Rir para não chorar ainda é o melhor remédio contra o tédio

Sorrir ajuda a aumentar a imunidade, combate a depressão e causa sensação de bem-estar, afirmam especialistas

Redação

Para muitos, fazer do riso um hábito é de fato um desafio. Não só pelo temperamento particular a cada pessoa, mas por conta dos desafios impostos dia após dia. Na sexta-feira, Dia Nacional do Riso (6 de novembro), lembramos que dar boas risadas faz bem para a saúde e é quase uma terapia. Ao sorrir, o nosso organismo libera endorfina e trabalha mais de 70 músculos da face.

Quando o bom humor e o riso são compartilhados eles unem as pessoas, aumentam a intimidade e, claro, contribuem com o estado de felicidade. Além disso, rir fortalece o sistema imunológico, aumenta a energia, diminui a dor, protege contra os efeitos do estresse e muito mais. E a recomendação é para sorrir sem moderação.

O sorriso ajuda a manter o equilíbrio emocional, nos mantém mais relaxados, aumenta a autoestima e o alto astral. Sorrir rejuvenesce e aumenta a longevidade, pois movimenta a musculatura do rosto, ajudando a manter a elasticidade da pele. E vamos combinar: soltar aquela risada ao ver algo engraçado é muito bom, faz bem até para a alma!

A risada exercita o cérebro

Sorrir diminui a intensidade de emoções negativas como a tristeza e relaxa o corpo inteiro. Alivia a tensão e o estresse e mantém os músculos relaxados por até 45 minutos.

A gerente do Serviço de Psicologia do HCor, Silvia Cury Ismael assegura: “rir é importante para a saúde mental, pois libera serotonina e endorfina, substâncias que trazem a sensação de bem-estar, prazer e alegria, diminuindo o risco de doenças psicossomáticas, como a depressão, ansiedade e estresse”, comenta.

Rir faz bem para o coração

Dar boas gargalhadas ajuda ainda no bom funcionamento do sistema cardíaco. “Quando você sorri, seu fluxo sanguíneo aumenta, auxiliando no controle da pressão arterial e protegendo contra ataques cardíacos e outros problemas cardiovasculares”, explica o Dr. Abrão Cury, cardiologista do HCor.

Rir é o melhor remédio

Para que o simples fato de rir seja possível, o corpo humano pode chegar a movimentar até 80 músculos. O riso mexe com o cérebro, garganta, coração, tórax, pernas, pés, além do rosto, claro! Segundo estudos na área, essa forma de expressar a felicidade traz efeitos terapêuticos, como retardar o aparecimento das rugas durante o processo de envelhecimento.

Entre os tantos benefícios para a saúde que o riso pode trazer, estão: reduzir o stress, promover a queima de calorias, melhorar a qualidade de sono, fortalecer o abdômen, melhorar a circulação sanguínea, a respiração e a digestão, fortalecer o sistema imunológico, estimular a criatividade e induzir a criação de laços com outras pessoas.

Crie oportunidades para rir. Assista filmes de comédia, shows de stand-up, procure pessoas e ambientes engraçados. Uma dose diária de sorriso é contagiante, pode mudar a sua vida e melhorar sua saúde. Compartilhe felicidade!

Sorria para turbinar a imunidade e ter vida social mais ativa

Segundo o filósofo, poeta e psicanalista Fabiano de Abreu, sorrir pode fortalecer o sistema imunológico e prevenir infartos: a risada também definirá o aumento de anticorpos que ajudam no combate às doenças, alivia a tensão física, promove o relaxamento e é um bom remédio para quem tem dores crônicas. Além disso, sorrir aumenta o fluxo sanguíneo e protege de ataques cardíacos e doenças cardiovasculares.”

No comportamento social, o sorriso pode ser um cartão de visitas para os outros e um convite a aproximação: “o sorriso mostra sua simpatia, reduz e disfarça o medo. Desconstrói a ansiedade, ameniza a negatividade e passa confiança. Sorrir pode ser um bom mediador de conflitos e uma porta de entrada para que você seja uma pessoa interessante”.

Cada sorriso tem propriedades únicas

Muitos afirmam que o sorriso é um santo remédio para o corpo e para a alma, mas agora uma nova teoria vai além e aponta que cada tipo de sorriso carrega consigo propriedades únicas.  enxerga o sorriso de uma forma holística e traz teorias embasadas em seus estudos do comportamento humano sobre o impacto do sorriso na saúde e no bem estar humano: 

O tipo de risada define a quantidade das substâncias químicas libertadas e essas são associadas ao bem-estar. O sorriso é complexo; sorriso é movimento do rosto, dos ossos e nervos e a parte química associada. Sua intenção e intensidade ao sorrir definem a quantidade de bem-estar que estará injetando na sua vida no presente e te rejuvenescerá para o futuro”, declara.

Diz-me como sorri e eu te direi quem és

O filosofo categoriza os principais tipos de sorrisos e aponta o que cada um diz sobre nossa personalidade. Confira:

Gargalhada: este é para pessoas extrovertidas e faz bem junto aos amigos de que gostamos e em que confiamos.

Sorriso largo: é um sorriso generoso, daquelas pessoas que estão sempre abertas, receptivas.

Sorriso verdadeiro: é aquele que chega lento, leve e torna-se solto como o vento leve que não perturba. Ele mexe com as pálpebras e passa cognitivamente sinceridade e confiança.

Riso intermitente: é um sorriso que mostra otimismo e um ótimo sorriso para começar o dia.

Riso que contagia: é aquele que promove o sorriso alheio e que nos faz sorrir sem saber o motivo.

Riso sem os dentes: este é um tanto quanto de pessoas controladoras.

Riso de canto de boca: é aquele sorriso escondido, mas pode ser meio maquiavélico também. Como uma comemoração de algo que a pessoa não quer demonstrar que ficou feliz.

Riso falso: este provoca mudança de expressão facial. A tonalidade do som da risada é distorcida, os olhos não se mexem, pois estão atentos à percepção ambiente para saber se vão perceber que é falso.

Riso rápido: este é de pessoas egoístas, pessimistas ou introvertidas.

Advogado por formação, o carioca Márcio Musa acredita que é possível tornar cada momento mais leve, e divertido. Seu novo livro é a prova disso, a começar pelo nome – “MM Thoughts”, ao pé da letra traduzido como os “Pensamentos do MM”. Sim, o MM é referência ao nome do autor, também conhecido como Musinha ou Marcin.

Novas tecnologias para obter o sorriso perfeito

Dentista Daniela Yano fala de novas tecnologias para o sorriso perfeito (Foto: Divulgação)

A cirurgiã dentista Daniela Yano explica sobre as novas tecnologias mais procuradas para obter um riso com dentes perfeitos. Cuidar da aparência dos dentes, além de higiene, é uma questão de saúde e necessita de uma atenção especial. Indiscutivelmente, o sorriso é o melhor cartão de visitas e exemplo perfeito, para ajudar a elevar a auto estima. Com isso, as pessoas têm procurado e investido cada vez mais nos tratamentos estéticos, que por sua vez tem evoluído muito e deixado mais acessível a conquista do sorriso dos sonhos.

Nos últimos tempos, os tratamentos mais procurados pelos pacientes são as lentes de contato e as facetas. As facetas são aplicadas em dentes escurecidos, com múltiplas restaurações ou com a cor muito alterada. -As lentes de contato recebem esse nome por serem extremamente finas. São indicadas para os casos de refinamento estético de um sorriso, mas para dentes que apresentem uma boa coloração, como fechamento de espaços, por exemplo.

Segundo a Dra. Daniela Yano, da Clínica Odontológica Estúdio Oral, “é bastante importante um bom conhecimento da técnica, para se alcançar resultados com estética, função e estabilidade”. “Estamos sempre nos atualizando e buscando o que tem de melhor para os nossos pacientes. O avanço da tecnologia nos ajuda desde a definição de um diagnóstico mais preciso e com mais clareza, quanto na velocidade de um tratamento. Um tratamento personalizado gera mais confiança e segurança e isso e muito importante para nossa equipe”.

A Dra também explica que “O Check-up Preventivo Digital é uma das maiores novidades da odontologia e possibilita um diagnóstico precoce de problemas bucais e, consequentemente, um tratamento menos estressante ao paciente. Quando um paciente nos procura para fazer um tratamento estético, desenvolvemos um protocolo de atendimento totalmente personalizado.

Inicialmente, é realizada uma entrevista com a finalidade de descobrir quais são as modificações desejadas e quais são as expectativas com relação ao tratamento. Depois de colhidas as informações, na consulta inicial realizamos um planejamento digital (DSD) da transformação do sorriso do paciente. Para isso, é necessário um ensaio fotográfico específico, assim poderemos ver o que socialmente o sorriso atual mostra e quais são as reais modificações necessárias e indicadas.

Com base nisso, construímos uma maquete do novo sorriso e levamos em boca para que o paciente possa provar e se ver com o novo sorriso. Somente depois de aprovar todas a mudanças a serem feitas, iniciamos a transformação do sorriso.”

Com Assessorias