Tire suas dúvidas sobre tratamentos estéticos para rejuvenescer o rosto

82% dos brasileiros querem mudar o rosto. Procura por procedimentos faz crescer interesse por curso de Biomedicina Estética

Pesquisa recente das Sociedades Brasileiras de Dermatologia (SBD) e de Cirurgia Plástica (SBCP) e do laboratório Allergan (dono da marca Botox) revelou que 82% dos brasileiros querem mudar alguma coisa no rosto. Entre essas pessoas, 58% pretendem realizar algum tipo de procedimento estético e o restante afirmam já ter feito.

A busca cada vez maior por procedimentos estéticos gera melhora na autoestima e as pessoas estão procurando, cada vez mais, cuidar de si mesmas. Em tempos de pandemia, as pessoas têm olhado mais para si mesmas… e para o espelho”, afirma Juliana Machado, coordenadora dos cursos de pós-graduação de Biomedicina Estética da Unyleya.

Ela aponta que Biomedicina Estética é uma das áreas que será muito demandada em 2021. O curso teve sua aprovação pelo Conselho Federal de Medicina em 2011 e desde lá só vem se fortalecendo. ‘O futuro para essa área é muito promissor, por sempre haver muita inovação nos produtos e técnicas, despertando assim o interesse cada vez maior da população”, afirma ela, que também é biomédica estética na Clínica Malinosk Vicaria.

Embora seja um sonho para muita gente, muitos ainda têm dúvidas com relação à segurança e eficácia dos tratamentos. Em homenagem aos esteticistas, cujo dia é comemorado em 18 de janeiro, a seção Mitos & Verdades do Portal ViDA & Ação ajuda a esclarecer algumas das principais questões a respeito, com ajuda da biomédica estética Juliana Machado. Confira!

Todo esteticista pode realizar esses métodos?

Não. Somente profissionais com formação na área de saúde, como biomédicos e enfermeiros, podem aplicar esses procedimentos.

A aplicação é dolorida?

Depende do tratamento. Alguns são tão rápidos que são praticamente indolores. Apesar disso, a sensibilidade à dor difere entre as pessoas. Para amenizar a sensação dolorosa, podem ser utilizados alguns anestésicos tópicos minutos antes do procedimento.

É possível ver os resultados logo após a aplicação?

Em média, resultados começam a ser visíveis após no mínimo 72 horas depois da aplicação e o resultado final pode ser visto em 15 dias. 

Precisa de retoque?

Após o resultado final – que só pode ser visto alguns dias após a aplicação, é necessário que o paciente retorne à clínica para fazer uma nova avaliação e saber se será necessário algum tipo de reforço. De qualquer maneira, o intervalo entre uma aplicação e outra é de no mínimo quatro meses.

São indicados para qualquer idade?

Não existe uma idade mínima. Existe sim indicação e é mais importante considerar a necessidade do que a idade da pessoa, por exemplo: a pessoa é jovem e já conta com algumas marcações que são incomodas para ela. Neste caso pode ser iniciada uma determinada aplicação.

Dura a vida toda?

Os efeitos das aplicações variam, mas todos começam a diminuir gradativamente até acabar totalmente, quando ele pode ser novamente aplicado. O intervalo entre uma aplicação e outra é de no mínimo quatro meses – no caso do Botox, por exemplo.

Por que muitos tratamentos não dão certo?

Primeiro, porque devem ser feitos por profissionais capacitados e autorizados a executar o procedimento, por uma questão de segurança. Além disso, é importante que o cliente pergunte qual marca de produto está sendo utilizada.

O aspecto fica artificial e esticado?

Dando como exemplo o Botox, quando esse tinha recém entrado na vida dos injetores, realmente, os resultados eram mais artificiais. Hoje em dia, existem inúmeras técnicas de aplicação, e a prioridade é preservar a naturalidade da face humana.

Procedimentos faciais no verão – pode ou não?

O verão chegou, e com ele vem aquela velha dúvida: Posso fazer preenchimento ou algum outro tipo de procedimento estético no rosto durante os dias de verão, ou é melhor esperar? “Apesar de ser um mito, ele não é totalmente infundado”, explica Willian Ortega, cirurgião dentista e especialista em harmonização facial. “O verão é mais difícil para a pele com mais exposição ao sol e menor retenção de água no corpo”, afirma.

Porém, o especialista esclarece que são obstáculos fáceis de se contornar. Então aquele preenchimento ou microagulhamento que já estava programado pode ser realizado tranquilamente. “O segredo é um cuidado extra na sua rotina de skincare após o procedimento”, enfatiza Dr Ortega.

Vale ressaltar que o protetor solar, claro, é item indispensável, mesmo fora das temperaturas mais altas. Além disso, é de extrema importância preservar a hidratação da pele, que diminui com a exposição ao sol e ao ar-condicionado. “Por isso, beba bastante água e se dedique à aplicação de cremes com altos níveis hidratantes, várias vezes ao dia”, indica.

Outra dica do especialista é manter o rosto limpo, com água micelar ou sabonete facial, deixando de lado a maquiagem de cobertura total durante a recuperação. Com as altas temperaturas o suor, e por consequência a oleosidade, aumentam, o que pode ser incômodo para quem está com a pele mais sensível. A diferença entre calor ou frio para a recuperação é ter uma atenção especial com a pele. “Mantendo sempre a pele protegida do sol e hidratada, não há risco algum do procedimento sair fora do esperado”, finaliza.

Com Assessorias

Por Favor, Compartilhe!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais