Inspiração: eles mudaram suas vidas após o emagrecimento

Jacimar Marchiori perdeu 50kg em 7 meses e venceu o preconceito. Conheça também as histórias de Kátia, Natália, Regiane e Ricardo

Aos 52 anos e 131 quilos, Jacimar decidiu procurar um programa de emagrecimento e já perdeu 50 quilos em 7 meses (Foto: Divulgação)

Natal é renovação e neste ano, mesmo em meio à ansiedade e tensão causadas pela pandemia do novo coronavírus, muita gente conseguiu vencer a procrastinação, emagrecer e mudar de vida. É o caso de três mulheres que passaram pelo processo de emagrecimento saudável e lidaram com problemas como compulsão alimentar, relacionamento abusivo e baixa autoestima. São histórias tocantes sobre superação e a busca pelo bem-estar.

Katia Camargo lidou com um relacionamento abusivo, que interferiu na sua vida de inúmeras formas. “Meu relacionamento com a comida era igual ao amoroso: cego”. Ela conseguiu emagrecer 45 quilos em sete meses. Natália Ritzinger também enfrentou a compulsão alimentar e conquistou uma nova vida após perder 42 quilos.

Regiane Mariano, que trabalha em uma penitenciária em São Paulo, relata como o estigma social afetou a sua vida e como recuperou a autoestima, trazendo benefícios até mesmo para o ambiente de trabalho, com a retomada da disposição física. Ela, que chegou a vestir manequim 60, hoje está feliz com menos 24 quilos.

Outro que decidiu melhorar seus hábitos alimentares foi o capixaba Jacimar Marchiori, de 52 anos, sócio-gerente de uma empresa de produtos químicos para lavanderia industrial. A mudança definitiva veio ao chegar a 131kg,  após passar por fases difíceis na vida. Já Ricardo Freitas aproveitou o período de quarentena para focar na saúde e bem-estar, 28kg em 60 dias.

Os casos chegaram à Redação do Portal ViDA & Ação por meio da assessoria do 5S Estilo de Vida Saudável, uma  metodologia multidisciplinar de emagrecimento sustentável que tem como objetivo inspirar os pacientes a adotarem hábitos saudáveis.

A própria empresa surgiu a partir da experiência de uma ex-obesa – a fisioterapeuta Edivana Poltronieri – que, além de transformar a própria vida após perder 24 quilos em três meses, quis ajudar outras pessoas a superar as dificuldades e conquistar uma nova vida.

Conheça essas histórias de superação e resiliência e inspire-se você também. 

Jacimar Marchiori

‘Eu vi como era difícil para uma pessoa acima do peso depender dos outros’

Jacimar Marchiori, de 52 anos, enfrentou uma situação difícil após sofrer um acidente doméstico. Essa situação, somada ao preconceito que sentia ao ver a feição das pessoas, visivelmente reparando o seu tamanho, foi a inspiração que o empresário precisava para mudar de vida. Ele quebrou o dedo do pé e, durante a recuperação, precisou usar muletas por um mês. No entanto, pelo seu excesso de peso, isso dificultava sua locomoção e também a rotina dos familiares próximos, que o ajudavam em tarefas simples.

“Eu vi como era difícil para uma pessoa acima do peso depender de outros. Esse foi o primeiro estalo que eu precisava para tentar mudar meus hábitos”, comenta o empresário, que cogitou até comprar uma cadeira de rodas para facilitar o processo, mas por conta do peso, não encontrou nenhuma que servisse.

Após procurar ajuda de amigos próximos e familiares, o empresário recebeu a indicação do 5S Estilo de Vida Saudável e decidiu entrar no programa em janeiro de 2021. Passou por uma série de avaliações antes de iniciar o tratamento e, logo na primeira semana, eliminou 3kg. “Mesmo pequena, essa conquista me serviu de estímulo para me manter focado e perseverante no decorrer de todo o programa”, explica Marchiori.

Homem bebendo vinho Descrição gerada automaticamente
Jacimar, com a esposa, reconquistou a autoestima e leva uma vida mais saudável (Foto: Divulgação)

Além de passar por uma reeducação alimentar e ter uma relação saudável com a comida, Jacimar adquiriu uma rotina de práticas de exercícios que antes não faziam parte do seu dia a dia, como se exercitar na academia quatro dias na semana. Esse novo ritmo gerou benefícios para sua vida pessoal e profissional.

“Eu tenho mais ânimo para me arrumar e agradar a minha esposa. Pulei do manequim 52 para 40. Além disso, no trabalho, me tornei outra pessoa, com uma disposição que nunca tive antes!”, pontua.

Em agosto, quando finalizou o tratamento, o empresário havia eliminado 50kg e, apesar de estar muito satisfeito com o progresso, ele segue mantendo todos os cuidados e aprimorando cada vez mais a rotina saudável a fim de eliminar mais alguns quilos.

Katia Camargo

“Meu relacionamento com a comida era igual ao amoroso: cego”

Após sofrer com relacionamento abusivo e descontar na comida, Kátia Camargo perdeu 45 quilos em sete meses (Foto: Divulgação)

Katia Camargo, 43 anos, chegou a pesar 117kg na época em que vivia um relacionamento abusivo. “Ficamos 15 anos juntos. Sempre quando eu dizia como me sentia por causa do excesso de peso, ele me boicotava, dizendo que eu não era mais jovem ou bonita o suficiente para ter o corpo dos sonhos”, relembra. Com isso, ela começou a piorar os hábitos alimentares. “O descuido era tanto que, sem perceber, já estava comendo”. 

Katia também começou a se sentir prejudicada profissionalmente pelo excesso de peso. “Eu trabalho com construção civil. Então, na hora de subir uma escada, a sensação era que eu ia infartar. Detalhes como esses começaram a atrapalhar a qualidade do meu trabalho e, consequentemente, o meu desempenho”, explica.

Katia chegou a cogitar realizar uma cirurgia a bariátrica, entendendo que seria a única solução. “Acho a bariátrica muito invasiva e arriscada para fazer apenas por motivos estéticos. Antes de pensar em apelar para a cirurgia, eu queria tentar outro método que me ajudasse a recuperar a autoestima”.  

Márcia decidiu conhecer o 5S Estilo de Vida Saudável. Uma semana antes de iniciar o método, ela havia levado os resultados de seus exames ao cardiologista e, naquela consulta, teve a motivação que precisava para mudar.

“O médico me questionou até qual idade eu achava que conseguiria chegar levando aquela vida sedentária. Fiquei sem resposta. Ele me disse que, se continuasse naquele ritmo, a minha expectativa de vida era de mais 10 anos. Daí, eu pensei que 10 anos era pouco tempo para eu fazer tudo aquilo que planejei para a minha vida. Foi nesse momento que decidi mudar de vida”, conta. 

7 meses de tratamento e -45kg 

 

A engenheira civil percebeu que precisava fazer mudanças, mas sabia que não seria fácil vencer as tentações alimentares. “Me lembro como se fosse hoje. No primeiro dia do tratamento, quando fiz um dia de alimentação saudável, comecei a passar mal a ponto de precisar ser socorrida por uma ambulância. No hospital, fizeram uma bateria de exames, e não havia nada de errado. Tudo não passou de uma crise emocional por não ter seguido os meus velhos hábitos alimentares”, conta Katia. 

Segundo a engenheira, o acontecimento foi uma motivação extra para se manter determinada no tratamento.  “Eu nunca tive a pretensão de ser magra porque não é o meu biotipo. Quando entrei para o 5S, o meu objetivo era apenas aprender a ter um estilo de vida mais saudável, comer com consciência”, relembra Katia. 

Após passar por três meses de desintoxicação alimentar, como ela mesma apelidou este período, Katia passou a diferenciar comida de alimento. “Não foi nada fácil, mas tive que me manter firme no meu propósito. Com o tempo, a minha autoestima foi aumentando a ponto de me ajudar a terminar o relacionamento tóxico que me encontrava”. 

Katia se sentiu feliz por não ter recorrido à bariátrica. “A minha melhor amiga fez bariátrica na mesma época que eu iniciei o 5S. No final das contas, eu acabei perdendo – sem cirurgia – a mesma quantidade de quilos que ela. Então valeu muito a pena”. 

Hoje, após um ano de ter o tratamento concluído, Katia mantém os seus 72kg e se diz satisfeita com a sua nova vida amorosa. “Hoje, ao olhar para trás, vejo que passei por três estágios: sofrimento, raiva e perdão. E agora consigo ter força suficiente para saber o que é bom para mim nos dois sentidos, amoroso e alimentar. E afirmo feliz que é libertador”, finaliza.

Natália Ritzinger

“Coloquei balão intragástrico e mesmo assim não emagrecia”

Moradora de Olímpia, interior de São Paulo, Natália Ritzinger chegou aos 126kg aos 28 anos. Entretanto, não ligava para o peso e sempre foi uma pessoa muito alegre e de bem consigo mesma. “Desde a adolescência estive acima do peso e era sedentária, mas continuava vivendo minha vida da melhor maneira que podia”, relembra. 

Tudo mudou quando os problemas de saúde, por conta da obesidade, começaram a aparecer. Entre eles: pressão alta, enxaqueca e fases que não conseguia ingerir alimentos sem ter ânsia, diarreia e cólica. “Além de tudo isso, eu sentia muita falta de ar e vi a morte na minha frente por duas vezes, quando sufoquei dormindo. Percebi que eu tinha que tomar uma atitude, senão eu realmente ia morrer.”  

Tentou vários tipos de dieta e remédios fortes para emagrecer, mas não adiantou. Emagrecia e depois ganhava o triplo do peso que havia perdido. “Cheguei a colocar balão intragástrico, que promovia a saciedade precoce. Mas foi nessa fase que descobri minha compulsão alimentar, porque mesmo com a capacidade do meu estômago reduzido por conta do balão, eu continuei comendo normalmente e exageradamente”.

Apesar de ter cogitado fazer a cirurgia bariátrica, Natália entendeu que não adiantaria nada se não tratasse a compulsão em comer. “Eu precisava de ajuda psicológica, procedimentos médicos não iriam me salvar se eu não mudasse a minha mente.”  Foi então que encontrou o que precisava para mudar no 5S Estilo de Vida Saudável. 

“Além da orientação e reeducação alimentar, que foram muito importantes, eu tive o acompanhamento diário de nutricionistas e psicólogos que me ajudaram a encontrar o meu autocontrole”. Com o método, Natália emagreceu mais de 40kg em um ano e conquistou uma vida muito mais saudável. “Hoje estou pesando 84kg e me curei da compulsão alimentar. Me sinto livre agora! Sou uma nova pessoa, sem restrições e limitações”, finaliza. 

Regiane Juliani

‘Na praia tinha vergonha de mostrar meu corpo’

Com 1,75m e pesando 119kg, a paulista Regiane Juliani, de  34 anos, diretora de RH de uma penitenciária na cidade de Lucélia, decidiu mudar de vida em setembro de 2020 após ser parâmetro de peso, não conseguir vestir o manequim 60 e perder o fôlego com frequência, principalmente às madrugadas, mas o seu problema com o excesso de peso começou um tempo antes.

“A primeira vez que eu fui para a praia fiquei uma semana debaixo do guarda sol sem colocar os pés na água com vergonha de mostrar o meu corpo. Não consegui dar um mergulho porque me sentia desconfortável com roupa de banho”, relata a funcionária pública. 

Além desse episódio, duas situações estimularam Regiane a procurar ajuda. “A primeira foi quando fui comprar uma calça e o tamanho 60 não me serviu. Eu saí super decepcionada, frustrada e envergonhada. Disse para a vendedora que eu não havia gostado da calça, mas a verdade era que ela nem tinha entrado. Outra coisa que me incomodou muito foi ter sido usada como padrão de tamanho de forma pejorativa. Uma vez eu ouvi ‘a fulana está mais gorda do que a Regiane’ e isso me machucou muito”, comenta.  

A mudança 

Em setembro de 2020, Regiane foi procurar ajuda na 5S Estilo de Vida Saudável com o incentivo do marido. Em apenas três meses de acompanhamento, ela eliminou 24kg. “Olhando para trás eu vejo que a minha força de vontade somada a todo o incentivo que recebi do meu marido e da Mariana, nutricionista do Grupo 5S, que me deu apoio 24h, consegui vencer a baixa autoestima por eliminar quilos e ganhar saúde”, declara. 

Hoje, além de conseguir manter o peso, Regiane serve de exemplo para pessoas próximas. “Eu digo para as pessoas que querem ter mais qualidade de vida e sofrem com baixa autoestima como eu sofri: ‘Não perca mais tempo. Você importa e só conseguimos ajudar outros, quando aprendemos a cuidar de nós mesmos para estarmos bem’”. 

Hoje, após um pouco mais de seis meses do tratamento, Regiane agradece por ter escolhido cuidar da saúde porque isso a ajudou a enfrentar um momento difícil que viveria pouco tempo depois. “Eu e minha família soubemos que estávamos com covid em fevereiro deste ano. Imagine o que não teria acontecido se eu não tivesse mudado meu estilo de vida, aprendido a me alimentar corretamente e eliminado os 24kg! Eu não estaria aqui para contar história. Então, hoje eu digo com convicção que eu venci a covid porque venci a obesidade”, finaliza. 

Ricardo Freitas

Em vez de bariátrica, uma mudança de hábitos para a vida toda

Em uma batalha permanente com a balança, Ricardo Freitas pesava quase 127kg e passou por momentos de conturbação na vida pessoal e profissional, sofrendo preconceito e perdendo oportunidades de emprego por conta do sobrepeso.

Após tentar dietas mirabolantes e até prejudiciais à saúde, sem resultados satisfatórios, decidiu apelar para a bariátrica, mas o tempo de espera o deixou bem desanimado. O analista de compras conheceu o 5S e deu início há um novo desafio na vida.

Em apenas dois meses de tratamento, Ricardo eliminou 28kg, sem perder o foco mesmo no período de isolamento social. Diante os resultados obtidos, Ricardo conquistou uma nova vida, com saúde para o corpo e para a mente, ganhou novos hábitos alimentares, além de recuperar a autoestima que estava há muito tempo perdida.

Com Assessoria 5S Estilo de Vida Saudável

 

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais