Infância Eu Abraço: apoie você também esta causa

Campanha lançada por médicos, psicólogos e educadores tenta salvar crianças vítimas de violência, trabalho infantil e evasão escolar

Crianças em situação de vulnerabilidade social são o principal foco de voluntários (Foto: Marcello Casal / Agência Brasil)

Você já olhou para a nossa infância hoje? Os números são simplesmente impressionantes, de dar vergonha em qualquer brasileiro.

  • 11 crianças são agredidas ou negligenciadas por hora no Brasil (IBGE)
    +160 milhões de crianças sofreram com trabalho infantil em 2021 (OIT e Unicef)
    +1,6 milhão de crianças abandonaram as escolas durante a pandemia (Fundação Abrinq)

Para chamar a atenção da sociedade civil organizada e tentar mudar um pouco essa realidade, entidades médicas, educadores, psicólogos e outros especialistas se juntaram em um mutirão para falar da relevância da saúde física e mental para a formação de nossas novas gerações. As atrizes Malu Mader e Isabela Garcia, a jornalista Glória Vanique e a campeã olímpica de volêi Fofão também se juntaram na luta de combate à violência contra crianças e adolescentes.

Durante a Semana de Conscientização, de 6 a 10 de junho, todas as organizações e entidades participantes realizarão um mutirão virtual por meio de seus portais e redes sociais. A meta é levar informações críveis e alertar milhões e milhões de cidadãos não somente de São Paulo, mas de todo o Brasil, para essa chaga social, além de dar enfoque ao desenvolvimento saudável da criança para uma sociedade igualitária, mais humana.

 

Para cada um que aderir à campanha, uma muda de árvore será plantada

Uma das formas de abraçar a infância é através da conservação do meio ambiente e construção de um mundo mais sustentável. Para cada pessoa que participar do mutirão virtual, o Instituto Olinto Marques de Paulo (OMP), em parceria com The Nature Conservancy, plantará uma muda de árvore de espécie nativa em São Paulo. A meta é chegar em 30 mil árvores plantadas.

Como contribuir

1. Divulgue o site da campanha – www.instituto-omp.org.br/infanciaeuabraco
2. Use o nosso filtro do Instagram, que você pode acessar no @institutoomp
3. Tire uma foto realizando uma atividade com uma criança, publicando no seu Instagram e marcando o @institutoomp utilizando a #EuabraçoaInfância. As fotos vão compor um mosaico com inspirações para abraçar a infância. Para métrica e plantio de árvores, para cada foto que estiver o #Euabraçoainfancia será plantada uma árvore.

Mais sobre a Infância eu Abraço

A  I Semana de “Conscientização e mobilização em prol do desenvolvimento saudável e de prevenção e combate à violência contra crianças e adolescentes”, intitulada como Infância Eu Abraço, uma campanha que visa a promoção de mais proteção à Infância a partir de uma específica Lei (17.738/2022) recentemente aprovada na cidade de São Paulo.

Médicos, educadores, psicólogos e outros especialistas transmitirão o alerta pela mídia através de podcasts. Complementarmente um mosaico digital com vídeos e fotos de apoiadores e cidadãos de forma geral, dentre eles, profissionais da medicina e celebridades – será colocado no ar a partir do dia 6, na página Infância Eu Abraço.

Em 8 de junho, às 19h, a Câmara Municipal de São Paulo promoverá uma sessão especial, aberta ao público, para debater a questão, com a presença de médicos de entidades representativas, educadores, parlamentares e sociedade civil. Todos podem ajudar para a campanha caminhar ainda mais longe, mostrando a importância de olhar para nossas crianças e ajudando a mobilizar mais pessoas para abraçarem a infância.

A iniciativa conta com o engajamento de associações médicas nacionais e estaduais, entre outras organizações de referência de apoio à infância e entidades sociais. Veja algumas delas:

Associação Médica Brasileira (AMB), Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP), Academia Brasileira de Neurologia (ABN), Sociedade Brasileira de Clínica Médica, Sociedade Brasileira de Medicina, de Família e Comunidade (SBMFC), Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT) e Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do estado de São Paulo (SindHosp).

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais