Rio abre 536 vagas para médicos em hospitais públicos

Em todo o Brasil, Ministério da Saúde aguarda até dia 10 apresentação de médicos que se inscreveram para ocupar as vagas deixadas pelos cubanos

Redação
Enquanto o governo federal aguarda médicos brasileiros se apresentarem nas cidades para as quais concorreram às vagas deixadas pelos cubanos, no Rio de Janeiro, hospitais da rede pública vão contratar 536 médicos de diversas especialidades por tempo determinado. As inscrições foram abertas nesta segunda-feira (7) pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e vão até o dia 25 de janeiro.
O processo seletivo para a contratação de 536 médicos é válido para atuação em 21 unidades de saúde (veja abaixo). A carga horária é de 24 horas semanais e a remuneração total vai de R$ 6.681,48 a R$ 7.707,44, conforme a especialidade. As inscrições podem ser feitas na sede da SMS, na Rua Afonso Cavalcanti, 455, sala 601, na Cidade Nova, das 9h às 17h.
Também começou nesta segunda-feira (7) o prazo para que os médicos com CRM no Brasil, inscritos na segunda chamada do edital do Programa Mais Médicos, se apresentem nos municípios onde irão atuar. A etapa contou com 2.549 vagas em 1.197 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). Ao todo, 1.707 profissionais com registro brasileiro escolheram localidades. Os candidatos têm até quinta-feira (10) para comparecer aos novos postos.

Aviso aos brasileiros que desistirem de vagas dos cubanos

Aqueles que decidirem por não trabalhar no Programa devem informar a gestão municipal, que comunicará a desistência ao Ministério da Saúde. Ao término do prazo de apresentação, a pasta realizará um novo balanço das vagas. As vagas que não forem ocupadas serão recoladas no sistema, para que outros profissionais tenham chance de escolhê-las. Inicialmente, estão disponibilizadas 842 vagas em 287 municípios e 26 DSEI.

A próxima chamada do Programa Mais Médicos acontece nos dias 23 e 24 de janeiro, para profissionais brasileiros formados no exterior. Nos dias 30 e 31 de janeiro, os médicos estrangeiros terão acesso ao sistema para optarem pelas localidades com vagas em aberto.

O Ministério da Saúde recebeu 10.205 inscrições de profissionais brasileiros e estrangeiros formados no exterior (sem registro no Brasil) dispostos a participarem do Programa. O prazo para o envio da documentação dos profissionais encerrou em dezembro de 2018 e estão em análise pela pasta.

Criado em 2013, o Programa Mais Médicos ampliou à assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. O programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 DSEIs, levando assistência para cerca de 63 milhões de brasileiros

Veja onde vão atuar os novos médicos cariocas

Os contratos têm a validade de um ano, podendo ser prorrogado por mais um. As vagas são para anestesiologia (46), cardiologia (7), cirurgia geral (27), cirurgia pediátrica (7), cirurgia plástica (7), cirurgia torácica (3), cirurgia vascular (16), clínica médica (95), CTQ (4), geriatria (9), homeopatia (2), infectologia (6), intensivista adulto e pediátrico (31), nefrologia (4), neonatalogia (52), neurocirurgia (25), neurologia pediátrica (6), obstetrícia (66), oftalmologia (4), ortopedia (55), otorrinolaringologia (3), pediatria (43), psiquiatria (4), radiologia (13), urologia (1).
Os profissionais contratados serão distribuídos pelas seguintes unidades: maternidades Alexander Fleming, Carmela Dutra, Fernando Magalhães, Herculano Pinheiro e Leila Dinis; hospitais Álvaro Ramos, Barata Ribeiro, Francisco da Silva, Jesus, Nossa Senhora do Loreto, Rocha Maia, Paulino Werneck, Raphael de Paula Souza, Piedade, Lourenço Jorge, Miguel Couto, Salgado Filho, Souza Aguiar; institutos Pillippe Pinel e Miguel Pedro; além do Centro de Atenção Psicossocial Rubens Corrêa.
O edital completo do processo seletivo pode ser consultado no Diário Oficial, pelo link https://goo.gl/Z5Xrd3 .

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.