Inovações que melhoram a vida nos consultórios dentários

Dentistas criam novidades a custo baixo, como o inspetor de analgésicos e o passador de fio dental. Impressora 3 D, alinhadores invisíveis na ortodontia, lentes de contato, implante sem corte e placas para bruxismo são tendências

Passador de fio dental criado por dentista de Cuiabá (Foto: Divulgação)

Já vai longe o tempo em que ir ao dentista era sinônimo de sofrimento. Muitas tecnologias  já tornaram o temido motorzinho do consultório dentário uma lembrança do passado.

Injetor Mecânico de Anestésicos 1
Injetor Mecânico de Anestésicos (Foto: Divulgação)

Para amenizar a dor sentida pelos pacientes que tenham agonia da injeção de anestesia local, necessária em vários procedimentos odontológicos, o implantodontista Dilgênio Tiburski Júnior desenvolveu o Injetor Mecânico de Anestésicos.

A novidade é composta por um corpo semelhante a um carpule (seringa usada na aplicação de anestesia dentária) e equipado com dispositivo rotacional controlados por um motor que aplica o anestésico de forma lenta, controlada para reduz a sensação dolorosa e a ansiedade do paciente.

O baixo custo do aparelho é o diferencial para os dispositivos eletrônicos que existem no mercado. Enquanto alguns dispositivos fazem a injeção eletrônica de anestesia custar cerca de R$ 8 mil, o dispositivo criado na Faculdade São Leopoldo Mandic ficará em torno de 100 a 150 reais.

Passador de fio dental tem preço quase igual ao de uma escova de dente

Passador de fio dental (Foto: Divulgação)

Outra criação inspiradora é o Aparelho Fixador e Passador de Fio Dental, criado por Marcelo Coelho de Carvalho, de Cuiabá (MT), durante o projeto de mestrado na São Leopoldo Mandic.

Inspirado em uma paciente que não possuía um dos braços e se sentia constrangida em pedir ajuda passar o fio dental, o fixador de  fio dental tem custo baixo, bem próximo do preço de uma escova de dente.

O aparelho, fabricado com material de acrílico ou plástico, possui cabo, centro para apoio com quatro furos, bifurcação com duas extremidades e dois furos cada, para a passagem e fixação do fio dental. O equipamento é muito simples e pode ser manipulado por enfermeiros, cuidadores e familiares dos pacientes com necessidades especiais.

Ambas as criações dos dentistas em parceria com a São Leopoldo Mandic têm patentes registradas no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual).

Odontologia Digital revoluciona a profissão

rafael-guerra-com-alinhador
Rafael Guerra mostra alinhador (Foto: Divulgação/Diário do Porto)

Na Odontologia, as novidades vêm para ajudar os clientes a tornar este momento o mais confortável e esteticamente interessante possível. Para Rafael Rangel Guerra, a Odontologia Digital está mudando a profissão, como aconteceu outras duas vezes nos últimos 50 anos.

“A primeira foi com a chegada do implante, há uns 40 anos. O sistema derrubou a ponte fixa, a móvel (perereca) e a dentadura. Há 15 ou 20 anos, chegaram os materiais adesivos, colas poderosas que libertaram o paciente de desgastes grandes nos dentes para criar “encaixes” para os blocos. Agora chegou a vez do scanner, principal equipamento da Odontologia Digital”, conta o especialista, em entrevista ao Diário do Porto.

Segundo ele, como sempre acontece, o preço alto dos equipamentos retarda o investimento dos dentistas, mas a tendência é que, com o barateamento da tecnologia e as práticas de compartilhamento, o consultório que você conhece hoje logo deixará de existir.

Neste Dia do Dentista, 25 de outubro, Rafael Guerra apontou as cinco maiores inovações dos consultórios modernos. Impressora 3 D, alinhadores invisíveis na ortodontia, planejamento das lentes de contato, implante sem corte e placas para tratar o bruxismo são algumas novidades tecnológicas. Veja aqui a entrevista completa dele ao Diário do Porto.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais