Torcedores do Fluminense se juntam para distribuir quentinhas nas ruas do Rio

Empreendedora reuniu amigos tricolores para ajudar pessoas em situação de rua. Cufa lança Mâes da Favela FC. Veja mais iniciativas solidárias

Grupo de voluntários tricolores, liderados por Rosângela, entregam quentinhas no Centro do Rio dia 12/6/21 (Foto: Divulgação)

Dona de um negócio de quentinhas há 4 anos e meio na Tijuca, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro, Rosângela das Neves Ferreira, de 55 anos, costumava participar de várias campanhas solidárias, fornecendo alimentos e refeições prontas para distribuição nas ruas por um grupo de amigos tricolores. Em 2020, durante a pandemia do novo coronavírus, ela se comoveu com o aumento das populações em situação de rua no bairro e, além de preparar as quentinhas, resolveu acompanhar os familiares e outros torcedores do Fluminense nas entregas em outros pontos da cidade.

Doações da Delícias da Zan no Centro do Rio (foto: Divulgação)

“Fiquei emocionada com a gratidão desse pessoal em situação de rua!”, conta ela, que agora resolveu aproveitar para fazer uma campanha de arrecadação entre seus clientes, também sensíveis à causa. “Foi um verdadeiro sucesso! Vamos fazer a alegria desse pessoal numa situação em que nenhum de nós queria estar”, contou ela ao ViDA & Ação, pouco antes de sair para fazer as entregas no último sábado (12). A previsão era distribuir entre 100 e 150 quentinhas.

O Delícias da Zãn surgiu como esperança na vida de Rosângela, após a morte do filho caçula, aos 23 anos, vítima de um tumor no cérebro. Ela conta que tinha uma bem-sucedida carreira de gerente comercial, tendo passado por grandes redes varejistas. Em setembro de 2013, começou a fazer doces, atendendo aos pedidos da família. Mas logo em seguida perdeu o filho Gabriel, o que a deixou em um estado de profunda tristeza.

Rosângela durante a distribuição (Foto: Divulgação)

O rendimento no trabalho caiu, ela acabou desligada da empresa e foi viver da venda dos docinhos. Tempos depois, voltou ao mercado de trabalho no varejo, mas após uma nova demissão, decidiu que queria empreender um negócio próprio. Chegou a arrendar uma cantina escolar, mas não deu muito certo. Há quatro anos e meio, incentivada por um ex-colega de trabalho, resolveu montar um negócio de quentinhas, o Delícias da Zãn. Hoje, atende a um grande número de pedidos na região da Grande Tijuca.

Além do trabalho que lhe dá enorme prazer – o preparo de refeições saudáveis e caseiras e os doces elogiadíssimos – e da alegria de ser avó (Gustavo, o filho mais velho, lhe deu dois lindos netos – Guilherme, de 5 anos, e Valentina, de 3), Rosângela descobriu na solidariedade e na empatia algumas razões para acreditar que é possível mudar as coisas, mesmo depois de passar por situações insuportáveis para uma mãe. Parabéns à torcedora tricolor pela bela iniciativa!

Para mais informações ou ajudar em novas iniciativas do grupo, entre em contato com: zan_neves@hotmail.com ou (21) 96429-4574.

Cufa lança ‘Mães da Favela Futebol Clube’

A Cufa (Central Única das Favelas) lança em todo o país uma campanha em parceria com estádios e clubes de futebol em uma grande iniciativa de arrecadação para o projeto Mães da Favela Futebol Clube. Só em Minas Gerais, a expectativa é receber a doação de mais de 100 toneladas de alimentos, material de limpeza e higiene pessoal entre os dias 21 e 26 de junho.

A ação conta com a solidariedades dos times, jogadores, equipe e, claro, principalmente, as torcidas. A Cufa Minas e o Estádio Arena Independência esperam receber de segunda a sexta-feira (21 a 25 de junho) as doações das pessoas e dos parceiros, exceto no dia 24 de junho (quinta-feira), porque tem jogo marcado.

O recebimento de doações será feito exclusivamente por pessoas indicadas pela Cufa, nos dias 21, 22 e 23 de junho, das 9h às 18h e no dia 25 de junho, das 13h às 18h. E, no dia 26/06 (sábado), das 8h às 15h, vai redistribuir as doações entre as lideranças do estado para serem entregues aos moradores de favelas de toda Minas Gerais.

Toda pessoa interessada pode ir ao Independência e entregar suas doações à equipe da Cufa, para que sejam entregues a quem mais precisa. A escolha do lugar foi proposital para ter espaço para circulação de carros no sistema drive thru.

Não há restrições para ajudar. As principais doações que a Cufa Minas recebe são em dinheiro ou depósitos e transferências bancárias que são transformadas em cestas digitais e vouchers em comércios cadastrados. Mas as contribuições podem vir também como cestas básicas, farinha enriquecida, proteínas, leites, fraldas infantis e geriátricas, produtos de limpeza e higiene pessoal, máscaras, álcool em gel, roupas, cobertores e calçados.

Este é um evento nacional e conta com o apoio da Comunidade Door, a Frente Nacional Antirracista e mais de 50 clubes por todos os país como Cruzeiro, Atlético, São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Santos, Internacional, Grêmio, Flamengo, Vasco, Fluminense, Bahia, Vitória, Goiás, Ceará, Fortaleza, entre muitos outros.

Além dos clubes, o projeto conta com grandes doadores e parceiros como a Assaí Atacadista, Volvo Car, Carrefour Brasil, VR Benefícios, Gol Linhas Aéreas e Cab Motores, que apoiam a campanha nacionalmente. Para ajudar e participar, as pessoas também podem realizar doações pelo site https://www.cufaminas.org.

Alunos do Mopi criam projeto ‘Ações para Acreditar’

Empatia, amor ao próximo e comida na mesa de quem precisa são os ingredientes que motivaram alunos e professores do Colégio Mopi para a criação da campanha Ações para Acreditar. A iniciativa arrecada alimentos não perecíveis a alunos de duas escolas públicas parceiras: Escola Municipal Maria Clara Machado, localizada na Tijuquinha, Barra da Tijuca, e Escola Municipal Orsina da Fonseca, na Tijuca. 

Em contexto de pandemia de Covid-19 e vulnerabilidade socioeconômica, o objetivo da ação – em sinergia com o tema gerador de 2021 do Mopi, “Ser Humano”, em que os alunos vão além da proposta tradicional de ensino, em sala de aula, para ações práticas – é reunir os alimentos para doação de cestas básicas.

O desejo de acolher essas famílias por meio de donativos se tornou tão crucial para os alunos que ganhou uma meta: Alcançando uma tonelada arrecadada, será doada mais uma. Os donativos poderão ser entregues nas quatro unidades do colégio – três na Tijuca e uma no Itanhangá.  Para mais informações, acesse @colegiomopi.

Agência Aids faz campanha digital para compra de cesta básica

O Camarote Solidário da Agência de Notícias da Aids mantém a campanha digital de arrecadação de cestas básicas para pessoas com HIV e Aids em situação de vulnerabilidade até 25 de junho. Até agora foram arrecadados mais de 1,5 tonelada de alimentos.

Vários artistas apoiam a campanha e estão compartilhando o QR Code em suas redes sociais, como: Rosi Campos, Tadeu di Pietro, Patricia Palumbo, Daphine Bozaski entre outros. É bem fácil doar: no site da Agência Aids tem um QR Code ou pelo link https://linktr.ee/agenciaaids.   

RioSolidario lança Locomotiva do Bem

Mobilizar a população para ajudar no combate à fome agravada pela pandemia da Covid-19 no Estado do Rio de Janeiro. Esse é o objetivo da Locomotiva do Bem, campanha de arrecadação de alimentos que a Ong RioSolidario lançou nesta sexta-feira (18), no Shopping Leblon.

A iniciativa vai espalhar ‘vagões’ em dezenas de instituições para coletar alimentos não-perecíveis e distribuir a mais de mil entidades beneficentes cadastradas pelo RioSolidario. Também será disponibilizada uma “estação” digital (https://bit.ly/LocomotivaDoBem) para que possam ser feitas doações em dinheiro.

Com Assessorias

Por Favor, Compartilhe!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais