Transtornos de ansiedade, estresse e depressões: como conhecer e tratar

ansiedade

As doenças mentais já atingem mais de 700 milhões de pessoas no mundo todo. Transtornos de ansiedade e depressão são as campeãs, afetando cerca de 360 milhões de indivíduos. Ao mesmo tempo, os laboratórios farmacêuticos lançam cada vez mais medicamentos para tratar essas doenças, mas em muitos casos eles são prescritos sem levar em conta as características individuais dos pacientes.Com base nessa realidade, o psiquiatra Breno Serson escreveu o livro ‘Transtornos de ansiedade, estresse e depressões – Conhecer e tratar’, lançado pela MG Editores, em que identifica as doenças, agrupa-as e indica os caminhos para resolvê-las.

São caminhos que não passam apenas pelos medicamentos, mas por mudança no estilo de vida, nos biorritmos, na alimentação, na prática de exercícios, na adoção de hábitos saudáveis, entre outros cuidados e medidas. “O livro valoriza a ideia de uma medicina integrativa que conjugue esforços de tratamento e possa prevenir problemas, diminuindo a possibilidade de os transtornos se repetirem no futuro. São orientações gerais que buscam dar a medida do que fazer e de quanto fazer, de acordo com cada caso”, explica o médico.

Partindo de sua experiência de quase 30 anos, o psiquiatra propõe, além dos tratamentos convencionais com medicamentos e/ou psicoterapia, medidas baseadas na chamada medicina integrativa. Corroboradas pelas maiores instituições médicas do planeta, elas abrangem a readequação alimentar e nutricional, atividades/exercícios físicos e o uso de novas tecnologias médicas, além de ioga, meditação e acupuntura. Ele mostra, ainda, que a consideração de aspectos espirituais e/ou filosóficos e mudanças no estilo de vida contribuem efetivamente para tratar os TADs.

Para Serson, por meio do diálogo constante com o paciente, o “psiquiatra ideal” deve procurar compreender o que faz mal ou bem a cada um, propondo então a correção de desequilíbrios corporais e mentais. “À moda de um parteiro, esse médico ideal tenta paralelamente ajudar o paciente a “dar à luz” um autoconhecimento que o leve da doença à saúde e a um melhor desfrute da vida”, afirma, ressaltando que a atitude de cuidar de si evita que o paciente permaneça indefinidamente em tratamento.

A importância do vínculo médico-paciente no tratamento, o diagnóstico, os medicamentos adequados para cada tipo de problema, os seus efeitos desejados e colaterais, o papel dos amigos e familiares e outras medidas de bom senso são outros pontos abordados no livro. Com bibliografia atualíssima, a obra conta também com a colaboração de especialistas em esporte, medicina tradicional chinesa, psicoterapias, nutrição e ioga.

Em linguagem simples, o livro compartilha conhecimentos sobre os transtornos de ansiedade, estresse ou depressão e os tipos de tratamentos disponíveis. Sem desconsiderar a importância da abordagem convencional, o psiquiatra Breno Serson ressalta a necessidade de compreender a singularidade de cada indivíduo, estabelecer o vínculo médico-paciente e valorizar a medicina integrativa.

 Fonte: MG Editores, com redação

In the news
Leia Mais