Subir escada é nova moda para emagrecer em tempos de crise

Exercício fácil, que podemos fazer diariamente em casa, traz ótimos benefícios ao corpo, além de queimar gorduras nas pernas e na zona abdominal

Rosayne Macedo

“Troque o elevador pelas escadas”. Esta é uma das primeiras recomendações que você recebe quando o assunto é vencer o sedentarismo. Nesses tempos de crise, em que muita gente teve, inclusive, que cortar a academia, a atividade que vem mais crescendo é a de subir escadas, um exercício fácil que podemos fazer diariamente em casa e que traz ótimos benefícios ao corpo.

O que para muitos pode ser uma questão de sofrimento, para outros é uma atitude saudável e que inclusive virou tendência mundial. Escadões das grandes cidades do mundo viraram ponto de encontro de atletas urbanos que estão treinando uma nova modalidade esportiva. A subida de escadas tem a apresentadora Sabrina Sato como musa inspiradora no Brasil.

Neste Dia Mundial da Atividade Física (6 de abril), destacamos as dicas de um especialista no assunto. “A subida de escadas é um tipo de exercício que trabalha, principalmente, os músculos das pernas e glúteos, sendo uma atividade que exige grande esforço e 30 minutos equivalem a uma hora de musculação, afirmam profissionais”, afirma o preparador físico Hermes Silvestre.

Os treinos podem ser feitos em locais diferentes, variando intensidade e extensão. No processo de queima de calorias, a gordura armazenada dentro das células do tecido adiposo começa a desaparecer, por isso que subir escadas é excelente para combater a celulite, o pesadelo que ataca a grande maioria das mulheres.

Se o seu objetivo é queimar gorduras nas pernas e na zona abdominal, não hesite em subir escadas da próxima vez que chegar ao seu local de trabalho. Se parece difícil cumprir essa rotina de segunda à sexta parece difícil, aproveite para se exercitar aos finais de semana. Tente subir o mais rápido possível, lembre-se de manter a postura ereta e use roupa adequada para exercícios”, explica o preparador.

Além de auxiliar na redução de peso, subir escadas traz efeitos positivos na saúde a curto, médio e longo prazo. Ajuda a reduzir notavelmente os níveis de colesterol ruim no sangue e a probabilidade de adquirir enfermidades cronicas como problemas cardiovasculares, diabetes e até mesmo alguns tipos de câncer, proporcionando energia e vitalidade.

Influenciadora sobe 11 andares por dia

Nathalia Haddad adota subida de escadas

Para a influenciadora digital Nathalia Adadd, de 38 anos, essa mudança foi determinante para conseguir atingir o seu peso ideal. Nathalia conta que quando começou o projeto de emagrecimento, as escadas foram essenciais e hoje, continuam sendo importantes para manter o condicionamento físico:
Desde que comecei o meu projeto de emagrecimento, troquei os elevadores do prédio pelas escadas. São 11 andares que eu subo pelo menos duas vezes ao dia”, explica Nathalia.
Porém, a influenciadora digital alerta que, por precaução, começou a utilizar o elevador apenas para descer por conta do impacto nas articulações na descida. “Por cautela, apenas subo as escadas. Quando sinto necessidade nos finais de semana sem exercício, desço de elevador, subo 11 andares e repito isso mais três vezes. É um exercício bastante intenso e cansativo”, conta.
Com mais de 57 mil seguidores em seu instagram,  Nathalia mostra sua rotina de treinos na sua página e explica que tem que começar aos poucos, porém, é sempre recomendado uma consulta com profissionais de saúde para uma avaliação, pois cada caso é um caso.

Contraindicação

Esse tipo de exercício físico é contraindicado para as pessoas que sentem dores nas articulações, que podem se agravar. Quem tem problema cardíaco ou respiratório também deve evitar a prática, ou, caso opte por fazê-la, o ideal é consultar um médico ou um educador físico antes de dar início à atividade.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.