Não é só mamografia: Papanicolau é essencial à saúde da mulher

Conheça a importância do Papanicolau, o popular “exame preventivo” para evitar o câncer de colo de útero, além de outros exames

Por conta da pandemia, muitas mulheres deixaram de procurar seus médicos para realizar os exames de prevenção ao câncer de mama, como a mamografia. A Sociedade Brasileira de Mastologia informou que todos os serviços de diagnóstico sofreram uma redução drástica no número de pacientes e o atraso no diagnóstico pode reduzir as chances de cura, mas especialistas garantem que os serviços de saúde pública estão atendendo as mulheres com segurança.

Para o ginecologista Maurício Sabbatino, professor da Faculdade de Medicina da São Judas, em Cubatão (SP), não há como estimar corretamente se haverá ou qual será a magnitude de prejuízo em relação ao prognóstico de câncer de mama pelo atraso no diagnóstico precoce. “Devemos seguir as recomendações de nossas sociedades científicas e avaliar a situação da pandemia em cada região, estado e cidade, a fim de minimizar eventuais prejuízos futuros, ponderando com a recomendação ainda vigente de distanciamento social”.

Quanto mais cedo o câncer for detectado, mais fácil será curar o câncer de mama. Além do auto exame, a mamografia é essencial para diagnosticar o câncer de mama, sendo apontada como o único método de rastreio associado com diminuição da mortalidade pelo câncer. Esse exame consegue analisar todo o tecido da mama e identificar nódulos que ainda não estejam visíveis ao toque. “Se no momento do diagnóstico o tumor tiver menos de 1 centímetro (estágio inicial), as taxas de cura podem superar os 95%”, afirma o médico.

Não é só a mamografia que é importante para a saúde da mulher. Não se pode ignorar a importância do exame de papanicolau, popularmente conhecido como ‘preventivo’. De acordo com especialistas, depois de iniciar a vida sexual, toda mulher precisa fazer esse exame ginecológico, que consegue detectar diversas doenças sexualmente transmissíveis, como: HPV, candidíase, sífilis, clamídia, entre outras. O exame de Papanicolau também identifica praticamente tudo de errado que pode ter no colo do útero, até mesmo um câncer.

Outros exames importantes para a saúde da mulher

As mulheres são conhecidas por promover o cuidado com a família mas, é importante reforçar os cuidados com a saúde que toda mulher precisa ter. Todos temos ciência dos cuidados necessários para o corpo humano, mas o organismo feminino requer ainda mais zelo e atenção. Veja outros exames que toda mulher não pode esquecer de fazer – além da mamografia e do Papanicolau:

Ultrassom transvaginal – O exame pode diagnosticar problemas na região pélvica e seus órgãos internos, como: câncer, cistos, infecções e até gravidez ectópica. Para as grávidas, o exame serve para verificar a placenta, ouvir o batimento cardíaco do feto e até identificar sinais de um possível aborto espontâneo.

Ultrassom da tireoide – Segundo o Inca, o câncer de tireoide é três vezes mais presente em mulheres do que em homens. No início, esse tipo de câncer não apresenta muitos sintomas, por isso é importante fazer o exame para detectá-lo, pois se descoberto cedo, pode logo ser tratado, já que a tireóide é um órgão do nosso corpo que pode ser removido sem grandes problemas.

Densitometria óssea – Esse exame é muito importante para as mulheres da terceira idade, especialmente depois dos 65 anos, ele é capaz de identificar doenças que afetam os ossos, como a osteoporose, doença que pode atingir mulheres na pós-menopausa.

Mais sobre o câncer de mama

Estima-se, para o Brasil, biênio 2018-2019, a ocorrência de 600 mil casos de câncer, para cada ano, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), na população. Em mulheres, cerca de 300 mil. Para o Brasil, estimam-se 59.700 casos novos de câncer de mama, para cada ano do biênio 2018-2019, com um risco estimado de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres (Inca, 2017). Em 2019, o Brasil registrou mais de 59 mil novos casos de câncer de mama. É o quinto tipo de câncer que mais causa mortes no mundo inteiro.

O câncer de mama está entre os que mais afetam as mulheres brasileiras.  O sintoma mais comum é o aparecimento de nódulo, geralmente indolor, duro e irregular, mas há tumores que podem apresentar outras formas e consistências. Outras alterações que ainda podem ser encontras são: mudanças no formato do mamilo; vermelhidão, caroços no pescoço ou axilas, entre outros que serão apresentados durante a palestra.

Para a prevenção da doença é aconselhável o acompanhamento médico e a realização de exames de rotina. A prática de atividade física e de alimentação saudável, com manutenção do peso corporal adequado, estão associadas a menor risco de desenvolver câncer de mama: cerca de 30% dos casos podem ser evitados quando são adotados esses hábitos. A amamentação também é considerada um fator protetor.

Com Assessorias da Faculdade de Medicina da São Judas e VidaClass

 

Por Favor, Compartilhe!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais