Tecnologia social conecta doadores de insumos e equipamentos no Amazonas

O Estado do Amazonas, principalmente a cidade de Manaus, enfrenta uma situação de colapso do sistema de saúde por conta da rápida expansão da Covid-19. Nos últimos dias, cenas lamentáveis de falta de oxigênio nos hospitais levaram pacientes a morte por asfixia, segundo relatos de médicos em redes sociais.

Nas redes sociais foi criada uma campanha chamada “SOS AM” com o intuito de ajudar as ONGS e projetos colaborativos da cidade a arrecadarem itens necessários para os hospitais locais. Artistas como Whinderson Nunes, Gustavo Lima, Luan Santana, Marília Mendonça, Bruno Gagliasso e empresas como Multilaser, Samsung, Philco, Ambev, entre outras, fizeram uma força tarefa para ajudar Manaus e salvar a vida dos pacientes.

Com a aprovação do uso emergencial da vacina CoronaVac, o governador de São Paulo, João Dória, doou 50 mil doses para a cidade de Manaus, para que os profissionais de saúde fossem vacinados. Porém, a região ainda precisa da contribuição de todos.

Uma iniciativa da sociedade civil criou uma tecnologia social para conectar doadores de insumos e equipamentos de saúde diretamente com unidades de saúde no Amazonas. Durante três dias, uma força-tarefa fez um levantamento com Unidades Básicas de Saúde e Hospitais com a intenção de saber qual a real necessidade de equipamentos e insumos que cada local precisa. 

Com um grande desafio logístico da capital amazonense, a iniciativa condensou a lista da Prefeitura de Manaus e do Estado do Amazonas com as demandas vindas diretamente das unidades de saúde. Com isso, é possível extrair sub listas específicas que indicam as demandas mais urgentes para cada unidade. 

Liderada pela enfermeira intensivista manauara Sibila Osis e pela especialista em conexões e parcerias paraense Mayra Castro, a iniciativa conta com o apoio de treze entidades e organizações que assinam uma Carta Aberta chamada “Adote Uma Unidade de Saúde em Manaus (AM)” – veja ao final.

Organizadores de campanhas de doações em prol do Amazonas que queiram saber como dar um encaminhamento eficiente e seguro para a região de Manaus devem entrar em contato com o e-mail adoteumaunidade@gmail.com.

Doações podem ser feitas em bitcoins

BitPreço, marketplace de criptomoedas, entrou em contato com os fundadores do Projeto Mais Amor Manaus e descobriu que, além de oxigênio, os hospitais também estavam precisando de água filtrada. Para ajudar os profissionais de saúde, pacientes e familiares de Manaus, a BitPreço criou uma carteira em que receberá doações em Bitcoins.

O objetivo é arrecadar fundos e contribuir com os problemas na área de saúde de Manaus. Todo o valor arrecadado será destinado ao projeto Mais Amor em Manaus para a compra de máscaras cirúrgicas profissionais, kits completos de macacão cirúrgico, cilindros de oxigênio, água potável, entre outros itens essenciais.

Para quem quiser contribuir,sua doação em Bitcoin deverá ser realizada para carteira: bc1q7t395ttaauzkxy5eldu0wfhlfc75rccmm5uwn0. Para mais informações, poderá entrar em contato com a BitPreço por meio das redes sociais @bitpreco ou do e-mail suporte@bitpreco.com.

Campanha de arrecadação entre empresas de RH

A Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH Brasil) e suas seccionais estão promovendo uma campanha de arrecadação para ações de auxílio no combate à pandemia de Covid-19 em Manaus (AM). Toda a verba será destinada ao enfrentamento da doença, diante do colapso registrado no sistema de saúde do estado do Amazonas.

O objetivo da iniciativa é mobilizar a comunidade de RH e Gestão de Pessoas a aderir à campanha nacional de solidariedade que se formou para a doação de fundos para Manaus. As contribuições podem ser realizadas por PIX (03.862.217/0001-07) ou transferência bancária (Banco do Brasil – Agência 4219-6 – Conte corrente 1177-0). Favorecido: Associação Brasileira de Recursos Humanos – Seccional Amazonas – CNPJ 03.862.217/0001-07.

Carta Aberta Adote Uma Unidade de Saúde em Manaus (AM)

Como já é ciente de todos, estamos vivendo uma crise humanitária em Manaus. A questão da falta de oxigênio que mobilizou o país inteiro é só a ponta do iceberg. Temos uma falta de infra-estrutura de logística e distribuição de insumos e demandas, e nossos profissionais estão adoecendo, física e emocionalmente, para gerenciar todo esse caos. 

Do dia 15 ao 17 de janeiro de 2021, conseguimos juntar listas de demandas por unidade de saúde da rede pública estadual na cidade de Manaus e mais a lista de demandas da prefeitura municipal que atende as Unidades Básicas de Saúde (UBSs).  

Nosso intuito é de facilitar a gestão e comunicação direta com as unidades de saúde e sabermos a real situação sobre como auxiliar individualmente. Essa  planilha foi desenvolvida com os esforços de diversas pessoas, localizadas em cidades diferentes do país, levando em conta, principalmente, as vozes e experiências locais de quem está na linha de frente em Manaus. 

Para aqueles que estão se mobilizando para enviar insumos e equipamentos, podemos disponibilizar acesso às demandas mais críticas e trabalharmos por unidade, intermediando contato direto com gestores de cada instituição. Isso facilitará o relacionamento e gestão local e individual dessas unidades.

Cabe ressaltar que a crise em Manaus não se trata somente de insumos e equipamentos. Precisamos igualmente de apoio operacional para podermos viabilizar a gestão dessa crise.

Assinam e validam essa planilha as seguintes entidades: 

ABEN-AM – Associação Brasileira de Enfermagem – Amazonas

ABENTI – Associação Brasileira de Enfermagem em Terapia Intensiva

AMIB – Associação de Medicina Intensiva Brasileira

APDM – Associação Polo Digital de Manaus

CODESE – Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Manaus

COOPATI – Instituto de Terapia Intensiva do Estado do Amazonas 

COREN-AM – Conselho Regional de Enfermagem – Amazonas

Grupo Mulheres do Brasil 

IETI – Instituto de Enfermeiros em Terapia Intensiva do Amazonas

LAETI – Liga Amazonense de Enfermagem em Terapia Intensiva

OAB – Ordem dos Advogados do Brasil – Amazonas

RAMI – Rede Amazônia de Inovação e Empreendedorismo

SATI – Sociedade Amazonense de Terapia Intensiva

Com Assessorias

In the news
Leia Mais