10 sinais de possíveis problemas na visão

Campanha Abril Marrom pretende mostrar os riscos evitáveis e tratáveis da cegueira. Muitos problemas podem ser prevenidos ainda na infância

problemas de visão mais comuns

Eles são tão importantes, pois é através deles que se enxerga o mundo. No entanto, as pessoas tendem a negligenciar os possíveis problemas que surgem nos olhos. A lista de doenças que atingem a visão é extensa e, pior: elas podem surgir de repente. Contudo, como em todo o corpo, os olhos também dão sinais de que há algo de errado acontecendo: coçam, lacrimejam, doem, ficam vermelhos. Você já teve algum desses sintomas? Se a resposta for positiva, talvez seja necessária uma consulta com um oftalmologista.

Qualquer desses sinais indica uma visita ao médico, pois muitas patologias oculares começam dessa forma e, se não forem diagnosticadas rapidamente, podem trazer prejuízos à visão”, alerta o oftalmologista do Hospital Cema, Omar Assae.

O mês de abril é dedicado à conscientização sobre cuidados com a visão, por meio da campanha Abril Marrom, uma iniciativa de entidades médicas e governos para alertar a população sobre doenças causadoras da cegueira. A proposta da campanha, que leva esse nome por conta da cor de retina mais comum na população brasileira, é promover o diagnóstico precoce de doenças oculares, viabilizando o tratamento e a reabilitação.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 60% a 80% dos casos de cegueira são evitáveis ou tratáveis. Considerando que a condição afeta aproximadamente 1,2 milhão de pessoas no Brasil, conforme estimativa do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, cerca de 700 mil brasileiros poderiam estar enxergando. No mundo, são 285 milhões de pessoas com incapacidade visual, o que corresponde a 5% da população, e 39 milhões de indivíduos cegos, segundo a OMS.

Entre as principais doenças causadoras da cegueira estão a catarata, o glaucoma e a degeneração macular relacionada à idade (DMRI). Enquanto a catarata provoca uma cegueira reversível por meio de cirurgia, o glaucoma e a DMRI causam perdas de visão irreversíveis, devendo ser tratadas precocemente. O glaucoma, por exemplo, é uma doença silenciosa, muitas vezes diagnosticado somente quando o paciente já perdeu parte da visão. Além disso, problemas refrativos – miopia, astigmatismo e hipermetropia – são uma importante causa da perda de visão

Se os erros refrativos não forem corrigidos até os 8 anos de idade, podem resultar em baixa visão para o resto da vida”, explica o oftalmologista. As doenças da córnea também estão entre as principais causas da cegueira, atualmente. “São doenças oculares inflamatórias e infecciosas que causam cicatrizes, deformações e edemas, podendo levar à necessidade de transplante de córnea”, afirma  Gustavo Bonfadini, médico do Instituto de Oftalmologia do Rio de Janeiro (IORJ).

Problemas podem ser diagnosticados na infância

Segundo ele, a forma mais eficaz de prevenção a doenças oculares é a consulta regular ao oftalmologista, com uma visita por ano. Outros cuidados merecem atenção, como a saúde ocular na infância e as complicações em decorrência da diabetes.

“A perda da visão é muito associada ao envelhecimento, mas também pode ocorrer na infância. O teste do olhinho deve ser realizado logo após o nascimento e a criança deve passar por avaliações semestrais até os dois anos”. Sobre pacientes diabéticos, o médico ressalta a importância do acompanhamento oftalmológico para prevenir, diagnosticar e tratar a retinopatia diabética, quando necessário.

10 sinais: o que eles podem significar

1 – Olhos vermelhos – A vermelhidão pode ser causada por uma irritação, como alergia a cosméticos ou presença de corpo estranho, ou pode indicar alguma inflamação ocular, que pode ser desde uma simples conjuntivite até casos mais graves, como uveítes e infecções intraoculares, condições que podem levar à perda da visão. Olhos vermelhos por mais de 5 dias, secreções amareladas ou esverdeadas e sintomas paralelos, como náuseas e vômitos, são os mais preocupantes.

2 – Olhos coçando – Geralmente a coceira indica alguma irritação ou alergia ocular, mas pode ser causada também pela presença de corpos estranhos e mesmo alguma inflamação, como conjuntivite. O uso inadequado de lentes de contato também pode ser uma causa.

3 – Sensação de areia nos olhos – Assim como a coceira, a sensação de areia nos olhos pode indicar alguma irritação ou alergia ou inflamações. Raramente significa algo mais sério, mas sempre deve ser investigada.

4 – Caroços ao redor dos olhos – Uma condição muito comum que causa caroços na vista é o hordéolo, também conhecido como terçol, doença que provoca uma inflamação nas pálpebras, gerando o inchaço característico. No entanto, pode também ser o início de abscessos.

5 – Olhos lacrimejando – Algumas inflamações provocam esse sintoma, como a conjuntivite, mas o mais comum é que o lacrimejamento seja decorrente de um mau funcionamento na drenagem das lágrimas, o que pode provocar excesso de produção ou o inverso. Exposição a produtos químicos e fotofobia também podem gerar lágrimas em excesso.

6 – Olho seco – Pode indicar a Síndrome do Olho Seco, condição que provoca um ressecamento na superfície ocular, devido ao mau funcionamento nas glândulas que produzem as lágrimas. Mas o olho seco pode significar outras enfermidades, como doenças reumáticas.

7 – Dificuldade para enxergar longe – Esse problema está relacionado, em grande parte, a alterações na refração, como miopia, que ocasiona desvios na formação de imagens na retina. A catarata também pode ter como sinal dificuldades para enxergar a distância.

8 – Dificuldade para enxergar de perto – Geralmente causada por defeitos de refração, como relacionado acima. Pessoas com hipermetropia têm dificuldade de enxergar perto, bem como quem tem presbiopia, condição popularmente conhecida como vista cansada.

9 – Vista embaçada – Alterações na superfície da córnea, como o ceratocone, podem gerar vista embaçada. Erros de refração, como miopia, hipermetropia e astigmatismo, também podem causar o sintoma, bem como a catarata.

10 – Manchas na visão – Problemas na superfície da córnea e erros de refração podem ter como sintoma as manchas na visão. Porém, elas podem ainda indicar problemas na retina, como a Degeneração Macular, descolamento de retina, entre outros.

Fonte: Instituto de Oftalmologia do Rio de Janeiro (IORJ) e Hospital Cema, com Redação