Economia circular ganha força no Brasil: veja alguns exemplos

Empresas reciclam milhares de toneladas de latas de aço. Resíduos plásticos viram telhas ecológicas. Saiba mais sobre a economia circular

Em 17 de maio comemoramos o Dia Internacional da Reciclagem, criado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) com o objetivo de estimular a conscientização sobre a importância de fazer o descarte correto dos itens que consumimos.
O Portal ViDA & Ação se antecipa à data e selecionou algumas iniciativas de economia circular adotadas por grandes empresas brasileiras no roteiro de Boas Ações desta semana, bem como divulga um projeto gratuito para incentivar a prática da economia circular. Confira:

74 bilhões de latas de bebidas recicladas por ano

A Novelis, líder mundial em laminados e reciclagem de alumínio, comemora a marca de 74 bilhões de latas de bebidas recicladas anualmente nos quatro continentes onde atua. O sucesso do modelo de economia circular da companhia é visto principalmente no Brasil: a Novelis foi a responsável pela recuperação recorde de 21 bilhões de latas de alumínio em território nacional em 2021, de um total de 33 bilhões de latas recicladas no país.

O índice brasileiro de reciclagem de latinhas de bebidas, no ano passado, chegou a 98,7% – apresentando aumento de 1,3 ponto percentual em relação à taxa de 2020. A Novelis responde por 64% do total reciclado, aumentando em 2 bilhões o total de latas reaproveitadas no Brasil. Com esses números, o País se mantém entre os que mais realizam a circularidade das latas de alumínio. Atualmente, as chapas para latas de bebidas comercializadas pela Novelis já possuem 79,2% de conteúdo reciclado.

A companhia informou que continuará aumentando o uso de conteúdo reciclado em seus produtos e se engajando com clientes, fornecedores e parceiros da indústria para impulsionar inovações que reduzam a pegada de carbono de seu alumínio. Para informações sobre os compromissos de sustentabilidade da Novelis, acesse aqui.

Em 3 meses, 16 mil toneladas de latas de aço recicladas

Na semana passada, a Prolata anunciou os resultados do primeiro trimestre de 2022 em evento comemorativo aos seus 10 anos de história com números positivos. Entre janeiro e março, foram recicladas 16.013,38 toneladas latas de aço, registrando aumento de 79% em comparação ao trimestre anterior.  Entre os estados que mais reciclaram, Pernambuco, Bahia e Paraná foram os três protagonistas, sendo os dois primeiros estreantes no ranking.

O número de cooperativas parceiras também aumentou. Atualmente, a Prolata conta com 65 cooperativas, em 15 estados, totalizando 1.657 cooperados, volume que representa crescimento de 3% em relação ao ano anterior. Além disso, há 36 entrepostos parceiros e o apoio de 14 fabricantes de latas de aço, 29 fabricantes de tintas, 10 fabricantes de alimentos, 30 redes de varejo e três grupos siderúrgicos, responsáveis pela revalorização e reciclagem do material.

A Associação tem trabalhado também para estimular os consumidores a fazer o correto descarte das latas utilizadas, com campanhas de comunicação e auxílio na implantação de pontos de recebimento em parceria com as redes varejistas. Hoje, existem 215 pontos distribuídos por todo o país, garantindo presença municipal 27% superior ao ano anterior.

Resíduos plásticos viram telhas e placas ecológicas

Estima-se que, dos 6 bilhões de embalagens longa-vida produzidas por ano no país, menos de 14% são reaproveitadas no ambiente, elas levam até 100 anos para se decompor, em função do plástico (20% da composição) e alumínio (5%). Para ajudar a reduzir este impacto ambiental, uma boa iniciativa foi tomada pela Brasiplac, empresa do grupo Ambiplac que atua na reciclagem dos resíduos com a fabricação de Telhas e Placas Ecológicas, por meio de uma parceria de cinco anos com a Camargo Embalagens.

Desde 2018 a Ambiplac adquire as mantas de alumínio para a parte superior dos seus produtos e passou também a absorver  as  aparas dos resíduos industriais para composição da “massa” utilizada em sua produção de telhas. Hoje são utilizadas mais de 500 toneladas de aparas industriais por mês, sendo que esses materiais são destinados por parceiras cadastradas e homologadas.

“Ou seja, cada empresa possui um tipo de matéria-prima especifica onde preparamos a porcentagem de cada material para chegar a um produto de boa qualidade, com produção que chega a 25 mil itens por mês”, explica o gerente da fábrica da Brasiplac, Alex Fernando. Para o diretor da Camargo, Felipe Toledo, economia circular e a logística reversa são ações possíveis e que trazem benefícios a toda a cadeia, dando um destino sustentável a materiais que possivelmente iriam para o lixo, transformando-os em novos produtos.

Incentivo às práticas de educação para a economia circular

O Movimento Circular e a 3M Brasil, empresa de tecnologia baseada na ciência, anunciaram uma parceria que tem por objetivo o incentivo das práticas de educação para a economia circular, que visa a transformar tudo que for descartado em matéria-prima para outro produto, buscando a ideia de não gerar lixos e resíduos e incentivando o reuso dos materiais.

Coordenado pela Atina Educação e com conteúdo elaborado por acadêmicos, o Movimento Circular oferece, em uma plataforma online, conteúdos gratuitos e alinhados à Base Nacional Comum Curricular, voltados para professores, estudantes de ensino fundamental I e II e médio, empresas e seus colaboradores, além de qualquer pessoa interessada em aprender sobre economia circular. Também divulga práticas e projetos dos associados por um mundo sem lixo, visando valorizar e inspirar outras organizações.

O Movimento Circular é uma iniciativa ampla e multissetorial, formada por atores do Brasil e da América Latina (pessoas, empresas, organizações sociais e poder público), empenhada em contribuir, por meio da educação e da cultura, com a transição da economia linear para a circular. Sua missão é disseminar o conhecimento e encorajar o desenvolvimento de novos processos, produtos e atitudes que promovam a economia circular, a partir da reflexão urgente sobre a necessidade da participação de todos para que nada mais vire lixo.

Com Assessorias

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais