Muito além da bariátrica: grupo online ajuda ex-obesos

Rosayne Macedo
Boa parte dos pacientes que se submete à cirurgia bariátrica volta a ganhar peso por não fazer acompanhamento necessário
Boa parte dos pacientes que se submete à cirurgia bariátrica volta a ganhar peso por não fazer acompanhamento necessário
Boa parte dos pacientes que se submete à cirurgia bariátrica volta a ganhar peso por não fazer acompanhamento necessário

Só no ano de 2015, mais de 93 mil pessoas passaram pela cirurgia bariátrica, que também é conhecida como redução de estômago, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM). Mas muito além de reduzir dezenas de quilos, como ocorre com a maioria dos pacientes, é preciso manter acompanhamento psicológico e nutricional para garantir bons resultados, e mantê-los.

Para ajudar este público que passou pela gastroplastia, a nutricionista Loraine Ferraz, criou um grupo online em que visa a orientações aos que, mesmo após a cirurgia, não perderam os quilos que desejavam e, também, recuperaram peso por algum motivo. Os grupos são compostos por, no máximo, 15 pessoas, e é uma novidade no setor.

Semanalmente, utiliza-se as ferramentas de coaching para instruir essas pessoas que já fizeram a cirurgia bariátrica e não chegaram ao peso que desejam. “O trabalho orienta para uma evolução, através de dicas nutricionais e, também, responde a perguntas muito comuns desses pacientes”, revela a especialista, que alerta não haver prescrição alguma sem avaliação presencial.

Segundo ela, o que se faz é levar o paciente a ter hábitos alimentares mais saudáveis. “Para isso, muitas vezes, percebe-se que as necessidades são de simples esclarecimentos. Há quem tenha dúvidas, por exemplo, a respeito de adoçante. Quando isso ocorre, preparo algo de leitura rápida e dinâmica para enviar àquela pessoa. No entanto, nada de prescrição pela internet”, explica.

O trabalho de coaching é realizado por videoconferências, com duração de dez semanas. Para fazer parte do trabalho, que tem caráter principalmente motivacional, não é preciso parar com tratamento feito por outro profissional da nutrição, muito menos substitui acompanhamento com psicólogo.

“As orientações online facilitam alcançar o peso ideal, justamente pelo fato de que, com a falta de tempo devido ao cotidiano agitado, o assistido (coachee) recebe dicas alimentares, além de esclarecer dúvidas sobre a melhor maneira de se alimentar e manter-se sadio”, acrescenta a especialista.

Motivação é o maior ganho

Segundo Loraine Ferraz, é alto o número de pacientes que sente-se desmotivado e até envergonhado por não perder a meta estabelecida, assim como os operados que entram na classificação de “reganho”, ou seja, se livraram de alguns quilos, mas os recuperaram tempos depois. De acordo com a nutricionista, o acompanhamento com instruções online tem dado certo para 100% dos participantes do grupo.

“Através de programas muito usados hoje em dia, como o Skype, são listados os objetivos que se quer atingir nas vidas profissional, pessoal. Além disso, os participantes têm acesso a receitas e dicas que, rapidamente, fazem diferenças para os querem retomar sua autoestima”, explica a nutricionista.

O grupo também recebe pessoas que não passaram pela redução de estômago, mas que, por indicação médica, devem perder peso, pois o fator ambiental é o mais relevante ao caminho da obesidade. Os hábitos alimentares das famílias conduzem para a elevação dos números de casos dos que ficam com quilos a mais.

 

Evento reúne especialistas

Neste sábado (2 de julho), o Colégio Brasileiro de Cirurgiões, em Botafogo, vai reunir especialistas nacionais e internacionais no Simpósio Internacional de Contorno Corporal Pós Cirurgia Bariátrica. Com a coordenação dos cirurgiões plásticos Ricardo Cavalcanti Ribeiro, diretor do Instituto de Pós Graduação Carlos Chagas, Alberto Caldeira, diretor da Seção de Cirurgia Plástica do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, e Sérgio Romay, que fará parte da comissão técnica, serão apresentadas novas técnicas, além de vídeo-aulas, sobre o que há de mais moderno em cirurgia pós-bariátrica.

Dos convidados internacionais, destaque para o cirurgião americano Dennis Hurwitz, professor clínico de Cirurgia Plástica da Universidade de Pittsburgh Medical School. Também estará presente o italiano Fabio Fantozzi, que completou a Residência em Cirurgia Plástica com o professor Ivo Pitanguy no Instituto Pós-graduação Médica Carlos Chagas, no Rio de Janeiro.

 Colaboraram: Ricardo Rubim e Rose Oliveira

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.