‘Se não der para reutilizar, recuse’: campanha é lançada no Rio

Este é um dos destaques do roteiro de Boas Ações desta semana, que traz ainda campanha de doação de livros para bibliotecas públicas

Rosayne Macedo
Frente fria provoca ressaca no mar e revela lixo trazido pelas ondas no Rio (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Uma campanha lançada em bancas de jornais do Rio de Janeiro pelo Instituto Conhecer para Conservar, do Grupo Cataratas, chama a atenção para um problema mundial: o lixo que geramos, principalmente plástico, que acaba contribuindo para a morte de uma infinidade de espécies nos oceanos.

A ação é o destaque da seção Boas Ações desta semana, que traz ainda doações de livros para bibliotecas públicas durante o LER — Salão Carioca do Livro, de 17 a 20 de maio na Biblioteca Parque, fechada há dois anos por conta da crise no Estado do Rio. Além disso, mostramos o roteiro deste mês do projeto Livros nas Praças, promovido pelas Lojas Americanas.

Outra importante notícia em nosso roteiro semanal de Boas Ações é a abertura das inscrições para a quarta edição do Prêmio Prudential Espírito Comunitário, voltada para jovens estudantes de 14 a 19 anos – eu fui jurada ano passado desta bonita e nobre iniciativa e posso afiançar que vale muito a pena participar.

A moda sustentável, cada vez mais presente nas passarelas, e um projeto social assinado pela Petrobras e Unesco para capacitar gestores de ONGs e Oscips de 180 projetos socioambientais apoiados pela companhia, são outras iniciativas.

Confira cada uma dessas ações. E se comprometa também mais mais atitude sustentável no seu dia a dia. Assim podemos ter um planeta mais limpo, saudável e habitável para nós e nossos filhos e netos! E ajudar a construir uma sociedade mais justa e solidária para todos!

Campanha para reutilizar o plástico

Segundo a ONU Meio Ambiente, a sociedade consome 1 milhão de garrafas plásticas a cada minuto e pelo menos 8 milhões de toneladas de plásticos vão parar nos oceanos anualmente. A poluição mata 19 milhões de pessoas por ano. Para despertar o sentimento de conscientização sobre a diminuição de plástico no mundo, o Instituto Conhecer para Conservar, do Grupo Cataratas, lançou uma campanha para provocar no público uma reflexão sobre a responsabilidade individual na defesa do planeta.

Com o slogan “Se não der para REUTILIZAR, RECUSE”, a ação conta com frases de impacto em bancas de jornal da cidade do Rio de Janeiro .  Logo após a veiculação da campanha, o material plástico usado nas lonas será reciclado pela ONG ‘Tem quem queira’ para a fabricação de bolsas. Uma parte dos acessórios será doada para crianças da comunidade da Mangueira e a outra parte será vendida. A renda obtida será revertida para ações sócios-educativas do Instituto Conhecer para Conservar, como, por exemplo o projeto Refauna, que reintroduz espécies animais no Parque Nacional da Tijuca.

#ConhecerparaConservar – A ação ganhou o reforço nas redes sociais das atrações turísticas geridas pelo Grupo Cataratas, concessionária brasileira de serviços voltados ao turismo sustentável, como Cataratas do Iguaçu, Marco das Três Fronteiras, Fernando de Noronha, Consórcio Paineiras-Corcovado (transporte nas vans oficiais e operação do Centro de Visitantes Paineiras), Aquário Marinho do Rio de Janeiro e Zoológico do Rio.  O público também é estimulado a compartilhar a hastag #conhecerparaconservar, uma marca do Instituto de mesmo nome que financia projetos de educação e conservação ambiental.

A campanha faz parte de uma das ações de conscientização que o Instituto Conhecer para Conservar fará nas atrações turísticas geridas pelo Grupo Cataratas durante a Semana Mundial do Meio Ambiente, no início de junho. Para Fernando Souza, diretor Institucional e de Sustentabilidade do Grupo, a campanha tem o objetivo de impactar a sociedade que, em geral, não para e reflete sobre a problemática do lixo plástico, ressalta o diretor.

Doações de livros para bibliotecas públicas do Rio

Campanha Livros nas Praças

Com o objetivo de arrecadar livros que serão doados para o Sistema Estadual de Bibliotecas do Rio de Janeiro, acontece entre os dias 17 e 20 de maio o Vem aí o LER — Salão Carioca do Livro, que vai reabrir a Biblioteca Parque (fechada há dois anos), no Centro do Rio. Engajada no poder de transformação da leitura, a plataforma digital de livros Estante Virtual participará como voluntária de uma ação que acontecerá durante a semana e entregará  livros adquiridos junto à sua rede de 2.600 sebos e pequenas livrarias de todo o Brasil.

Em outra ação voltada para o incentivo à leitura,  o“ônibus-biblioteca” do projeto Livros nas Praças (foto ao lado), que empresta livros gratuitamente, estará em praças do município do Rio de Janeiro esta semana. O roteiro completo de visitas da biblioteca móvel inclui praças do Caju, Saúde, Estácio, Madureira, Mangueira, Triagem e São Cristóvão, no Rio, e dos municípios de Mesquita e Belford Roxo, na Baixada. Outro ponto contemplado pela agenda é o Instituto Benjamin Constant, centro de referência em deficiência visual, localizado na Urca, que receberá a visita do ônibus no dia 26.

No LER, a Estante Virtual vai facilitar o recebimento e organização dos exemplares doados pelo público para as instituições cadastradas. A campanha receberá livros novos, seminovos e usados em bom estado, sem grifos ou avarias. Para facilitar a doação dos exemplares, os títulos recebidos serão divididos por categorias: Ficção (para crianças, jovens e adultos) e Não-Ficção (para História, biografias e reportagem).

Serão contempladas três bibliotecas públicas: Projeto Biblioteca do Quilombo da Tapera (Petrópolis/RJ), Biblioteca Solidária de Manguinhos (Rio de Janeiro/RJ) e Biblioteca Pública Municipal Doutor Maurício de Lacerda (Vassouras/RJ). “Estamos muito felizes pelo convite, pela participação na LER 2018 e por podermos contribuir nesse importante momento de revitalização do sistema de bibliotecas do Estado do Rio de Janeiro”, revela a gerente de Marketing da Estante Virtual, Erica Cardoso.

Livros nas Praças oferece mais de 2 mil exemplares

Patrocinado por Lojas Americanas e Americanas.com, o projeto Livro nas Praças oferece cerca de 2.000 exemplares, formado por 70% por livros de autores brasileiros, como Ana Maria Machado, Thalita Rebouças, Paulo Coelho e Monteiro Lobato. O acervo tem ainda 60 livros com ilustrações em braile para crianças, 30 livros em fonte ampliada para pessoas com baixa visão, 20 audiobooks para deficientes visuais e 35 livros em braile para adultos.

A biblioteca sobre rodas possui, ainda, cadeira de transbordo, própria para cadeirantes e idosos com dificuldades de subir a escada de acesso, além de banheiro e água mineral para os leitores que utilizarem o ônibus como espaço de leitura. O projeto faz parte das iniciativas que integram o posicionamento de responsabilidade social das companhias.

Os visitantes podem ler no ônibus ou levar até dois livros, gratuitamente, para casa, dentre os dois mil livros infantis, juvenis e adultos do acervo. Para o empréstimo, é necessária apresentação de um documento de identidade e comprovante de residência para cadastro. Os livros devem ser devolvidos ao ônibus-biblioteca vermelho em qualquer praça, durante a permanência do projeto. A biblioteca está aberta ao público das 10h às 16h. Confira as datas e locais:

Vila Olímpica Mané Garrincha (Caju) – dias 15/05; 29/05; 12/06; Praça Almirante Júlio de Noronha (Leme) – dias 16/05; 30/06; 13/06; Praça Mauá (Saúde) – 17/05; 31/05; 14/06; Largo do Estácio (Estácio) – 18/05; 01/06; 15/06; Parque de Madureira (Madureira) – 19/05; 02/06; 16/06; Vila Olímpica (Belford Roxo) – 22/05; 05/06; Vila Olímpica da Mangueira (Mangueira) – 10/05; 24/05; 07/06; Nave do Conhecimento (Triagem) – 11/05; 25/05; 08/06; Quinta da Boa Vista (São Cristóvão) – dias 12/05; 26/05; 09/06 e Praça João Luiz Nascimento (Praça Telemar – Mesquita) – dias 09/05; 23/05; 06/06.

Abertas inscrições para o Prêmio Prudential Espírito Comunitário

No ano passado eu tive a honra de participar do corpo de jurados desta iniciativa linda e necessária nesses tempos de tanta falta de empatia. E por isso, recomendo. O Prêmio Prudential Espírito Comunitário está com inscrições abertas para a quarta edição consecutiva no Brasil. A ideia é reconhecer as iniciativas de adolescentes e jovens entre 14 e 19 anos que tenham realizado qualquer tipo de ação voluntária, entre janeiro de 2017 e agosto de 2018, com projetos de temas sociais, ambientais e culturais.

Podem participar estudantes matriculados no Ensino Médio em escolas públicas ou privadas do Rio de Janeiro, Belford Roxo, Duque de Caxias, Cachoeiras de Macacu, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, Rio Bonito, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá. O prazo vai até 31 de agosto. As inscrições devem ser feitas pelo site www.premioprudential.com.br e nos formulários distribuídos em instituições de ensino.

Prêmio Prudential Espírito Comunitário
Entrega do Prêmio Prudential Espírito Comunitário, no ano passado, do qual a editora de Vida & Ação foi jurada (Foto: Divulgação)

Viagem a Washington – O Prêmio Prudential Espírito Comunitário é a versão brasileira do “The Prudential Spirit of Community Awards”, criado pela Prudential Financial, Inc., em 1995, com objetivo de incentivar e reconhecer os jovens que realizam trabalho voluntário. O programa já foi desenvolvido em outros países em que a companhia possui operações, incluindo China, Japão, Taiwan, Coreia do Sul, Irlanda, Índia e Polônia. A edição brasileira é a única na América Latina.

Os dois primeiros colocados participarão da cerimônia internacional Prudential Spirit of Community Awards, que acontece em Washington D.C, nos Estados Unidos, no primeiro semestre de 2019 e reúne os vencedores dos prêmios realizados nos EUA e em mais sete países. Na ocasião, eles poderão compartilhar experiências com estudantes de culturas muito diferentes, assistir a palestras e participar de workshops.

Uma comissão técnica multidisciplinar especializada em temas relacionados ao terceiro setor será responsável pela análise dos projetos recebidos e selecionará os 30 finalistas com base no impacto positivo na sociedade. Em dezembro, serão anunciados os três vencedores que receberão medalhas de ouro, prata e bronze além de valores de R$ 10 mil, R$ 5 mil e R$ 3,5 mil, respectivamente, a serem doados a uma instituição indicada por eles.

Mais de 1000 mil projetos inspiradores foram inscritos nas três primeiras edições. Para o diretor de Marketing Office da Prudential do Brasil, Marcelo Eboli, o objetivo da iniciativa é ir além do reconhecimento e da premiação dos alunos. “Queremos estimular a prática do voluntariado entre as pessoas”, conclui. “São jovens que hoje fazem a diferença em seus círculos de convivência e se tornarão pessoas muito mais capacitadas, com habilidades e competências importantes para o exercício de uma liderança responsável e inclusiva”, reforça.

Piraquê vai formar jovens auxiliares de produção

Fábrica Piraquê - Foto Renan Bacellar
Jovens aprendizes podem ter a chance de trabalhar nas duas unidades da Piraquê no Rio (Foto Renan Bacellar)

A Piraquê, fabricante de biscoitos, massas e refrescos do Brasil, anunciou parceria com o Centro de Integração Empresa- Escola (CIEE) para lançar um curso especial para formação de Auxiliar de Produção.  Segundo o gerente de Recursos Humanos da empresa, Alessandro Franca, a contratação dependerá do desempenho de cada aprendiz, mas se estes 20 jovens tiverem desempenhos positivos poderão ser sim aproveitados pela Piraquê. A empresa tem duas fábricas no Estado do Rio de Janeiro: uma em Madureira, Zona Norte, e outra no Município de Queimados, na Baixada Fluminense.

Os jovens carentes aprenderão diversas disciplinas, entre elas Informática, Identidades, Ideologia e Ética, Trabalho e Cidadania, Segurança no Trabalho, Uso Racional da Água, Língua Portuguesa, Matemática, Direitos do Trabalhador, Formas Alternativas de Geração de Trabalho e Renda com Enfoque na Juventude, Tecnologia da Comunicação e Informação, Mídia, História da Industrialização, a Industrialização do Brasil, entre outras.

Os requisitos para os interessados que quiserem obter uma vaga são Ensino Médio completo ou cursando, idade entre 18 e 21 anos, vontade de aprender e crescer profissionalmente. Os candidatos poderão enviar seus currículos para o e-mail: jovemaprendizindustria@gmail.com até o dia 22 de junho. Os benefícios são uma bolsa estudantil no valor de R$ 569, vale-transporte, seguro de vida e alimentação no local.

 O curso de Auxiliar de Produção contará com uma parte teoria de 4h, uma vez por semana, e aulas práticas serão realizadas 4 dias na semana também com duração de 4h. A princípio, a Piraquê oferecerá 20 vagas – que serão distribuídas em dois turnos: das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h.

Moda sustentável cada vez mais top

A super Gisele Bündchen causou frisson mais uma vez, mas por motivos diferentes para além da sua beleza: ela usou um vestido totalmente sustentável, nas palavras dela no último dia 7, no MET Gala 2018. Em sua postagem, a top agradeceu a grife italiana Versace, responsável pela criação da peça.

“Obrigada, Versace, por trabalhar tão duro para fazer meu vestido totalmente sustentável. O tecido e forro de seda são 100% orgânicos e ecologicamente tingidos, as linhas são de algodão 100% orgânico e tudo é certificado pela organização GOTS (Global Organic Textile Standard)”, escreveu Gisele no Instagram.

Para quem também quer seguir com um consumo consciente para além das noites de gala e levá-la para o dia a dia, no Brasil já existe a melhor opção entre as marcas que incluem looks masculinos e femininos. A MUMO, a startup de modacool e responsável, anunciou que a cada ano vai escolher uma causa socioambiental e colocá-la no centro da empresa, repensando o mercado de moda, que hoje é o terceiro mais poluente do planeta, perdendo apenas para carne vermelha e petróleo.

As próximas coleções, masculina e feminina, devem ser lançadas a partir deste mês e estarão disponíveis via e-commerce da marca (www.mumomoda.com) e contarão com muitas novidades em termos de processos e tecidos sustentáveis, como algodão orgânico, tecidos de reúso (upcycling) e couro verdadeiramente ecológico. Atualmente, para cada peça de roupa vendida, a marca apoia projetos de recuperação ambiental, plantando e cuidando por 12 meses de uma árvore em áreas devastadas. Em 6 meses, já foram, plantadas mil mudas de árvores nativas.

Conexões éticas do terceiro setor com apoio da Petrobras e Unesco

Líderes e gestores de 180 organizações da sociedade civil (OSCs) apoiadas pelo Programa Petrobras Socioambiental vão receber capacitação em gestão e compliance, envolvendo questões sobre ética, integridade e transparência das atividades. A iniciativa foi anunciada pela Petrobras, em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco no Brasil).

O projeto social, chamado de “Conexões Éticas do Terceiro Setor”, contribuirá para um importante objetivo da companhia: o aprimoramento da governança e das práticas de conformidade, envolvendo também a cadeia de fornecedores e parceiros. A meta é ampliar esses conceitos também para instituições apoiadas pela Petrobras na execução de projetos socioambientais que poderão gerir também melhor os recursos que recebem da empresa.

Ainda de acordo com a Petrobras, além dos benefícios gerados para a sociedade, por intermédio do fortalecimento da gestão das OSCs, a iniciativa contribui para potencializar os resultados de seu Programa Socioambiental. Além do treinamento voltado aos gestores, o novo projeto prevê assistência técnica na elaboração de documentos ou instrumentos, tais como códigos de ética e de conduta, que serão construídos coletivamente pelas OSCs participantes do Programa. Também serão realizadas avaliações das capacitações ao final de cada etapa, durante os 36 meses de duração do projeto.

“Compliance é essencial para a sustentabilidade de uma organização e tem sido cada vez mais entendido como um diferencial competitivo pelas empresas. Além do aprimoramento dos seus próprios processos, a Petrobras influencia a mudança de empresas e organizações com quem se relaciona, tanto exigindo a implementação dessas práticas como também pela promoção, disseminação e capacitação sobre o tema como neste projeto”, afirma gerente executivo de Conformidade, Marcio Campanelli.

Da Redação, com Assessorias*

*Sugestões de pauta e notas para esta seção, publicada às sextas-feiras, devem ser enviadas com fotos em baixa resolução até a quarta-feira da semana anterior à atividade para o email boasacoes@vidaeacao.com.br.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.