caixa D’água/Valão Grande II), Varre-Sai (microbacia Varre-Sai), Porciúncula (microbacia Ouro), Valença e Barra do Piraí (microbacia Rio das Flores).

Loja Vazia recebe doações em shopping da Ilha

O projeto Sou + Ilha segue espalhando a solidariedade pelo bairro. Esta semana foi inaugurada mais uma ação que faz parte do projeto, que consiste em valorizar e enaltecer tudo que o bairro e os insulanos possuem de mais positivo, “A Loja Vazia”.

O Ilha Plaza convida o público a visitar o espaço, localizado no piso L3, e levar roupas, calçados e acessórios usados e que estejam em bom estado, para serem doados para a ONG insulana Grupo da Solidariedade. A instituição existe há dez anos e oferece atendimento e acolhimento a cerca de 500 jovens e crianças com necessidades especiais, e a suas famílias.

A loja funciona de segunda a sábado, das 10h às 22h, domingos, das 13h às 21h, e feriados das 15h às 21h. Mais informações pelo telefone 2468-8100 ou pela página do Facebook: www.facebook.com/ilhaplazashopping

Empreendedorismo feminino do bem

Palestra Tegra - Crédito Emi Parente

A Tegra Incorporadora no Rio de Janeiro e a co-fundadora do MIA (Mulheres Investidoras Anjo) e investidora do Shark Tank Brasil, Camila Farani, vão doar 104 quilos de alimentos arrecadados na última palestra de empreendedorismo sobre liderança feminina realizada no último dia 14 de setembro, no Centro Metropolitano, no Rio de Janeiro.

O evento reuniu mais de 300 pessoas que assistiram palestras da própria Camila Farani e também da líder no Rio do Grupo Mulheres do Brasil, Cátia Tokoro, da idealizadora e organizadora do Hacking.Rio, Lindália Junqueira, e da embaixadora da Rede Mulher Empreendedora, Andréa Carvalho.

DIA 28

Movimento Praia Limpa chega a Ipanema

A rede Drogarias Pacheco promove um movimento de conscientização, atenção e cuidado com o meio ambiente local, diretamente nas praias cariocas. O “Movimento Praia Limpa” começa neste mês de setembro e traz para as praias do Rio de Janeiro, quinzenalmente às sextas-feiras, uma equipe de mobilizadores, que tem como objetivo recolher os lixos de toda a orla, atraindo a atenção dos frequentadores e conscientizando o público sobre o cuidado com o patrimônio carioca.

Todo o lixo recolhido será organizado conforme a coleta seletiva – orgânicos e recicláveis – para que tenha a destinação adequada. A iniciativa acontece nas praias de Copacabana, Ipanema, Niterói e Cabo Frio. Nesta sexta (28) a ação acontece em Ipanema. Acompanhe a programação completa do “Movimento Praia Limpa” na página do Facebook da Drogarias Pacheco: http://www.facebook.com/events/1443781689058199/

DIA 29

Sessão Azul para crianças autistas em Bangu

Neste sábado, dia 29, o Bangu Shopping vai realizar, pela primeira vez, o projeto Sessão Azul. A sessão de cinema é exclusiva para crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e proporciona um momento de lazer voltado para os pequenos e sua família. A partir das 11h, será exibido o filme “Pé Pequeno” e os ingressos serão vendidos pela metade do preço.

Durante a exibição do filme, as luzes permanecem parcialmente acesas, o volume do som é reduzido e as crianças podem circular à vontade pela sala, tornando ainda mais confortável a experiência de ir ao cinema. Profissionais e especialistas estarão na sala para dar suporte na adaptação ao ambiente, além de auxiliar as crianças e pais que precisarem de apoio.

Segundo a organização, a Sessão Azul tem como objetivo promover sessões de cinema adaptadas para crianças com distúrbios sensoriais, além de dar continuidade ao trabalho terapêutico realizado com os pequenos e aumentar o engajamento dos pais no processo de tratamento. Para maior interação com os responsáveis, os filmes exibidos na Sessão Azul são escolhidos pelo próprio público através de enquetes.

DIA 30

Encontro de Artistas pela Ecologia

Os atores Felipe Simas e Murilo Rosa são nomes confirmados no  1º Encontro de Artistas pela Ecologia, neste domingo (30), às 15h, na Gioia, Cucina Italiana, Ilha da Gigóia, Barra da Tijuca. Especialistas vão falar para os convidados temas ligados a preservação do meio ambiente. O evento é promovido pelo Movimento Baía Viva para promover uma tarde de interação para que os artistas possam conhecer o que os especialistas tem a dizer sobre Meio Ambiente.

A ideia é conscientizar os participantes para a importância de disseminar na sociedade informações a respeito de Ecologia após a roda de conversa haverá apresentações musicais de George Israel, Nabby Clifford, Banda Fuze“, explica  a produtora cultural Rosângela de Albuquerque. Segundo ela, o evento é fechado para artistas e sem qualquer participação política.

O Movimento Baía Viva surgiu nos anos 90 e é formado por ambientalistas e representantes da sociedade civil preocupadas com a sustentabilidade do meio ambiente.  Uma das missões do projeto é buscar uma mobilização para a defesa da Água, dos Rios e Oceanos que encontram-se ameaçados pelo atual modelo de desenvolvimento. Fato que compromete a qualidade de vida e a saúde coletiva, a pesca, o turismo, além da biodiversidade.

Entre os presentes estão o biólogo Mário Moscatelli e Ricardo Gomes, Biólogo marinho responsável pelo filme Baía Urbana, Carolina Dias do laboratório de mamíferos aquáticos Maqua UERJ, Oceanógrafo Paulo Hargreaves Coope, Lorenzo Casagrande PNUD Rio.

 

PELO PAÍS

Campanha para incentivar consumo consciente

O Instituto Akatu, por meio de seu projeto Edukatu e da iniciativa “Educação de 1.000 crianças sobre o consumo consciente no Brasil”, está participando do programa mundial Global Giving, que atua com crowdfunding para organizações sem fins lucrativos e conecta ONGs do mundo todo a doadores e empresas globais que queiram contribuir financeiramente com suas iniciativas.

Para garantir a participação permanente na plataforma, o que permitirá a inscrição de outros projetos do instituto em campanhas de arrecadação coletiva, o Akatu precisa arrecadar, até o dia 2 de outubro de 2018, o valor de US$ 5 mil. Esse montante será totalmente destinado à conscientização e sensibilização de 100 professores e 1.000 estudantes de 6 a 15 anos pertencentes a escolas públicas brasileiras, e comunidades vizinhas, a respeito do consumo consciente e das mudanças de estilos de vida como caminhos para a sustentabilidade.

A outra condição é que a doação deve ser feita por, pelo menos, 40 pessoas ou instituições diferentes. Isso auxilia na difusão da causa, aumentando a visibilidade do consumo consciente para pessoas, empresas e instituições ao redor do mundo.

A Global Giving auxilia organizações a arrecadar doações em projetos nas áreas de educação, desastres naturais, pobreza, saúde, mulheres e crianças, fome e sustentabilidade, entre outras. Desde 2002, a comunidade já ajudou na captação de mais de US$ 346 milhões, atingindo mais de 816 mil doadores, que contribuíram para 20.731 projetos em 170 países, nos cinco continentes.

Para doar, acesse o link – https://www.globalgiving.org/projects/educate-for-conscious-consumption-in-brazil-edukatu/.

Jogo da memória ensina Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Para marcar o terceiro ano do lançamento dos ODS, o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) criou um jogo da memória que relaciona o ícone de cada objetivo ao seu significado. A ideia da ferramenta lúdica surgiu da necessidade de reforçar a comunicação do plano de ação global que a ONU lançou em 2015 para resolver os problemas sociais e ambientais mais sérios do planeta.

Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) representam a união dos desejos de sociedade, governo e empresas por um mundo melhor. Por meio de um grande processo de consulta global, no dia 25 de setembro de 2015 foram divulgados os 17 objetivos e 169 metas a serem alcançadas até 2030. O processo foi capitaneado pela ONU, mas reúne os desejos de governos, empresas e sociedade civil.

O jogo da memória está disponível para download no site do CEBDS e pode ser usado em escolas, atividades recreativas domésticas ou em dinâmicas institucionais sobre Sustentabilidade.

Da Redação, com Assessorias

Por Favor, Compartilhe!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais