‘Um Dia no Parque’ incentiva famílias a mais contato com a natureza

Mais de 200 Unidades de Conservação no Brasil participam do ‘Um Dia no Parque 2021’ no dia 18/7, com atividades on-line e presenciais gratuitas

Com 180 km dentro da cidade do Rio de Janeiro, a Transcarioca é a maior trilha urbana do Brasil (Foto: Alexandre Macieira / Riotur)

A primeira visita à Gruta do Janelão, uma caverna de calcário dentro do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, na cidade de Januária, em Minas Gerais, foi inesquecível para Anislei Rodrigues. “A sensação era a de estar fora da Terra, entrando em outra dimensão”, descreveu. Ele gostou tanto que se tornou condutor ambiental por paixão à natureza. “Cada visita é uma sensação diferente, como se fosse sempre um primeiro encontro, como se estivesse conhecendo e ao mesmo tempo já pertencesse àquele lugar”.

É justamente esse efeito arrebatador que o maior evento de mobilização pelas Unidades de Conservação (UCs) no Brasil quer despertar nos visitantes dessas áreas naturais protegidas. Marcado para este domingo, dia 18 de julho, o Um dia No Parque (UDNP) é uma campanha da Coalizão Pró-UCs (Pró Unidades de Conservação da Natureza), que promove anualmente atividades especiais de contato com a natureza em áreas protegidas de todo o país com um propósito legítimo: despertar a consciência ambiental dos brasileiros.

O evento de 2021 será em formato on-line em todo o Brasil, diferente das últimas edições que aconteciam dentro das UCs, antes das restrições impostas pela pandemia de Covid-19, mas haverá algumas atividades presenciais em alguns parques. É o caso do Rio de Janeiro, onde voluntários da Trilha Transcarioca – a maior trilha urbana do mundo, com 180 km – vão realizar atividades de limpeza de rios e trilha, além da poda simples de um trecho dentro do Parque Nacional da Tijuca, o mais visitado do país. A atividade também é aberta à população, com inscrição prévia pelo email trilhatranscarioca@gmail.com e pelas redes sociais.

Desde que foi criado, em 2018, o projeto Um dia No Parque (UDNP) já reuniu mais de 80 mil pessoas, sendo reconhecida como a maior ação de mobilização e engajamento pelas UCs do Brasil. Neste ano, o evento ocorre na mesma data em que é comemorada a criação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC). A programação está disponível no site umdianoparque.org.br e inclui atividades como sessões de bate-papo, atrações musicais e ações que promovem o vínculo entre a sociedade e as UCs, mesmo que de forma virtual.

“O projeto busca aproximar pessoas desses espaços de conservação que, muitas vezes, estão próximos de casa. A proposta é gerar valorização e a compreensão do quanto é importante conservar o patrimônio natural”, explica Angela Kuczach, diretora executiva da Rede Pró-UC e idealizadora da iniciativa no Brasil. A longo prazo, o objetivo “é criar uma cultura de valorização das áreas protegidas para que cada vez mais as pessoas entendam a importância dessas unidades e se sintam parte desses locais”.

Parque Natural Municipal da Pedra do Segredo, em Caçapava do Sul (RS), é uma das Unidades de Conservação que fazem parte do projeto Um Dia no Parque (Foto: Divulgação)

Interação com o público e histórias inspiradoras

Neste ano, o objetivo do Um Dia no Parque é privilegiar histórias de vínculo com as UCs – como a do Anislei Rodrigues – , incentivando o compartilhamento de depoimentos em vídeos, textos ou áudios que contem experiências de pessoas que se apaixonaram por uma determinada área ou uma história marcante que vivenciaram no parque, incluindo quem cuida diretamente destes espaços e quem esteve à frente da organização de atividades em outras edições do UNDP.

As declarações serão replicadas nas redes sociais do projeto, das próprias Unidades de Conservação e no site do UDNP. O público também poderá enviar depoimentos via e-mail ou postar nas redes sociais com a hashtag #umdianoparque que será utilizada para identificar as manifestações on-line. Outra forma de participação é interagindo diretamente com o parque escolhido por meio dos eventos on-line. Cada Unidade de Conservação ou grupo vai determinar o formato.

Leia mais

Veganismo: mais que um estilo de vida, uma opção saudável e sustentável
Bosque da Memória: famílias plantam árvores com nomes de vítimas da Covid-19
O que cada um pode fazer por um mundo mais sustentável?

Veja outros parques do RJ onde haverá ações

Parque Estadual Cunhambebe – Angra dos Reis, Mangaratiba, Rio Claro, Itaguaí

Parque Estadual da Costa do Sol – Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Saquarema e São Pedro da Aldeia

Parque Estadual dos Três Picos – Cachoeiras de Macacu

Parque Estadual da Ilha Grande – Ilha Grande

Monumento Natural Da Pedra De Itaocaia – Maricá

Parque Estadual da Serra da Tiririca – Maricá e Niterói

Monumento Natural da Maria Comprida – Petrópolis

Parque Nacional da Serra dos Órgãos – Petrópolis

Parque Natural Municipal Padre Quinha – Petrópolis

Refúgio de Vida Silvestre Estadual Serra da Estrela – Petrópolis

Parque Estadual da Pedra Branca – Rio de Janeiro

Parque Nacional da Tijuca – Rio de Janeiro

Parque Natural Municipal da Cidade – Rio de Janeiro

Reserva Biológica Estadual de Guaratiba – Rio de Janeiro

Parque Estadual do Desengano  – Santa Maria Madalena

Floresta Nacional Mário Xavier – Seropédica

Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis – Teresópolis

Monumento Natural Estadual Serra dos Mascates -Valença

Parque Estadual da Serra da Concórdia  – Valença

Ações presenciais em outras UCs do Sudeste

Além do Estado do Rio de Janeiro, parques de outros estados da Região Sudeste participam da programação. Na cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, o Parque Estadual do Pau Furado terá atividades como condução de trilhas interpretativas, observação de aves, palestra, apresentação da Mostra de Biodiversidade e teatro de fantoches. A entrada custa R$ 18,51 e está liberada das 8h às 15h e requer agendamento pelo site www.turismoderrubadas.com.br.

No Estado de São Paulo, um dos destaques é o Parque Estadual da Ilha do Cardoso, na cidade de Cananéia, no litoral paulista, que já confirmou atividade presencial no Núcleo Perequê, com visita ao museu natural e limpeza da Praia do Pereirinha, das 9h às 16h. Os grupos farão a coleta de resíduos sólidos na praia juntamente com equipe do parque e voluntários para o transporte de barco para Cananéia, onde o resíduo terá a destinação adequada. Durante toda a atividade será feito o uso de equipamento de proteção individual, mantendo o distanciamento social.

No Espírito Santo, o Monumento Natural Serra das Torres vai oferecer atividades nos três municípios que abrangem a Unidade de Conservação. Em Muqui, a Caminhada Ecológica na região dos Vales e Cafés terá 50 participantes com paradas em pontos estratégicos da rota, finalizando em uma fazenda histórica. Em Mimoso do Sul será realizada uma trilha e uma caminhada ecológica leve (voltada para idosos), em dois grupos, totalizando 50 participantes. Em Atílio Vivácqua, 50 moradias do entorno do MoNa (Monumento Natural) vão receber uma visita, que será feita em parceria com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente. As atividades são realizadas com colaboração da empresa Vale.

O que são unidades de conservação?

A maior parte do desenvolvimento econômico do Brasil foi baseada na exploração de recursos naturais, grande parte de forma não-sustentável. Hoje, o país possui pelo menos 3.600 Unidades de Conservação entre áreas federais, estaduais e municipais, incluindo as RPPNs, que são as Reservas Particulares do Patrimônio Natural.

As Unidades de Conservação são áreas de proteção instituídas pelo poder público, com o objetivo básico de preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica, possibilitando a realização de pesquisas científicas, o desenvolvimento de atividades de educação ambiental e atividades de turismo ecológico.

O Estudo das Unidades de Conservação para a Economia Nacional, de 2011 aponta que elas geram também oportunidades de negócios, bem como renda e emprego nas áreas de influência dessas unidades para uso sustentável do ambiente.

Além de serem áreas para o ecoturismo, as UCs oferecem benefícios importantes para a Humanidade, como regulação do clima, dar fertilidade ao solo e evitar deslizamentos, produzir e proteger a água que flui para rios e represas e garantir ambientes conservados para que aves, borboletas, abelhas e outros polinizadores possam fazer seu trabalho, essencial para a produção de alimentos.

Um Dia no Parque: edições anteriores

Em 2020, mais de 150 unidades em todo o país participaram do Um Dia no Parque, que comemorou 20 anos do SNUC (Sistema Nacional de Unidades de Conservação) e, desta vez, a previsão é que a mobilização e a participação dos parques seja ainda maior. Além de reunir personalidades da música, arte e cultura em geral, no ano passado a programação contou com parceiros especiais como o Proteja Talks, que reuniu especialistas em áreas protegidas no Brasil com o apoio de 14 organizações da sociedade civil.

Na primeira edição, em 2018, 65 Unidades de Conservação participaram da ação e, no ano seguinte, o número quase quadruplicou, com 234 UCs de todos os biomas e mais de 10 mil fotos postadas nas redes sociais. Gestores de UCs e parceiros que queiram oferecer atividades presenciais ou on-line no Um Dia No Parque devem realizar uma inscrição gratuita pelo email contato@umdianoparque.net

Saiba mais em

Site: https://umdianoparque.org.br
Instagram: @umdianoparqueoficial
Facebook: @unidoscuidamos

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais