Ansiedade: Yoga vira a ‘queridinha’ da quarentena

Na série especial, destacamos a prática milenar que está conquistando milhares de brasileiros em aulas online. Veja dicas das instrutoras

Rosayne Macedo

Muitas empresas adotaram o home office para que as atividades não parem – o escritório, agora, fica em casa, e isso pode gerar dificuldade em manter a produtividade. Mas esse isolamento social compulsório pode causar estresse, ansiedade, depressão, sedentarismo e outros problemas que afetam a nossa saúde mental e, consequentemente, a saúde física. São comuns os relatos de problemas de insônia, desânimo e falta de concentração.

A boa notícia é que fazer exercícios em casa já é uma realidade. Quem já praticava, teve que se adaptar e criar uma rotina nova para manter-se ativo. Muitos que não tinham uma rotina de atividades, recorrem agora à prática para redução de danos durante a quarentena. Exercitar-se neste momento tornou-se, portanto, um bom mecanismo para reduzir estresse, aumentar a produtividade e a qualidade de vida.

Neste cenário, o Yoga vem se firmando como importante aliado para muitas pessoas manterem o equilíbrio físico e psicológico. Além da otimização na rotina de trabalho, a prática milenar ajuda a manter o controle emocional e a saúde física. A atividade tem sido uma das alternativas mais procuradas desde que o isolamento social começou. As aulas de Yoga no Youtube ou em lives tornaram-se uma tendência da quarentena.

  • Priscilla Leite tem milhares de seguidores no Youtube (Foto: Divulgação)

    Ajuda a quem está isolado, em crise de ansiedade ou pânico

  • Milhares de professores  têm transmitido suas aulas nas redes sociais. Brasileira residente em Los Angeles (EUA), Priscilla Leite dá aula de Yoga há cinco anos pelo Youtube e ganhou ainda mais espaço na internet durante esse período. Em apenas um mês foram mais de 100 mil inscritos em seu canal Pri Leite Yoga e mais de 13 milhões de visualizações em seus vídeos. Motivo de tanto sucesso? Ajudar quem está isolado, em crise de ansiedade, de pânico e busca autoconhecimento, força e energia para enfrentar esse período de incertezas.
  • As técnicas nos ajudam a focar na caminhada, sem competição ou meta a ser atingida em determinado tempo, fundamental para este período de incertezas. Além disso, o Yoga nos ensina a focar no momento presente, ignorando as incertezas e elevando a nossa conexão entre corpo, mente e coração”, resume Priscilla.

Nas últimas semanas, ela intensificou o conteúdo criando playlits especiais para este momento que o mundo enfrenta (o isolamento social e as incertezas em tempos de crise). “Yoga para não surtar” e “Yoga para jovens 60+ especial de quarentena” tem como objetivo ajudar as pessoas a lidarem com a ansiedade e os idosos, a se movimentarem gentilmente e se conectar com a sua respiração.

Yoga é uma prática em constante evolução, assim como os humanos e através da sua prática conquista-se autoconhecimento. As diferentes técnicas de respiração e posturas promovem um grande efeito calmante em quem pratica. As aulas podem ser feitas individualmente, com as crianças, com o companheiro e até mesmo durante alguns minutos, durante o expediente em home-office”, ressalta a especialista.

Lançada em abril, a Plataforma Girassol segue com o mesmo propósito: disseminar os benefícios do Yoga com aulas exclusivas. Além dos conteúdos inéditos, divulgados todas as sextas-feiras, às 6h, é possível encontrar centenas de aulas com temas e níveis diversos. Separadas por categorias, o canal Pri Leite Yoga auxilia aqueles que nunca tiveram contato com a técnica e precisam cultivar equilíbrio físico e emocional, bem como aqueles que estão em níveis avançados, mas seguem impossibilitados de seguir com as aulas presenciais, em virtude da quarentena.

  • Pequenas mudanças no ambiente ajudam na motivação

  • A quarentena já se tornou parte da vida atual da sociedade mas, ainda não é agradável e nem normal para muita gente que anda com dificuldades para se sentir produtivo em casa. Por isso, tirar uma hora do dia para desacelerar, fazendo meditação ou praticando Yoga é fundamental para manter a mente e corpo em equilíbrio.
  • Neste momento, precisamos nos exercitar e relaxar a mente, e Yoga oferece muitas ferramentas para isso com a prática de posturas que alongam, fortalecem e purificam o corpo. As técnicas respiratórias que usamos ajudam a aquietar a mente. Acredito que este é um momento propício para fazermos uso delas e o fato de estarmos em casa é um convite para conhecer esta filosofia”, afirma a professora de Yoga Sylvia Freire.
  • Com a pandemia, ela também passou a dar aulas gratuitas online, duas vezes por dia, de segunda a sábado.  “Comecei dando aulas para os meus alunos regulares mas, a pedidos, o grupo foi crescendo e hoje já somos mais de 250 pessoas. Tive uma aluna que contraiu o coronavírus e me mandou mensagens dizendo que as técnicas de respiração ensinadas nas aulas ajudaram ela a se tranquilizar e respirar melhor”, relata.
  • Mas com muito tempo em casa e sem uma rotina definida, uma das maiores dificuldades é encontrar motivação. Especialistas dizem que ter horários para cada uma das atividades do seu dia faz toda a diferença e a prática constante e diária de meditação ou exercícios também ajuda o corpo a encontrar foco e motivação.
  • Sylvia afirma que algumas mudanças em cômodos da casa e alguns minutos dedicados ao autocuidado podem influenciar na motivação. “Além da prática de exercícios, mudar algum cômodo da casa e deixá-lo mais aconchegante pode funcionar como uma espécie de atividade terapêutica e ser uma boa distração, aumentando o conforto e bem-estar nas longas horas que irá passar nele”, ressalta.
  • Uma boa dica pode ser transformar um cantinho da casa no espaço de meditação e autocuidado ou até mesmo criar um ambiente mais propício para o trabalho. A mesinha ideal, algumas almofadas e outros itens de decoração conseguem fazer essa transformação e deixar aquele espaço sem graça um ambiente mais interessante e atrativo”, ensina.

  • Para ter acesso às aulas, basta entrar em contato pelo Instagram da INFINITYOGA (@infinityoga11) e pedir para ser incluído no grupo, onde são disponibilizados os links das aulas online.

Método estimula o sistema imunológico

  • Após fechar o estúdio do Naam Yoga São Paulo devido à pandemia, a professora Giu Bergamo passou a promover lives em diferentes horários durante a semana para manter seus alunos em movimento. Durante a transmissão, são demonstrados os movimentos exatos que devem ser executados para que as pessoas realizem os exercícios de maneira segura e correta em casa.

Giu utiliza o método Naam Yoga, desenvolvido por Joseph Michael Levry,  ex-executivo de Wall Street e propositor de uma prática nascida para estimular as células do cérebro a se conectarem entre si de forma complexa, ativando caminhos neurais e conexões que estão subutilizadas com o objetivo de melhorar a saúde.

Entre os muitos benefícios do Naam Yoga está seu impacto no cérebro, nervos e no sistema endócrino. Através de um trabalho profundo de respiração a prática pode fortalecer os pulmões, o sistema imunológico  e elevar os níveis baixos de serotonina que tiveram origem pelo estresse, falta de sono e exercício, má nutrição e deficiência de luz do sol.

Esses fatores estão conectados com desordem de déficit de atenção, irritabilidade, depressão, agressão, ansiedade, dificuldade de concentração, dor crônica, falta de descanso ou fadiga, náusea, desordem obsessivo-compulsiva, ganho ou perda de peso, fibromialgia, artrite, síndrome de fadiga crônica, intolerância ao calor e outras síndromes.

E as coisas boas não param por aí. O Naam Yoga também ajuda equilibrar a vida espiritual, já que a prática estimula a vivenciar o envolvimento e a perfeição da alma, uma abertura das faculdades intuitivas e do coração, e a habilidade de reconhecer a beleza interior e exterior. Com a prática, o centro do seu ser estará conectado com o coração do universo, de maneira que as correntes que passam pelo seu corpo entrarão em harmonia.

Quando você escuta o naam (palavra, verbo) sendo vibrado por um grupo, a vibração penetra no espaço por meio das vozes que são curativas e estimulantes para a alma humana. O naam permanece por um longo tempo no espaço onde foi vibrado, curando e estimulando todos que entram em contato com essa energia”, explica a instrutora Giu Bergamo.

Confira a programação da professora Giu Bergamo no site https://www.naamyogasp.com

Os 3 estágios da atividade

  • “Este cenário de isolamento social gera estresse, tédio e medo. Por isso, é importante preencher o tempo de maneira saudável, com isso, a prática de yoga é altamente recomendada”, explica a professora de yoga Sandra Regina Paoleschi, da Cia Athletica Granja Vianna. Sandra explica que, para começar, é preciso apenas ficar atento aos três estágios da atividade: asanas (posturas), pranayamas (exercícios respiratórios) e meditação:
  • Corpo são
  • Asanas são os movimentos que proporcionam força, resistência e flexibilidade. Por meio deles, é possível conquistar uma postura ereta sem esforço (colabora para o conforto de quem trabalha sentado durante muito tempo), firmeza na musculatura e a sensação de bem-estar, sentida logo na primeira aula.
  • Mente sã
  • É consenso entre os profissionais de saúde que o confinamento da quarentena leva ao aumento da ansiedade, e a ânsia de se manter produtivo nesse período pode agravar o quadro. Os estágios pranayamas cuidam da energia vital por meio de exercícios respiratórios que acalmam o sistema nervoso, abrandam a ansiedade e renovam a disposição diária.”Dizem que nossa vida não é medida pelo número de dias e sim pela quantidade de respiração. Para os sábios, uma respiração longa e tranquila implica também em vida longa.”, explica Sandra Regina.
  • Concentração a todo vaporA capacidade de concentrar a mente é uma grande ferramenta para a vida. E aí entra o treino meditativo, que tranquiliza a mente durante o foco. “A prática muda nossa relação com o outro e com as coisas ao nosso redor, já que direcionamos nossa atenção ao que importa”, explica a profissional.

    Qual o melhor horário para se exercitar?

    Qualquer horário do dia é um bom momento para praticar yoga. No entanto, os benefícios mudam ao longo da rotina. Basta escolher o que se adequa a sua realidade. Pela manhã, os exercícios permitem alongar os músculos e despertar, proporcionando mais disposição já no início do dia, aumentando a produtividade.

    Após o almoço é normal sentir uma queda de energia – e a prática à tarde recarrega a força para seguir com os afazeres sem que a qualidade caia. À noite, o yoga promove o relaxamento dos músculos depois de um dia intenso e prepara o corpo para descansar com tranquilidade, além de garantir um sono mais reparador.

    Quais os exercícios mais indicados para se fazer em casa?

    A mudança de comportamento proveniente do confinamento abriu portas para uma nova forma de ensinar e de aprender. “As aulas online não retiram a responsabilidade de um bom professor para orientar e evitar qualquer tipo de lesão”, alerta Paoleschi.

    Posturas em pé promovem estabilidade emocional e força.

    Flexões (para frente) são calmantes.

    Extensões (backbends) elevam o humor.

    Posturas invertidas aumentam a energia, trazem a sensação de tranquilidade e de bem estar.

  • Exercícios para o home office

    Para quem está em home office neste período de distanciamento social e trabalha muito tempo sentado, a Yogist, startup de yoga corporativo, indica alguns exercícios que ajudam a lidar com o estresse e ansiedade. Inspirados no yoga, as atividades são super acessíveis e necessitam apenas de alguns minutos. A prática ajuda a melhorar o foco, baixar o nível de estresse e mexer o corpo da cabeça aos pés.

    De acordo com Armelle Champetier, diretora da Yogist no Brasil, praticar esse tipo de atividade com frequência melhora a disposição, o ânimo e a capacidade de se concentrar. “É uma excelente maneira de liberar as tensões do dia, exacerbadas pelas condições atuais. Neste momento de tantas preocupações e incertezas, é ainda mais importante cuidar do equilíbrio do corpo e da mente, para passar pelas próximas semanas da forma mais serena e saudável possível”, explica.

    Confira os exercícios:
    Pausa para o pescoço: https://vimeo.com/400973936
    Pausa para respirar: https://vimeo.com/400973981
    Pausa para as mãos e punhos: https://vimeo.com/400973897

    Como escolher o tapete ideal

  • Agora que você já sabe o básico do Yoga, o desafio é encontrar o tapetinho (também conhecido como mat) ideal para tornar a prática mais confortável. “A finalidade do uso de tapetes é fazer com que a prática possa ser realizada em qualquer lugar e em variados tipos de piso, com conforto, bem estar e, principalmente, evitar acidentes e lesões”, explica Sandra Regina.

    É possível praticar sem nenhum tapete?
    Basta prestar atenção ao tipo de piso, explica a professora. Procure evitar superfícies escorregadias, mas procure uma superfície plana e uniforme, para evitar lesões. “Quem utiliza a toalha para substituir o tapete ou dar mais conforto, tome cuidado, pois ela não tem aderência ao chão. Já existem toalhas antiderrapantes, mas são usadas em cima do mat para ser mais higiênica”.

    Qual o material ideal do mat?
    O mais importante a ser observado na compra do tapete, é que seja feito com material antiderrapante, e que o tamanho seja maior do que o corpo. A escolha do material deve, sempre que possível, estar alinhada com a proposta do yoga: reciclável e que não polua o meio ambiente.

    Os mais indicados e que não agridem o meio ambiente são os tapetes feitos de borracha natural e algodão. Os tapetes de PVC são os mais baratos no mercado, e, apesar de serem muito indicados aos iniciantes da prática, não são ecologicamente corretos. “O PVC não é indicado por ser considerado tóxico, além de baixa aderência. Contudo, já existe no mercado o PVC ecológico, que embora seja derivado do petróleo, não é composto por dioxinas e outras substâncias químicas nocivas à saúde e ao meio ambiente”, explica.

    Espessura e tamanho ideais
    De acordo com a profissional, a espessura deve ser suficiente para amortecer os choques. Para alguns tipos de yoga, como Hatha, Pré-natal e Restaurador, por exemplo, recomenda-se um tapete entre 5 e 8 mm, que reduz o impacto entre o corpo e o solo, e, assim, protege a coluna e as articulações.

    Para os praticantes de Ashtanga, Iyengar, Vinyasa e Hot Yoga, os quais trabalham mais resistência e equilíbrio, há que se privilegiar a estabilidade e a aderência, sendo aconselhável um tapete de espessura entre 3 e 5 mm.

    Higienize o seu mat
    Os processos de higienização sempre foram importantes, mas ganharam força e visibilidade devido à pandemia do coronavírus. Portanto, é importante higienizar sempre após a prática. Existem produtos próprios para limpeza, mas pode ser lavado com sabão neutro, vinagre e água.

    Além do fator higiene, é importante que o tapete seja de uso individual, pelo vínculo estabelecido entre o praticante e o acessório. “É junto com ele que o praticante está em busca de autoconhecimento, paz, equilíbrio e saúde física, mental, intelectual e espiritual. O mat é o lugar de relaxamento do praticante em seu próprio espaço. Por isso o ideal é que seja individual”, conclui Sandra Regina.

    A professora Sandra Regina Paoleschi oferece aulas de yoga todos os sábados, às 11h em seu perfil pessoal do Instagram: @sandrapaoleschi. A Cia Athletica disponibilizou no seu canal oficial do YouTube nove aulas exclusivas de yoga e outros esportes.

Com Assessorias