Mais empresas se unem para construir e equipar hospitais

Veja em todo o país diversas iniciativas que ampliam a oferta de leitos com equipamentos no país. Tem ainda doação de EPIs, álcool em gel e muito mais

Redação

A iniciativa privada está dando exemplo de responsabilidade social em meio à crise causada pelas medidas de enfrentamento ao novo coronavírus e os graves impactos na rede pública de saúde. Diante do cenário atual de avanço da pandemia  de sars-cov-2, várias empresas anunciaram que adotarão medidas para contribuir com a sociedade brasileira na luta contra o avanço da propagação do vírus e seus efeitos.

Como parte da série Alerta Coronavírus, que iniciamos em janeiro de 2020, já alertando para esse grave problema mundial de saúde pública, ViDA & Ação lista toda semana na seção ‘Boas Ações’ algumas das principais iniciativas que tem recebido. Sugestões com fotos podem ser enviadas para redacao@vidaeacao.com.br.

Rio de Janeiro

Empresas se unem para erguer hospital com 200 leitos

Uma frente empresarial, liderada pelo Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), com apoio do Bradesco Seguros, Banco Safra em parceria com a Rede D’Or, vai permitir a construção e operação de um hospital para apoiar o atendimento de pacientes do SUS durante a pandemia do novo coronavírus. A unidade, que receberá investimento de R$ 45 milhões, será montada no Rio de Janeiro, na Autoestrada Lagoa-Barra, e terá 200 leitos – sendo 100 de UTI – além dos aparelhos para exames de imagem, patologia e ecocardiograma. É esperada a geração de mais de 1 mil empregos, diretos e indiretos.
A Ternium vai investir R$ 4 milhões no sistema de saúde do município do Rio de Janeiro. A empresa fechou com a Secretaria Municipal de Saúde o apoio na aquisição de itens estratégicos para equipar o Hospital Municipal Ronaldo Gazolla (Acari), escolhido como referência para atendimento da população no município. Com atividades em diversas partes do mundo, a companhia acionou a sua área de suprimento global para conseguir em outros países opções de fornecimento de produtos como respiradores. A prioridade da empresa é ajudar a montar 25 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), solicitada pela SMS.

Doação de 5 mil protetores faciais para unidades de saúde

Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem (CBMA) e a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) doaram 5 mil máscaras do tipo face shield para hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Consideradas pela comunidade acadêmica e científica um importante Equipamento de Proteção Individual (EPI) no combate à Covid-19, as máscaras começaram a ser distribuídas quarta-feira (1), pela Secretaria de Estado de Saúde.
As máscaras serão entregues às seguintes unidades hospitalares:  Adão Pereira Nunes, Alberto Torres, Azevedo Lima, Carlos Chagas, Getúlio Vargas, Instituto Estadual do Cérebro, Hemorio, Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio de Castro, Anchieta, Zilda Arns, São Sebastião, Instituto Estadual de Doenças do Tórax Ari Parreiras, Hospital da Mulher Heloneida Studart, Roberto Chabo, João Baptista Caffaro, Pedro Ernesto e Seap.
Já as UPAs contempladas são: Marechal Hermes, Tijuca, Botafogo, Copacabana, Ricardo de Albuquerque, Realengo, Bangu, Colubandê, Magé, Fonseca, Santa Luzia, Campos, Caxias  II (Sarapuí), Queimados, Campo Grande I e II, Nova Iguaçu I (Cabuçu), Mesquita, Maré, Irajá, Engenho Novo, Botafogo (em Nova Iguaçu), Santa Cruz, Itaboraí, Taquara, Caxias (Parque Lafaiete), Penha, Gericinó, Ilha do Governador e São Pedro da Aldeia.
O secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, entregou as primeiras máscaras à direção do Hospital Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel, na Zona Norte carioca, uma das unidades de referência ao combate ao novo coronavírus no estado. “Tenho absoluta certeza que esse apoio terá um grande impacto positivo no enfrentamento ao novo coronavírus. Com a sociedade mobilizada, vamos vencer essa guerra”.

Brasil

Indústria química e de plástico ajuda hospitais

A Braskem se juntou a parceiros da cadeia da química e do plástico para doar materiais essenciais para o combate ao novo coronavírus nos hospitais da rede pública. A resina termoplástica doada pode produzir mais de 60 milhões de máscaras ou mais de 1 milhão de aventais.
Doará também material para fabricação de embalagens para 750 mil litros de álcool líquido e em gel, para mais de 500 mil almotolias (um tipo de frasco plástico para álcool em gel utilizado em hospitais), além de 10 mil caixas de hipoclorito para diluição ou uso como água sanitária e mais de 150 mil sacos plásticos para lixo hospitalar.
Uma das iniciativas mais representativas é a doação de polipropileno, matéria-prima para produção do TNT (nãotecido). O produto será fabricado pela parceira Fitesa e doado em conjunto com a empresa para ser usado em máscaras cirúrgicas e aventais de proteção, por exemplo. a matéria-prima para produção de equipamentos de proteção e embalagens já ultrapassa 370 toneladas.
No mercado internacional, a Braskem está buscando respiradores para fornecer à rede pública. Os itens beneficiarão hospitais de Alagoas, Bahia, Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. O trabalho conjunto, que envolve clientes e entidades de classe, já conta com 32 iniciativas.

Em Maceió (AL), a Braskem e as empresas parceiras vão contribuir na construção de um hospital de campanha nas instalações do Ginásio do Sesi. O hospital temporário terá como foco o atendimento médico voltado para problemas cotidianos. A participação da Braskem envolve também a doação de equipamentos, cestas básicas, kits de limpeza para as demais ações.

Em outra ação articulada pelo Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom)União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) e Associação Brasileira de Transporte e Logística de Produtos Perigosos (ABTLP), foi anunciada parceria para distribuição de álcool 70 para destino final às Secretarias de Saúde dos Estados e hospitais. Autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a ação é viabilizada a partir da doação de óleo diesel para o transporte do produto.

 

Banco Safra doa R$ 30 milhões para ajudar hospitais públicos

O Banco Safra, que na semana passada comunicou a doação de R$ 20 milhões para ajudar hospitais públicos a atenderem maior número de pacientes do Covid-19, está doando, numa segunda fase, mais R$ 10 milhões para ajudar outros hospitais filantrópicos e Santas Casas na ampliação de leitos e na compra de equipamentos e insumos para socorrer pacientes do coronavírus.

Na primeira etapa foram doados o equivalente a 60 leitos de UTI (cama, respirador, monitor e bomba de infusão),  1 milhão de máscaras cirúrgicas e 700 mil aventais de proteção, além de participar na construção de dois hospitais de campanha. A doação é feita diretamente às entidades ou por meio de seus parceiros privados na área da saúde, desde que os projetos sejam voltados para a rede hospitalar pública.

Já foi iniciado com o projeto para implementar leitos de UTI para a rede municipal de São Paulo, com gestão e operação do Hospital Albert Einstein; também com o projeto que prevê a criação de leitos num hospital de campanha no Grajaú, sob gestão do Hospital Sírio Libanês; há a doação de equipamentos de proteção à Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e a participação no projeto do Hospital de Campanha Lagoa-Barra, que terá 200 leitos para atender pacientes SUS, e é conduzido pela Rede D’Or.

Nesta etapa de doações, o Banco Safra está doando a instituições de saúde o equivalente a 4 leitos completos de UTI (cama, respirador, monitor e bomba de infusão), 67 ventiladores pulmonares, 27 mil kits para detecção do coronavírus, 200 mil aventais de proteção; 8,576 mil macacões de segurança e 5 mil protetores faciais (faceshields).

As entidades contempladas são Graacc – instituição que cuida de crianças e adolescentes com câncer; Casa de Saúde Santa Marcelina (SP); Hospital das Clínicas de Botucatu (HCFMB); Federassantas – Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (MG); Hospital São José de Criciúma; e Santa Casa de Vassouras (RJ) e Hospital das Clinicas de Campinas.

Também foram doadas 10 mil cestas básicas e 16,667 refeições para famílias atendidas pela ONG Projeto Arrastão, Instituição Beneficente Israelita Tenyad e a União SP – Fundo Emergencial de Apoio à População Ameaçada pelo Covid19. O banco também está convidando clientes e parceiros para fazerem doações em torno dessa causa. O dinheiro arrecadado será destinado a ações específicas voltadas ao tratamento e combate ao coronavírus.

Oferta de 240 leitos em dois hospitais

Responsável por 35 hospitais no país, o UnitedHealth Group Brasil (controlador da operadora de planos de saúde Amil e do grupo médico-hospitalar Americas Serviços Médicos) assinou um acordo com a Prefeitura de Santos para ceder o espaço onde funcionava o Hospital Vitória, localizado na Vila Belmiro, atualmente desativado. No local, 130 novos leitos ficarão à disposição do SUS para atender exclusivamente para atendimentos relacionados ao coronavírus. O acordo é válido até 31 de dezembro de 2020.

No último mês, a empresa também firmou uma parceria com a Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro para, junto às redes hospitalares DOr e Ímpar, viabilizar a abertura de 110 leitos no Hospital São Francisco na Providência de Deus (HSF). A parceria financiará obras de adequação das instalações e compra de equipamentos como ventiladores mecânicos e monitores cardíacos. Considerado um dos maiores hospitais em capacidade de internação no Rio, o HSF mantinha parte desses leitos fechados por insuficiência de recursos.

Outra ação em curso é a geração de renda para 100 costureiras associadas à Rede Asta – Atados, plataforma social que visa estimular o empreendedorismo entre artesãs. O UnitedHealth Group Brasil doará materiais para a confecção de 38 mil aventais, que serão comprados pela empresa ao fim do ciclo de produção e serão usados pelos profissionais de saúde nos hospitais do grupo.

São Paulo

Doação de óculos de proteção para médicos do SUS

Para ajudar a reduzir a contaminação em massa dos profissionais da saúde que vem acontecendo no país, o Instituto Penido Burnier está em campanha de solidariedade aos hospitais do SUS com doação de óculos de proteção ou EPIs para proteger a saúde dos médicos, paramédicos e enfermeiros que atendem pacientes com a Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus.

A primeira doação de 300 óculos de proteção já foi realizada junto à rede municipal de Campinas, que integra o Hospital Gatti, Hospital Ouro Verde e paramédicos do Samu, que fazem o resgate de usuários do sistema público de saúde. A iniciativa tem apoio da Abiótica (Associação Brasileira de Indústrias Ópticas) e parceria da Allprot, especializada na produção de óculos de proteção.

No último dia 3 foi realizada mais uma entrega de 50 óculos de proteção doados à Santa Casa de Amparo. A médica Sonia Camargo Tambellini, conta que o hospital – único com UTI na cidade – não conta com um único óculos de proteção. São 9 leitos na UTI mais 6 de retaguarda que contam com médico, fisioterapeuta, enfermagem e equipamentos.

“Estas EPIs vêm em boa hora se considerarmos que o número de contaminações deve aumentar nas próximas semana”, diz a médica, que também é presidente da Associação Mulher Unimed, onde trabalha com cegos e baixa visão. O último censo da vigilância sanitária mostra que Amparo tem 12 casos suspeito de Covid-19 e 2 já foram descartados. O presidente do Instituto, o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, afirma que as lentes têm alta qualidade, são fáceis de higienizar e  contam com tratamento que evita o embaçamento. “Para ampliar a campanha estamos abertos a novas parcerias”, ressalta.

Empresa doa 700 máscaras-escudo para hospitais

Avery Dennison, empresa global de ciência e inovação em materiais, em parceria com a SmartX, a empresa está financiando, inicialmente, a produção de 700 máscaras-escudo (face shields), que serão fornecidas a instituições de saúde como Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Casa de Saúde de Campinas e Hospital Emílio Ribas. Além da ajuda financeira, a Avery Dennison está fazendo o contato com os hospitais para direcionar os equipamentos e incentivando outras empresas a aderirem à campanha.

A SmartX, fabricante de portais de RFID, iniciou a fabricação das máscaras com recursos próprios, com apoio da Associação Brasileira da Indústria de Identificação por Radiofrequência (ABRFID). Nas últimas semanas, a empresa direcionou 100% da sua produção para os equipamentos de proteção, que serão fornecidos a equipes de saúde que estão na linha de frente contra a Covid-19.

Já foram encomendadas mais de 3.000 máscaras-escudo para diferentes instituições. As máscaras solicitadas pelos hospitais do SUS são fornecidas gratuitamente. Os pedidos que forem feitos por hospitais privados terão seus recursos de pagamentos revertidos para a fabricação de mais equipamentos de proteção que, por sua vez, serão entregues gratuitamente às entidades públicas. Informações: pedro.moreira@smartx.com.br ou telefone (11) 94752-1160.

Doação de 1,2 milhão de embalagens de álcool em gel

As marcas Natura &Co e Ypê se uniram para doação de álcool em gel. Como o produto não faz parte do portfólio da Ypê, a companhia adaptou suas linhas de produção na matriz, em Amparo (SP), e conta com o apoio de fornecedores como a Avery Dennison e seus parceiros. O produto está sendo entregue a entidades de saúde, de acordo com as indicações de órgãos públicos, como uma maneira de auxiliar no fornecimento de itens necessários nessa luta para combater a Covid-19.

A Natura &Co também passou a produzir apenas itens essenciais de higiene pessoal, além de álcool em gel e líquido. Diante do cenário atual, a Avery Dennison adequou as atividades em sua fábrica, em Vinhedo (SP), e mantém a produção de materiais essenciais, especialmente para atender as indústrias alimentícias, farmacêuticas e de produtos de higiene e limpeza. A Avery Dennison também está fornecendo material autoadesivo para 1,2 milhão de rótulos das embalagens de álcool em gel, que vem sendo produzido pela Natura e Ypê.

Marfrig doa 10 toneladas de álcool gel e 100 mil testes

A Marfrig anunciou a produção de 10 toneladas mensais de álcool gel em sua unidade de Promissão, no interior de São Paulo. O produto será distribuído às unidades instaladas no país, aos colaboradores e a hospitais e instituições assistenciais localizadas nas comunidades onde a Marfrig opera.

A empresa também anunciou a doação de 7,5 milhões de reais para o Ministério da Saúde para a compra de 100 mil testes rápidos para diagnosticar o novo coronavírus. Essas iniciativas se somam a outra ação já desenvolvida pela Marfrig durante o ano, como a doação de carne bovina para as mais de 300 mil refeições servidas a famílias de pacientes em tratamento oncológico no Hospital de Amor Barretos.

Indústria de cosméticos doa 5 toneladas de álcool gel

A Yamá Cosméticos anuncia que iniciou a produção de 5 toneladas de álcool em gel para distribuição gratuita aos hospitais e instituições da cidade de Cotia (SP). A iniciativa mobilizou a fábrica da empresa que fica no mesmo município e também destinará parte da produção para o time de colaboradores. A iniciativa contou a colaboração das empresas parceiras Chemyunion, AQIA Química Industrial, Givaudan e BIM, que ajudaram com matéria-prima e distribuição para a entrega dos frascos.

Volkswagen doará 2 mil máscaras faciais

A Volkswagen do Brasil está doando duas mil máscaras faciais protetoras 3M PFF-2 (S) para as quatro cidades onde mantém suas operações fabris: São Bernardo do Campo/SP, Taubaté/SP, São Carlos/SP e São José dos Pinhais/PR. As máscaras são parte do estoque da companhia e eram de utilização na linha de produção. A doação está sendo feita em cooperação com a Defesa Civil destas localidades.

Neo Química doa 15 mil unidades de álcool gel

A Neo Química doou 15 mil unidades de álcool em gel para o Conselho Regional de Farmácia de São Paulo (CRF-SP), que fará a distribuição dos kits para os estabelecimentos. O objetivo é contribuir com a proteção da saúde de farmacêuticos e balconistas durante o contato com o público na linha de frente contra o coronavírus. A expectativa é que a entrega ocorra a partir da segunda quinzena de abril.

Votorantim anuncia R$ 50 milhões

O Instituto Votorantim anunciou apoio financeiro adicional de R$ 50 milhões às autoridades públicas, instituições de saúde e entidades privadas da sociedade civil, na compra de itens como kits para teste, respiradores e demais equipamentos essenciais. Também vai redirecionar os projetos atualmente em execução nos municípios em que as empresas do grupo estão presentes, com foco em ações para o combate ao novo coronavírus. As iniciativas terão apoio técnico e médico da Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Pará

Hydro doa R$ 5 milhões para hospitais de campanha do Pará

A Hydro assinou no dia 2 um acordo com o governo do Estado do Pará que prevê a doação de R$ 5 milhões para apoiar a construção e manutenção dos novos hospitais de campanha. Serão 720 leitos, divididos em quatro regiões com alta concentração populacional: a capital Belém e as cidades de Marabá, Santarém e Breves, na ilha do Marajó.

Na última semana, a Albras, empresa que pertence à Hydro, NAAC, Nippon Amazon Aluminium Co., doou à Prefeitura de Barcarena, no Pará, o imóvel onde será instalado um hospital de campanha. O prédio onde funcionou um dos antigos alojamentos para empregados tem área total de 3.789,00 m2, com 36 apartamentos com banheiro individual, lavanderia e refeitório. A administração municipal executará adaptações no imóvel e instalará equipamentos necessários ao funcionamento do hospital.

A Hydro também assumiu o compromisso de abastecer com água mineral o abrigo criado pelo Governo do Pará, no Estádio Mangueirão, voltado às pessoas em vulnerabilidade social. A primeira remessa foi feita com a doação de 51 mil litros de água mineral. Além disso, a Brigada de Emergência Ambiental Comunitária da Hydro iniciou o trabalho de orientação sobre ações de prevenção e combate ao Covid-19, atuando em nove comunidades do município de Barcarena. A divulgação das informações é feita em carros-som da Brigada.

Bahia

Mondial vai fabricar protetores faciais

A Mondial, marca de eletrodomésticos portáteis, vai produzir 40 mil protetores faciais para ser doados aos profissionais de hospitais públicos e privados, unidades de saúde e demais atendimentos da área. Os primeiros lotes serão destinados à rede assistencial na Bahia, e gradativamente poderão ser destinados a outros estados. A unidade da Mondial em Conceição do Jacuípe (BA) parou linhas de produção de eletrodomésticos para se adaptar e iniciar a produção dos protetores faciais. Todas as recomendações do Ministério da Saúde para este EPI foram atendidas na execução deste projeto, em parceria com o Instituto Recôncavo e a Ong e-NABLE Brasil.

Distrito federal

Doação de 10 mil leitos de UTI

Rede DOr e a Rede Ímpar se uniram para anunciar no dia 6 de abril a doação de R$ 4 milhões e 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ao governo do Distrito Federal. Para a montagem dos leitos de UTI serão doados itens como ventiladores pulmonares mecânicos, aspiradores cirúrgicos, cadeiras de banho e de rodas, camas hospitalares, eletrocardiógrafos, pranchas de resgate, monitores multiparâmetros, termômetros infravermelhos, entre outros.

Paraná

Fábrica de colchões produz máscaras, aventais e toucas

Em uma ação conjunta entre fábrica e funcionários, a Anjos Colchões & Sofás doou para a rede municipal de saúde de Capitão Leônidas Marques, cidade do interior do Paraná 500 kits preventivos, contendo máscara, avental e touca. Com a fábrica fechada e todos os funcionários em férias coletivas até o final de abril, 30 deles se voluntariaram e, com a matéria-prima que já é utilizada na produção dos colchões e doada pela rede franqueadora, fabricaram os EPIs.

Com Assessorias