Conheça os benefícios de parar de fumar

A partir de 20 minutos após deixar o vício já é possível sentir os resultados, garantem especialistas. E o ex-fumante ainda economiza mais de R$ 60 mil em 10 anos

Redação
cigarro

Principal fator de risco evitável de tumores pulmonares, o tabaco está presente em cigarros, charutos, cachimbos, narguilé e também nos cigarros eletrônicos. E, ao contrário do que muitos usuários destes produtos acreditam, nunca é tarde demais para parar.

“Uma pessoa que consumia cerca de um maço de cigarros por dia e para de fumar, após cinco anos tem taxa de mortalidade por câncer de pulmão reduzida em pelo menos 50%. O tratamento deve ser avaliado por uma equipe multidisciplinar, com oncologista, cirurgião, radiologista, fisioterapeuta e também psicólogo, que auxilia durante o processo”, explica a oncologista do Hospital do Câncer Anchieta, Regina Hercules Vidal. Ela listou alguns benefícios:

– Diminuição do risco de doença cardíaca, enfisema e câncer de pulmão

– Esperança de vida aumentada de cinco a oito anos

– Redução da despesa com cigarros e com tratamento de doenças ligadas.

– Diminui o envelhecimento precoce

– Clareamento dos dentes e pontas dos dedos

– Melhora da resistência física para exercícios e qualidade de vida

– Sensação de bem-estar e certeza de ter conquistado algo importante para si

Benefícios começam 20 minutos após interromper o vício

Segundo a oncologista do CPO, Mariana Laloni, os benefícios à saúde começam apenas 20 minutos após interromper o vício: a pressão arterial volta ao normal e a frequência do pulso cai aos níveis adequados, assim como a temperatura das mãos e dos pés são normalizadas.

Em 8 horas, os níveis de monóxido de carbono no sangue ficam regulados e o de oxigênio aumenta. Passadas 24 horas, o risco de se ter um acidente cardíaco relacionado ao fumo diminui. E após apenas 48 horas, as terminações nervosas começam a se recuperar de novo e os sentidos de olfato e paladar melhoram. De duas semanas a três meses, a circulação sanguínea melhora consideravelmente. Caminhar torna-se mais fácil e a função pulmonar melhora em até 30%.

A partir de um a nove meses, os sintomas comuns em fumantes, como tosse, rouquidão, e falta de ar ficam mais tênues. Os cílios epiteliais iniciam o crescimento e aumentam a capacidade de eliminar muco, limpando os pulmões. A pessoa fica mais disposta para realizar atividades físicas.

Em cinco anos, a taxa de mortalidade por câncer de pulmão de uma pessoa que fumou um maço de cigarros por dia diminui em pelo menos 50%. Quinze anos após parar de fumar, torna-se possível assegurar que os riscos de desenvolver câncer de pulmão se tornam praticamente iguais aos de uma pessoa que nunca fumou. (Veja mais em www.eseeuparardefumar.com.br)

Entenda como sua vida vai melhorar a cada semana

– 20 minutos após parar de fumar: a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal.
– 2 horas após parar de fumar: não há mais nicotina circulando no sangue.
– 8 horas após parar de fumar: o nível de oxigênio no sangue é normalizado.
– 12 a 24 horas após parar de fumar: os pulmões já funcionam melhor.
– 48 horas após parar de fumar: o olfato consegue perceber melhor os cheiros e há melhora do paladar.
– 3 semanas após parar de fumar: respirar é mais fácil e a circulação melhora. Pele e cabelos
começam a ganhar brilho.
– 1 ano após parar de fumar: o risco de morte por infarto cai 50%.
– 5 a 10 anos sem fumar: o risco de sofrer infarto é igual ao de pessoas que nunca fumaram.

Benefícios também para o bolso

Além dos benefícios à saúde, parar de fumar proporciona melhorias para o bolso também. Se a pessoa deixar esse vício, de um maço de cigarro por dia, por exemplo, em 30 anos, chegará a quase R$ 1 milhão.

O cálculo é simples, um cigarro custa R$ 10, em um mês esse valor será de R$300,00. Poupando e investindo esse dinheiro em uma linha que tenha 0,8% ao mês, ajustando esse valor a 5% ao ano (inflação no custo do cigarro), ao fim de trinta anos a pessoa terá poupado R$ 993.349,21″, explica Reinaldo Domingos, que é PhD em educação financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira

Poucas pessoas pensam que esse aumento de custo no orçamento mensal das pessoas pesa até mesmo na realização de sonhos. E ao pensar no quanto se perde, com certeza se terá mais um motivo para repensar sobre a importância de acabar com esse vício.

“Infelizmente, com os preços atuais, poucas pessoas se dão conta do risco financeiro que isso proporciona. É lógico que esse problema é muito menor do que os físicos, entretanto não podemos negar que esse impacto reflita na economia diária do fumante, especialmente neste momento de crise econômica”, diz o especialista, que é autor do best-seller Terapia Financeira, do lançamento Diário dos Sonhos e da primeira Coleção Didática de Educação Financeira do Brasil.

Uma forma de vermos a importância de parar de fumar para a economia de uma pessoa é analisar que, com os preços atuais do cigarro, se deixar de fumar e investir esse valor (R$ 300,00/mês) em uma poupança, por exemplo, ao final de 10 anos, ela terá R$ 72,7 mil e, ao final de 20 anos, terá R$ 307,6 mil.

Isso sem que contemos os gastos que um fumante terá nesse período com problemas de saúde ocasionado pelo cigarro e com a perda de rendimento no trabalho em função do cansaço que esse vício proporciona.

Gastos com tratamento

O ato de fumar não faz só que o viciado perca dinheiro, o tabagismo gera uma despesa mundial de bilhões de dólares por ano, considerando os tratamentos das doenças relacionadas ao tabaco, às mortes de cidadãos em idade produtiva, o maior índice de aposentadorias precoces, o aumento no índice de falta ao trabalho e o menor rendimento produtivo.

Isso é, o cigarro também faz com que os governos tenham menos dinheiro para investir em outras áreas da saúde, o que garantiria uma maior longevidade à toda população. Agora, se você é fumante, imagine: como você estará daqui a trinta anos se continuar a fumar? Sua saúde estará boa? Quanto você terá gasto?

Mas, se as pessoas pararem de fumar hoje e investirem esse dinheiro, daqui trinta anos, além de terem uma qualidade de vida muito maior, ainda terão uma boa reserva financeira. Será que não vale realmente a pena parar de fumar?

Dia 29 de agosto é o Dia Nacional de Combate ao Fumo, cujo objetivo é conscientizar e mobilizar a população sobre os riscos do cigarro para a saúde.

Hipnoterapia pode ajudar a largar o cigarro

Parar de fumar não é uma tarefa fácil e os tratamentos alternativos têm se mostrado efetivos na luta contra a dependência de nicotina. Entre eles, a hipnoterapia, que é um método eficaz no tratamento de transtornos mentais, vícios e distúrbios.

A hipnoterapia é reconhecida pelo Ministério da Saúde, pelo Conselho Federal de Medicina, pelo Conselho Federal de Psicologia, pelo Conselho Federal de Odontologia, pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional e, mais recentemente, pelo Conselho Federal de Enfermagem. Grandes Universidades brasileiras e internacionais utilizam e pesquisam sobre a Hipnose, para uso nas mais diversas atividades humanas.

“O tratamento com a hipnose traz inúmeras vantagens e os resultados já são significativos nas primeiras sessões, pois já existem técnicas capazes de ajudar às pessoas a ressignificarem suas decisões passadas, a mudar a estrutura dos hábitos e a fortalecer a vontade, tomando as decisões e atitudes que podem levar à uma vida mais saudável”, explica Valdecy Carneiro, psicólogo, especialista em Medicina Comportamental pela Unifesp e hipnoterapeuta.

A data foi criada em 1986, pela Lei N° 7.488, com o objetivo de conscientizar a população sobre os malefícios do uso do cigarro, que pode causar diversas doenças, como o câncer de pulmão e outras doenças respiratórias. O uso do tabaco também pode trazer riscos para quem não fuma, chamados de fumantes passivos, essas pessoas podem desenvolver as mesmas doenças, somente por estarem expostos às toxinas do cigarro.

Da Redação, com Assessorias