Mês do doador: todo mundo tem uma história para doar

Banco de Sangue Serum celebra mês do doador com atividades para conscientização

Doação_Sangue_Hemorio

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que o número de doadores de um país seja de 3% a 5% do total da população. No Brasil, porém, de acordo com dados recentes do Ministério da Saúde, este índice é abaixo de 2%. O Banco de Sangue Serum acredita que um personagem tão importante na vida de milhares de pessoas, o doador de sangue, merece muito mais do que um dia nacional dedicado a ele – 25 de novembro: merece um mês inteiro.

É por isso que a unidade dedica todo este mês a eles, com homenagens especiais de reconhecimento ao ato de amor e solidariedade que salva vidas. Além disso, o Banco de Sangue Serum trabalhará na conscientização de novos doadores para incentivar o ato que, infelizmente, ainda não faz parte da rotina da maioria das pessoas.

Batizada de “Novembro Vem Doar”, a ação acontecerá ao longo do mês, a partir desta sexta-feira, 10, com diversas ações e tem como tema “Todo mundo tem uma história para doar”, um trocadilho para explicar as histórias reais por traz da doação de sangue, já que a campanha contará com vídeos motivacionais de doadores veiculados nas mídias sociais e no hotsite da campanha (novembrovemdoar.com.br), relatando suas experiências enquanto heróis de carne e osso.

Segundo Alexandre Paladino, captador na unidade, o objetivo deste mês especial é colocar o doador no lugar de destaque que ele merece, além de chamar a atenção da sociedade para a importância da doação de sangue. “As transfusões são, geralmente, em número maior do que o de doadores. Por esse motivo, convivemos com o risco de faltar bolsas de sangue nos estoques do Banco de Sangue. Acreditamos, porém, que são campanhas como essa, de reconhecimento e conscientização, que começarão a mudar esse cenário”, afirma.

Quem participar da ação especial entre os dias 10 e 30 de novembro será homenageado com brindes comemorativos alusivos à data. Além disso, no dia 25, Dia do Doador, haverá um café da manhã especial na unidade. “Convidamos toda a população para participar dessa comemoração que tem como foco principal salvar vidas”, conclui Paladino.

Veja como é fácil doar

Os interessados precisam pesar mais de 50 quilos e estar em boas condições de saúde. Não é necessário fazer jejum, mas é preciso esperar 3 horas após o almoço ou a ingestão de alimentos gordurosos. No local, basta apresentar um documento oficial com foto e ter entre 16 e 69 anos (menores de idade precisam de autorização e estar acompanhados por um responsável). O voluntário não pode ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação. Quem tiver feito tatuagem e/ou piercing recentemente precisa aguardar 6 meses após o procedimento, e quem fez endoscopia deverá aguardar 6 meses após a realização do procedimento.

Sobre o Dia Nacional do Doador

O Dia Nacional do Doador foi instaurado em 30 de junho de 1964 pelo decreto 53.988, promulgado pelo presidente Castello Branco. A importância de doar é fácil de ser explicada. O sangue é a única fonte de reposição de células sanguíneas para muitos pacientes e, no Brasil, apenas 1,8% da população é doadora de sangue.

Sobre o Banco de Sangue Serum

O Banco de Sangue Serum atua há mais de 24 anos em todo o Estado do Rio de Janeiro, atendendo aos hospitais públicos e privados da região, e precisa de, no mínimo, 70 doações por dia para atender a esta demanda com segurança. O sangue coletado ajuda a salvar vidas de pacientes de 18 hospitais públicos e privados localizados nos municípios do Rio de Janeiro e Baixada Fluminense. Para doar basta comparecer no Hospital da Ordem Terceira do Carmo, 3º andar, na rua do Riachuelo, n° 43, no Centro do Rio de Janeiro – próximo aos Arcos da Lapa. O horário é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, e aos sábados, das 8h às 12h.

Fonte: Banco Serum

Por Favor, Compartilhe!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais