Se fosse um país, Estado do Rio já seria o terceiro em mortes por Covid-19

Mortes por Covid crescem em proporção geométrica no Brasil (Foto: Warley Andrade)

Dados divulgados pelo Centro de Ciência e Engenharia de Sistemas da Universidade Johns Hopkins (JHU CSSE) apontam que, se o Estado do Rio de Janeiro fosse um país, estaria em terceiro lugar no ranking de mortes por Covid-19 a cada 100 mil habitantes. Isto é, o Rio de Janeiro supera o Brasil, que se encontra em 14° posição. Estima-se que no Rio morrem 70 pessoas a mais a cada 100 mil habitantes que no Brasil como um todo.

Top 20 países com maior taxa de mortes por Covid-19 a cada 100 mil habitantes. Fonte: JHU CSSE COVID-19 Data. Elaboração: Instituto RIO21

Quanto à taxa de mortalidade, o Rio ultrapassa o Brasil. O estado brasileiro posiciona-se em 6° lugar, com uma taxa de mortalidade de 5,88%. Ou seja, a cada 100 casos de Covid-19, por volta de 5 indivíduos morrem. Em contraste, o Brasil encontra-se em 39°, possuindo uma taxa de 2,79%.

Ranking de países por taxa de mortalidade. Fonte: JHU CSSE COVID-19 Data. Elaboração: Instituto RIO21


RJ tem 84% dos leitos de UTI ocupados

A 31ª edição do Mapa de Risco da Covid-19, divulgada nesta sexta-feira (21) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), mostra que as taxas de ocupação de leitos no estado são de 84% para leitos de UTI e 64% para leitos de enfermaria. O Estado do Rio apresentou uma redução de 31% no número de óbitos, e as internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) caíram 24% na comparação entre as semanas epidemiológicas analisadas.

O Estado do Rio de Janeiro está com bandeira laranja (risco moderado de contrair a doença). As regiões Metropolitana I, Baía da Ilha Grande e Noroeste permanecem na bandeira vermelha. Apesar disso, há melhora do cenário epidemiológico da semana epidemiológica 18 (de 2 a 8 de maio) com a 16 (de 18 a 24 de abril) de 2021 com três regiões com bandeira amarela (risco baixo).

A Região Norte permanece nesta classificação; Região Centro-Sul, que estava antes em bandeira laranja; e Litorânea, que estava em bandeira vermelha (risco alto) na última divulgação. Médio Paraíba, Serrana e Metropolitana II estão em bandeira laranja. Cada bandeira representa um nível de risco e um conjunto de recomendações de isolamento social, que variam entre as cores roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo).
 
Os resultados apurados para os indicadores apresentados devem auxiliar a tomada de decisão, além de informar a necessidade de adoção de medidas restritivas, conforme o nível de risco de cada região.

Com Assessorias

Por Favor, Compartilhe!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais