No verão, corpo pede mais atenção à comida

Nutricionista traz 5 dicas para garantir a saúde na estação mais quente do ano, quando muita gente perde o apetite

alimentacao-saudavel
  1. A estação mais esperada do ano está prestes a bater em nossa porta e nos convidar para dias de muita descontração e lazer com a família e amigos. Porém, além dos cuidados com a Covid-19, não podemos esquecer que o nosso corpo precisa de atenção, principalmente, com a alimentação.
  2. Afinal, quem nunca foi à praia ou à uma casa de veraneio, consumiu alimentos diferentes do habitual e ficou mal no dia seguinte? Vez ou outra quando está muito quente, temos aquela sensação de que se sentarmos à mesa para comer um prato de feijoada ou algo um pouco mais elaborado, pode ser que não caia bem. Mas, não é somente impressão.
  3. “Isso ocorre porque o apetite pode ficar reduzido ao calor intenso”, afirma Danielle Toledo, nutricionista do Grupo Conexa. Para evitar isso e curtir ainda mais esse momento, ela traz algumas dicas valiosas. Confira:

    1. Opte por alimentos frescos e leves

  4. Por isso, para garantir a nutrição adequada é preciso escolher alimentos frescos, leves e que ajudem o corpo a repor a água perdida pelo suor. De acordo com a profissional, frutas com alto teor de água, como melancia, abacaxi e laranja, bem como água, água de coco e chá de hibisco – que ajuda a desinchar – são ideais.
  5. Além disso, saladas incluindo vegetais crus, como alface, agrião, escarola, rabanete, cenoura, pepino e tomate, acompanhadas de uma fonte de proteína, que pode variar do frango ao tofu, podem cair muito bem.Mas, aqui vai um alerta importante: todo e qualquer alimento que for ser consumido, precisa estar em boa conservação. Tome cuidado com alimentos sem procedência garantida.

    2. E o churrasco tradicional, pode?

    A preferência pelos alimentos leves é essencial, mas os amantes de churrasco não precisam se desesperar. A Dra. Danielle explica que a carne vermelha – a queridinha para esse tipo de ocasião – não tem restrição, mas o recomendado é optar por uma peça menos gordurosa.

  6. “Trata-se de contrabalancear o consumo. Você pode ingerir um pedaço de carne vermelha e depois alternar entre espetinhos de frango, peixe e até legumes. Na brasa, tudo fica uma delícia”.  Porém, se em algum dia você exagerar e esquecer essa dica, basta retomar o equilíbrio e a consciência em suas escolhas, voltando à uma alimentação saudável.
  7. 3. Vale levar marmita? Não é ser muito “fit”?

    Danielle afirma que essa atitude é para quem não dispensa uma alimentação saudável, principalmente se está acompanhado de crianças.

  8. “Na térmica ou marmita, você pode ter sucos de frutas naturais, água com gás e limão, chás gelados, petiscos saudáveis, lanches naturais, salgadinhos orgânicos, frutas secas ou desidratadas e cookies integrais”.  A nutricionista também pontua que legumes ralados – cenoura ou pepino -, ovos de codorna, palitinhos de tomate cereja, queijo e manjericão também são bem-vindos.
  9. 4. Não vou viajar: o que comer quando estou na correria?

    Escolhas rápidas e nutritivas também podem ser feitas. A Dra. reforça que podemos levar na mochila frutas, sanduíches leves, oleaginosas (castanhas, amêndoas e nozes), frutas secas e, sempre que possível, parar em algum estabelecimento para desfrutar uma água de coco ou suco natural, sem cair na tentação de complementar o combo com um salgadinho, seja ele frito ou assado.

    5. Toda bebida é permitida para hidratar?

    De acordo com Danielle, todas as bebidas são permitidas, só que precisamos ficar de olho nas propriedades oferecidas e calorias. Acompanhe a lista abaixo:

    BebidaBenefíciosTome nota
    Água de cocoSeu consumo é liberado, principalmente por ser rica em sais minerais, como potássio, sódio e magnésio.Ela ajuda a prevenir inchaços no corpo e em um copo de 250 ml, o consumo calórico é de 60 calorias.
    Caldo de canaTambém é uma boa opção por ter em sua composição potássio, carboidrato, cálcio e ferro.O seu consumo deve ser com moderação uma vez que um copo de 200 ml é equivalente a 210 calorias.
    Chás geladosFazem bastante sucesso no verão e são pouco calóricos – 200 ml de chá de saquinho tem apenas 4 calorias e os prontos 100 calorias.Alguns chás têm cafeína e ela pode afetar o sono, trazer irritações no estômago, etc.

     

    CervejaPode dar a impressão que mata a sede, mas, ao contrário, ela estimula a desidratação e é bastante calórica: uma lata de 350 ml possui cerca de 147 calorias.Como, dificilmente bebemos somente uma lata, se você não quer abrir mão da gelada, o recomendado é intercalá-la com um copo de água mineral. Assim, a hidratação fica garantida.
    IsotônicoIndicado somente para as pessoas que praticam atividades físicas intensas, pois repõe vitaminas perdidas durante o intenso movimento do corpo.Não é recomendado para o consumo diário de não-atletas porque em excesso pode colaborar para o aumento de peso. Uma garrafa de 473 ml possui cerca de 109 calorias.
    Suco naturalPossui muitas vitaminas e minerais essenciais ao organismo, como vitamina C, potássio, cálcio e magnésio.As calorias variam de acordo com a fruta utilizadas e a melhor versão é aquela que dispensa a adição do açúcar.
    Suco industrializadoPrático, rico em vitaminas e minerais, mas bastante calórico.Um copo de 200 ml pode conter de 80 a 140 calorias.
    Refrigerante lightPossui baixa caloria – uma lata de 350 ml tem entre 1 e 4 calorias -, mas não é uma opção saudável.A bebida conta com adoçantes e gás, que colaboram com o aumento do abdômen e dificultam a digestão.
    CaipirinhaA mistura de álcool, açúcar/ adoçante e fruta pode parecer refrescante, mas não possui os benefícios das demais opções.Se ingerida em excesso, contribui para o aumento de peso.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais