Tem mais Carnaval até domingo: como evitar azia e dor de cabeça

azia

O Carnaval, para muitos, só termina mesmo neste domingo. Até lá, mais de 60 blocos vão encher de novo as ruas do Rio de Janeiro. E ainda tem o Desfile das Campeãs, liderado por Beija-Flor e Paraíso do Tuiuti e seus enredos fortes, carregados de crítica à corrupção e ao governo Temer. Mas como não deixar que a azia e a dor de cabeça acabem prejudicando a festa? Ninguém merece ter uma noite ruim de sono com a sensação de que está carregando a Sapucaí nas costas ou que continua “sambando” na cama. Se seu dia foi bom, sua noite também tem que ser! Se você não sabe de onde vem sua azia e dor de cabeça, listamos alguns dos agentes causadores mais frequentes:

Café e bebidas carbonatadas

Bebidas carbonatadas, como refrigerantes, são grandes vilãs do estômago. A acidez desse tipo de bebida pode gerar desconforto no sistema gástrico, gerando inclusive dor de cabeça. O café provoca irritação da mucosa do esôfago e aumenta a secreção estomacal, provocando azia, que pode acabar ocasionando a dor de cabeça. O recomendado é a ingestão de no máximo duas xícaras de café diariamente. O café, aliás, também pode provocar dores estomacais caso seja consumido com o estômago vazio. “Neste momento, a ingestão excessiva de alimentos que contenham cafeína, por exemplo, pode desencadear os sintomas gastrointestinais, que incluem azia e dor de cabeça”, explica Ana Santoro, gerente médica da GSK Brasil.

Jejum e hábitos alimentares

Ficar longos períodos sem comer aumenta as chances de azia e dor de cabeça. O jejum prolongado provoca o acúmulo de ácido gástrico no estômago, causando refluxo e irritando o esôfago. O aconselhado é comer a cada três horas para manter o sistema digestivo funcionando corretamente. “Geralmente os sintomas gastrointestinais estão presentes antes e durante o aparecimento da dor de cabeça”, ressalta a médica. Alimentos que contêm amina, como embutidos, repolho e queijos maturados, além do uso de aspartame, presente em adoçantes, podem potencializar os efeitos da azia e da dor de cabeça. O aspartame possui a fenilalanina, que pode se converter em uma amina vasoativa, ou seja, substância que possui efeito vascular no organismo, também provocando dor.

Antiácidos e analgésicos

Quando a azia e a dor de cabeça aparecem, no entanto, uma outra forma de combatê-las é com a utilização de antiácidos e analgésicos, alguns inclusive específicos para esses sintomas associados – azia mais dor de cabeça. “Caso a dor de cabeça de origem estomacal já esteja incomodando, a sugestão é utilizar antiácidos e analgésicos que também contenham ácido acetilsalicílico. É o caso de Sonrisal, que possui efeito 2 em 1 – combate a azia e a dor de cabeça”, esclarece Dra. Ana Santoro. Ela lembra que qualquer sintoma que se torne persistente deve ser investigado e acompanhado por um médico e que esse produto não é indicado em casos de suspeita de dengue.

Fonte: GSK Brasil, com Redação

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais