Mães internadas com Covid-19 recebem homenagem

Equipe assistencial distribuiu flores pela data e fez ligações de vídeo para as famílias de pacientes do Hospital de Campanha do Riocentro

Para uma mãe, nada mais difícil do que a distância dos filhos. Ainda mais em uma data como hoje. Ainda mais quando a separação é imposta por uma doença que traz tantas incertezas e medo. Tânia Maria de Castro dos Santos, de 67 anos, ganhou o melhor presente do Dia das Mães que poderia receber nos dias de pandemia do coronavírus: a alta médica e a possibilidade de voltar para sua família.

Internada na UPA da Cidade de Deus desde o dia 3 de maio, ela chegou a ficar três dias na Sala Vermelha, com suporte de terapia intensiva, mas foi respondendo bem ao tratamento recebido e melhorando progressivamente. Neste domingo, superada a fase crítica da Covid19, ela pôde voltar para casa. Deixou a unidade sob aplausos dos profissionais que cuidaram dela. Afinal, toda mãe merece palmas!

Para diminuir a angústia e levar carinho para todas as mães internadas no Hospital de Campanha do Riocentro, a equipe de enfermagem da unidade preparou uma ação especial para o Dia das Mães, com direito a distribuição de rosas, chamada de vídeo para as famílias e uma mensagem toda especial, de afeto, reconhecimento e, sobretudo, de fé por dias melhores, quando a alta médica for possível.

A unidade tem hoje 66 pacientes internados. Dezenove são mulheres, mães que tiveram que passar a data longe dos filhos. Nada que o carinho da equipe da unidade e a tecnologia não ajudassem a minimizar e tornar menos solitário o dia de dona Antônia, dona Glória, dona Marineide, dona Jurema, dona Dione, dona Valéria, dona Maria Selma, dona Damiana, dona Vera Lúcia, dona Vergoncilia, dona Maria da Conceição, dona Hérica, dona Nely, dona Maria Sebastiana, dona Érica, dona Maria do Rosário, dona Neusa, dona Érica Luiz, dona Ivone.
Às 10h, a ação começou com a transmissão de uma mensagem pelo alto-falante do pavilhão 3, onde está montado o Hospital de Campanha. Escolhida a dedo pela coordenação de enfermagem, a mensagem levou emoção não só às mães, mas também aos filhos internados e a todos os profissionais que passaram o Dia das Mães cuidando dos pacientes, longe de seus filhos e mães.
Na sequência, enfermeiros, técnicos e outro profissionais foram em cada um dos 19 leitos com mães, presenteá-las com uma rosa. E, para terminar o dia com um reencontro, chamadas de vídeo foram feitas dos leitos para cada família, para que mães e filhos pudessem se ver e conversar nesse Dia das Mães.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais