Alerta: Brasil pode se tornar campeão mundial em doenças cardiovasculares

A melhor forma de evitar uma verdadeira epidemia cardiovascular é com prevenção, diagnóstico e tratamento rápido, diz especialista

Profissionais da área da saúde alertam sobre a necessidade de medidas urgentes de diagnóstico precoce e tratamentos para doenças cardiovasculares. Caso contrário, o Brasil se tornará o campeão mundial em mortes por doenças do coração. O alerta ocorreu durante o webinar “Doenças Cardiovasculares: Soluções para Reduzir Custos e Preservar Vidas”, promovido, na última sexta-feira (2), pelo FórumDCNTs.

Uma verdadeira epidemia cardiovascular vem sendo gradativamente instalada no país e uma das melhores formas de evitar a doença é por meio da prevenção, do diagnóstico e do tratamento rápido”, enfatiza o coordenador do FórumDCNTs, Mark Barone, doutor em Fisiologia Humana pela USP e especialista em Educação em Diabetes.

De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo, sendo que, só no Brasil, infarto, hipertensão, insuficiência cardíaca e derrame são responsáveis por cerca de 350 mil mortes por ano. Em razão dos dados elevados, especialistas ressaltaram que o brasileiro tem consciência de que é necessário manter um estilo de vida saudável, mas ainda é comum observar pessoas que não mantém esses cuidados no dia a dia, incluindo crianças e jovens.

Parece que estamos repetindo o discurso, mas não tem outra maneira de revertermos o quadro se não for por meio da conscientização da população e melhoria no acesso a alimentos e ambientes saudáveis, pois, com mudança de hábitos, mais da metade das mortes prematuras poderiam ser evitadas”, explica Dr. Barone.

Outra preocupação dos especialistas é de que, à medida que a população envelhece, a incidência das doenças cardiovasculares tende a aumentar. Esse panorama desperta a necessidade de ações de prevenção constantes e ininterruptas para essas doenças, assim como a implementação da inciativa do HEARTS – um pacote para otimização dos cuidados de fatores de risco para doenças cardiovasculares, como diabetes, hipertensão, dislipidemia e obesidade, desenvolvido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para todo o mundo, e em vias de iniciar sua implementação no Brasil pelo Ministério da Saúde com o apoio técnico da Opas.

Fatores de risco e recomendações gerais

As doenças cardiovasculares estão muito associadas com o estilo de vida favorecidos por ambientes não saudáveis. Baseado nisso, é fundamental estimular uma alimentação saudável e equilibrada associado a prática de exercícios físico regulares. Há diversos fatores que podem levar ao desenvolvimento das doenças do coração e os principais são: hipertensão arterial; obesidade; colesterol alto; tabagismo; diabetes; sedentarismo; e estresse. Assim,  ressalta a importância da prática regular de exercícios físicos e de uma alimentação saudável.

O FórumDCNTs reuniu líderes dos principais programas custo-efetivos, que melhoraram os resultados de cuidados e prevenção de doenças cardiovasculares e seus fatores de risco, para que pudessem contribuir com o início da implementação do HEARTS através do compartilhamento das melhores práticas que já testaram. O evento teve como objetivo gerar engajamento e compromisso multistakeholder para ações concretas e imediatas.

Certamente, a implementação de programas a nível nacional é um processo complexo, pois envolve aspectos que ultrapassam a área da saúde. Desse modo, é fundamental adotar estratégias efetivas, ajustadas a contextos locais, buscando sempre engajamento entre os setores público, privado e terceiro setor para, por meio de esforços multissetoriais, implementar prontamente os modelos que comprovadamente reduzem custos e preservam vidas”, finaliza Dr. Mark Barone.

Para mais informações, acesse o FórumDCNTs.

Por Favor, Compartilhe!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais