Arte de Eduardo Kobra faz homenagem a cientistas do Butantan e da Fiocruz

Muralista doará paineis para as instituições. Na Bahia, universidades promovem intervenção em favor do movimento #TodosPelasVacinas

Eduardo Kobra, com os dois painéis doados ao Butantan e à Fiocruz (Foto: Divulgação)

Nossos cientistas merecem toda a reverência diante do papel quase heroico que têm desenvolvendo desde o começo da pandemia. E não faltam homenagens. O conhecido muralista brasileiro Eduardo Kobra entrega nesta terça-feira, 23 de fevereiro, dois painéis, cada um com 1m80 por 1m80, realizados sobre a esperança no desenvolvimento das vacinas. Um painel será entregue ao Instituto Butantã, que faz 120 anos de existência, e o outro para a Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz.

Essas duas telas, produzi no começo do ano passado, quando estávamos ainda no início dessa terrível pandemia. As obras expressam a esperança na produção de uma vacina. E agora, em 2021, passei a pensar sobre qual destino deveria dar para essas duas obras. Resolvi homenagear todos os cientistas brasileiros e duas grandes entidades que estão lutando dia e noite em prol da vida. São uma lembrança e homenagem permanente a todos os funcionários e cientistas que trabalham arduamente em prol da vida”, diz o artista.

“Respirar” – Recentemente, Kobra transformou um cilindro de oxigênio, em desuso, de 1m30, em uma obra de arte, exemplar único, chamada “Respirar”. É a primeira ação do recém-criado Instituto Kobra, que tem como base a premissa de que a arte é um instrumento de transformação. Kobra pintou o cilindro como se fosse um recipiente transparente, com uma árvore plantada dentro. Inicialmente o artista colocaria a obra em um leilão e doaria 100% do valor a instituições que estão sofrendo com a falta de oxigênio. 

A mensagem central é a importância da vida. Que o sopro da minha arte ajude a levar um pouco de oxigênio para os hospitais mais necessitados e, ao mesmo tempo, provoque a reflexão sobre a importância de usar máscaras, lavar as mãos constantemente, manter o isolamento social e, claro, de preservar a natureza, que é um patrimônio de toda a humanidade”, diz o artista.

Através da ONE, do Grupo VG, parceiro para onde Kobra desenvolve todas as peças do Grafite Garden, o movimento UniãoBR tomou conhecimento da iniciativa e resolveu adquirir a obra “Respirar’, unindo cotas de seis famílias. A obra foi adquirida por 700 mil reais. Os recursos obtidos com a venda da peça serão aplicados integralmente na instalação de duas usinas de oxigênio que serão entregues à Secretaria Estadual da Saúde do Amazonas.

Na prática, isso significa que serão 20 leitos de UTI’s beneficiados 24h por dia, numa ação perene, que ficará como legado para a cidade. Em um dia, a usina vai gerar 480 horas de oxigênio. Em um mês, serão 14.400 horas. “A título de comparação, um cilindro abastece um leito de UTI com oxigênio por até 10 horas. Ou seja, para fazer uma entrega equivalente à usina, seriam necessários mais de 1.400 cilindros por mês. Com 700 mil conseguiríamos comprar 350 cilindros, o que equivaleria a 3.500 horas”, conta o muralista.

O cilindro está em exibição em São Paulo no piso térreo do Shopping Iguatemi, até 28 de fevereiro, para que o público possa ver e se engajar. É possível fazer doações através de um QR Code para que novas usinas sejam levadas à região Norte.  Após a exposição, a obra será levada para o Hospital Israelita Albert Einstein, também em São Paulo.

Universidades baianas destacam ação por mais vacinas

Para marcar o início do semestre letivo remoto, um grupo formado por docentes, discentes e técnicos da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) realizou no último sábado, dia 20, uma intervenção urbana de mobilização para promover a importância da vacinação.

Com a participação de artistas do graffite e doações voluntárias da comunidade acadêmica e a colaboração de cerca de 60 pessoas, o grupo pintou a frase Todos Pelas Vacinas, em letras garrafais, nos campus das duas universidades. As pinturas foram realizadas em frente à Faculdade de Medicina e do Instituto de Ciências da Saúde da UFBA, em Salvador; e em frente à Reitoria da UFRB, em Cruz das Almas.

O objetivo da intervenção é disseminar informações sobre a segurança dos imunizantes contra o novo coronavírus e combater a disseminação de notícias falsas. A iniciativa também espera promover a divulgação de um posicionamento das instituições em defesa da ciência, da saúde, do SUS, da educação e das vacinas

O grupo da UFBA e da UFRB produziu um vídeo de divulgação que propaga a confiança nas vacinas para a eliminação e controle de doenças graves. A intervenção na Bahia se junta aos esforços realizados pela campanha nacional #TodosPelasVacinas, que reúne organizações e instituições ligadas à divulgação científica – como a Equipe HALO / Nações Unidas (ONU), Observatório COVID-19 BR, NPV/USP, União Pró-Vacina, entre outras.

 
No bate-papo, dr. Salmo Raskin fala ainda sobre os preparativos da SBP para a realização do “Simpósio de Doenças Raras – Elas existem e não podem ser esquecidas”, que será realizado no próximo dia 27 de fevereiro pela SBP em parceria com a Sociedade Brasileira de Genética Médica e Genômica (SBGM).

O evento online, que acontece às vésperas do Dia Mundial das Doenças Raras, será voltado para médicos e outros profissionais de saúde. “O objetivo principal do Simpósio é mostrar ao pediatra que ninguém escolhe ter uma doença rara, e que muitas pessoas com essas doenças já podem ter passado em suas mãos sem que ele percebesse”, acentua. Os interessados podem se inscrever neste link: https://www.sbp.com.br/especiais/simposio-doencasraras/ .


Com Assessorias

In the news
Leia Mais