Vacinação contra a gripe prorrogada até 30 de junho

Meta na cidade do Rio é chegar a 1,8 milhão de pessoas, mas ainda faltam 350 mil. Para ampliar imunização, campanha será levada a pontos extra na cidade

Redação

Com quase 1,5 milhão de doses aplicadas – cerca de 72% da meta – até dia 28, o município do Rio de Janeiro decidiu prorrogar a campanha de vacinação contra a gripe até 30 de junho. Antes programada para terminar em 5 de junho, a campanha foi estendida porque ainda é preciso vacinar, no município, cerca de 350 mil pessoas entre os públicos-alvo prioritários. O objetivo é chegar a 1,8 milhão de pessoas, o que equivale a 90% de cobertura, meta estabelecida pelo Ministério da Saúde.

Até 28 de maio, a cobertura vacinal (percentual de pessoas imunizadas) das crianças estava em 22%, a das gestantes em 28% e a das puérperas (em fase pós parto, até 45 dias do nascimento do bebê) em 35%. A cobertura dos adultos com idade de 55 a 59 estava em 31%. Para efeito de comparação, a cobertura vacinal de idosos e profissionais de saúde – prioridade da primeira etapa de vacinação – chegou, respectivamente, a 101,7% e 117,2%.

Para atingir a meta, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está com pontos extras e novas estratégias de vacinação para alcançar, principalmente, os grupos que aderiram pouco à campanha: grávidas, mulheres em pós parto, crianças de 6 meses a 6 anos incompletos e adultos de 55 a 59 anos de idade. Ao mesmo tempo, as 233 clínicas da família e centros municipais de saúde continuam oferecendo a vacina, de segunda a sexta, das 8h às 17h. As unidades que abrem aos sábados funcionam até 12h.

A SMS fará uma ação voltada exclusivamente para gestantes e puérperas (mulheres em pós parto com até 45 dias do nascimento do bebê) atendidas em 11 maternidades e uma casa de parto da rede municipal. Todas que estiverem em pré-natal ou internadas poderão se imunizar onde já se tratam.

Crianças de 6 meses a 6 anos incompletos; gestantes; mulheres em pós parto (até 45 dias do nascimento do bebê); pessoas com deficiência; professores de escolas públicas e privadas; e adultos de 55 a 59 anos de idade; caminhoneiros; e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis, como doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesidade e pessoas com trissomia ou transplantadas.

Gestantes e crianças

Mesmo em tempos de pandemia é possível ir às unidades de saúde em segurança. A SMS implantou medidas para reforçar a proteção da população que vai às clínicas da família e centros municipais de saúde. Todos os técnicos que aplicam as vacinas usam máscaras e higienizam as mãos com frequência. As pessoas são atendidas mantendo o distanciamento mínimo entre elas e o ambiente é devidamente higienizado.

A recomendação é que gestantes e puérperas, assim como responsáveis e crianças, usem máscaras ao ir ao posto de vacinação. Com o detalhe de que só crianças acima de dois anos podem usar o acessório. Higienizar as mãos com álcool em gel regularmente também é aconselhável.

Crianças estão sendo vacinadas apenas nas clínicas da família e centros municiais de saúde. Já as grávidas e puérperas, além dessas unidades, podem tomar a vacina em farmácias parceiras da SMS e nos terminais rodoviários.

Pontos extras da Central do Brasil ao aeroporto

Na semana de 1 a 5 de junho, a vacina contra a gripe será oferecida em três terminais rodoviários de grande circulação, em dias específicos. Nos dias 1 e 2 de junho (segunda e terça), a vacinação acontece no Terminal Alvorada; nos dias 2 e 3 (terça e quarta), na Central do Brasil (Terminal Procópio Ferreira); nos dias 3 e 4 (quarta e quinta), no Terminal de Campo Grande.

O atendimento será das 9h às 16h e as doses serão aplicadas por técnicos do Exército. A iniciativa é uma parceria da SMS com o Comando Conjunto Leste das Forças Armadas e com o SEST SENAT (Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte). A prioridade é vacinar gestantes, adultos de 55 a 59 anos e motoristas e cobradores de ônibus.

A parceria com quatro redes de farmácias – A Nossa Drogaria, Drogarias Pacheco, Venâncio e Farmácia do Leme – continua, com 16 endereços para vacinação. A lista completa está no link https://bit.ly/ListaFarmaciasInfluenza .

Na quarta-feira, 3 de maio, o Terminal de Cargas Aéreas (TECA) do Aeroporto Internacional do Galeão também oferece doses para caminhoneiros, adultos de 55 a 59 anos de idade e indivíduos portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

Locais de vacinação

UNIDADES DE SAÚDE – 233 clínicas da família e centros municipais de saúde
(Até 30/06)
HORÁRIO: das 8h às 17h, de segunda a sexta; nas unidades que funcionam aos sábados, até 12h.

TERMINAIS RODOVIÁRIOS
HORÁRIO: das 9h às 16h
LOCAIS E DATAS
ALVORADA – 01 e 02/06 (segunda e terça)
CENTRAL DO BRASIL – 02 e 03/06 (terça e quarta)
CAMPO GRANDE – 03 e 04/06 (quarta e quinta)

FARMÁCIAS – A Nossa Drogaria, Drogarias Pacheco, Venâncio e Farmácia do Leme
(Até sexta-feira, 05/06)
HORÁRIO: das 10h às 16h
Link com endereços das farmácias participantes: https://bit.ly/ListaFarmaciasInfluenza

TERMINAL DE CARGAS AÉREAS (TECA) DO AEROPORTO INTERNACIONAL DO GALEÃO
(Apenas quarta-feira, 03/06)
HORÁRIO: das 9h às 16h

In the news
Leia Mais