Samba, suor e cerveja: como evitar a desidratação

cerveja-carnaval

Samba, suor e cerveja são marcas registradas do Carnaval. Mas não é nada fácil manter a disposição durante e depois da maratona de blocos, desfiles, bailes e trios elétricos. Além de festa, alegria e diversão, este é um período marcado por excessos como muita bebida, muito calor e comida de rua como opção para recarregar as energias.

Por isso, beber com moderação é uma recomendação sempre válida. Dançar por horas seguidas, sob altas temperaturas e tomando uma bebida que desidrata, podem fazer a festa terminar mais cedo.

O hábito de ingerir bebidas alcoólicas acarreta outro problema: a desidratação. Fazemos muito mais xixi, não é mesmo? E associado ao calor nem se fala. É que o álcool inibe os mecanismos antidiuréticos do organismo, daí a importância de se intercalar a bebida com o consumo de água. Para amenizar os estragos da ressaca do dia seguinte a dica é beber água entre uma bebida e outra.

Para curtir o Carnaval sem preocupação e amenizar esses excessos, evitando o desgaste comum durante a folia, especialistas enfatizam a importância da alimentação e hidratação.

Hidratação

A água é a bebida ideal para quando bater a sede. Para quem for ingerir bebida alcoólica, vale a pena intercalar com água para ficar bem hidratado. “A cada cerveja ou drink, deve-se beber, em média, de uma a duas garrafas de 500 ml água. Isso porque o álcool estimula a perda de líquido pela urina, o que pode provocar, além da desidratação, dor muscular e baixa imunidade”, afirma a cardiologista infantil Silvana Vertematti,  e médica do exercício e do esporte do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos.

Mas independentemente de bebida alcóolica, é muito importante se hidratar bem. O calor exige uma dose extra de água, e curtir os blocos pode aumentar ainda mais a necessidade, afinal gastamos energia, suamos mais, logo não esqueça da água! Opções que podem ajudar água de coco, chás gelados e sucos naturais, ambos vão ajudar na hidratação e fornecer nutrientes extras como carboidratos, vitaminas e minerais.

 

Alimentação

Segundo Renata Marques, endocrinologista da Care Plus, fazer uma boa alimentação antes de se jogar na folia também é fundamental para ter energia. Incluir verduras e legumes nas refeições é importante, pois eles ajudam na reposição de água e outros nutrientes, assim como frutas, que contribuem para a digestão.  Alimentos gordurosos e calóricos não devem estar presentes. É preciso optar por produtos leves e frescos, principalmente ricos em vitamina C, para garantir que a imunidade não baixe durante e após a diversão.

“Dê preferência a alimentos leves como verduras, legumes, carnes magras e carboidratos. Entre as boas opções estão: frango, peixe, carnes vermelhas sem gordura, melão, uva, brócolis, melancia, alface, cenoura, pães integrais, castanhas com frutas secas e queijo branco ou cottage”, reforça Silvana Vertematti. Segundo ela, os produtos ácidos também devem ser pouco consumidos neste período que, aliados ao consumo de álcool, comum entre os foliões, podem desencadear irritações no estômago.

 

 

Intoxicação alimentar

Para garantir a energia para aproveitar o máximo do carnaval, é preciso se alimentar bem. Muita gente acaba no hospital por infecção intestinal devido a comidinhas da rua. Por isso, evite comer alimentos com procedência duvidosa. A dica é levar um petisco para o bloco como um mix de oleaginosas e frutas secas. Escolha as frutas secas de sua preferência: uva passa, banana passa, damasco pique e misture todas. Depois escolha as oleaginosas que você mais gosta: nozes, amêndoa, castanha de caju, castanha do Pará. O ideal é picar (não muito pequeno) e misturar tudo junto às frutas secas. Depois disso é só colocar em saquinhos tipo sacolé e pronto, um lanche super nutritivo para curtir a folia.

Preparo físico, sono e exposição ao sol

Como a exposição ao sol será longa, não deixe de usar protetor solar e reaplicá-lo ao longo do dia, já que o suor tira a proteção da pele. Além de evitar marcas no corpo, o protetor previne problemas mais sérios como insolação e câncer de pele.  Além da alimentação e hidratação, é preciso ficar atento ao preparo físico. A fim de evitar o cansaço e dores musculares, a médica aconselha, aos sedentários, iniciar previamente exercícios de baixa intensidade, como caminhada, alongamentos, e uma rotina de sono que garanta o descanso. Para quem já pratica atividade física, o indicado é manter a rotina.

 

Fonte: Liv+, Care Plus e Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos
In the news
Leia Mais